Seja colaborador do Cariri Agora

CaririAgora! é o seu espaço para intervir livremente sobre a imensidão de nosso Cariri. Sem fronteiras, sem censuras e sem firulas. Este blog é dedicado a todas as idades e opiniões. Seus textos, matérias, sugestões de pauta e opiniões serão muito bem vindos. Fale conosco: agoracariri@gmail.com

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Sonora Brasil - Quarteto Colonial



 
Através do Sonora Brasil, o SESC objetiva o desenvolvimento de programações que propõem o desenvolvimento histórico da música no Brasil. Constituído por temáticas, este ano, pela primeira vez em sua 14ª edição, o Sonora Brasil apresentou dois temas que foram divididos entre as cinco regiões do Brasil. “Sotaques do Fole” circulou nas regiões Sul e Sudeste enquanto que “Sagrados Mistérios: Vozes do Brasil” passou pelas demais. Desta forma, estiveram inseridas na programação do projeto no Ceará as apresentações das Caixeiras do Divino (MA), da Comitiva de São Benedito da Marujada de Bragança (RJ), da banda de Congo Panela de Barro (ES) e agora, na próxima quinta, o Quarteto Colonial encerrará o projeto.

Para encerrar a edição de 2011 do Sonora Brasil, projeto inserido no Circuito Nacional SESC de Música, a próxima atração a vir se apresentar na Região do Cariri será o Quarteto Colonial. Os shows do grupo do Rio de Janeiro acontecerão nos dias 03/11, no Auditório SESC Adalberto Vamoz, SESC Crato, a partir das 19h e dia 04/11 no Teatro SESC Patativa do Assaré, SESC Juazeiro, às 20h. A entrada é franca.

Coros e solistas proferem a música sacra desde a Idade Média. A tradição não remete apenas ao judaísmo ou ao cristianismo, mas também a outras religiões ocidentais. O canto gregoriano, por exemplo, é uma das expressões mais antigas nas missas e atos litúrgicos. No Sonora Brasil ele será representado pelo grupo Quarteto Colonial, que compõe música sacra de concerto a partir da obra do Padre José Maurício Nunes Garcia (1767 – 1830). O Quarteto Colonial é composto por Doriana Mendes, Daniela Mesquita, Geilson Santos e Luiz Kleber Queiroz, que farão a representação de salmos, motetes, missas e réquiens.


Programa Cultura SESC Cariri
(88) 3587 1065 (SESC Juazeiro)
(88) 3523 4444 (SESC Crato)

ESTREIA HOJE "A DONZELA E O CANGACEIRO"

O tão esperado espetáculo da Cia. Cearense de Teatro Brincante, escrito e dirigido por Cacá Araújo, estreia hoje, 31.10.2011, às 20h no Teatro Rachel de Queiroz, em Crato-CE, ficando em cartaz somente até amanhã, devendo ser reapresentado no dia 12 de novembro, durante a 3ª Guerrilha  do Ato Dramático Caririense.

Foto de Mônica Batista
Foto de Mônica Batista

Foto de Mônica Batista
A SINOPSE:

A ambição desmedida do homem rico, a ganância cruel do norte-americano e a trama infernal vinda das trevas ameaçam o Sítio Fundão, importante reserva ecológica brasileira. 

As forças do mal, lideradas pelo Bode-Preto, entram em disputa ferrenha pelo domínio da área, mas são enfrentadas pela legião do bem, liderada pela Caipora, deusa protetora da natureza.

Somente o amor pode salvar o sítio da destruição total. Um enigma, proferido pela esfinge de Seu Jefrésso, contém todo o segredo do universo, capaz de restabelecer a paz e a harmonia. 

Donzela Flor, símbolo de pureza, precisa ser desencantada. O cangaceiro Edimundo Virgulino, valente e destemido, luta com bravura para salvar o sítio e conquistar o coração da donzela. 

O ESPETÁCULO:

Ao abordar a ecologia e o meio ambiente a partir de motivo factual doméstico, neste caso a luta pela preservação do Sítio Fundão, importante reserva ecológica na zona urbana na cidade do Crato-CE ameaçada de extinção, o espetáculo "A Donzela e o Cangaceiro" amplia o foco ao propor uma leitura da gana imperialista capitaneada pelos EUA, usurpadores das riquezas alheias. Envereda também pelo universo histórico e mítico do homem nordestino e universal, revisitando o cangaço e o mito da Caipora numa história fantástica, mas embrenhada “na” e “de” realidade. 

"A Donzela e o Cangaceiro", obra premiada pela Funarte em 2007, é um projeto teatral que dá prosseguimento à determinação do dramaturgo Cacá Araújo em buscar a afirmação de uma dramaturgia nordestina e universal alinhada ao resgate e à difusão da cultura tradicional popular, fundada na expressão do imaginário do povo, nas lendas, nos mitos, nos causos, nas aventuras, nos romances, na história, nos mistérios que habitam a alma afoita e brincante do sertanejo, cujo sangue saltitante se perpetua no riso e na dor, na graça e no sofrimento, na desventura e na esperança. 

O ELENCO:

Mateus – Cacá Araújo / Catirina – Kelvya Maia / Pafúncio Pedregôso – Franciolli Luciano / Cafuçú – Paulo Henrique Macêdo / Feiticeira Catrevage – Jonyzia Fernandes / Vicença – Rosa Waleska Nobre / Dona Colombina – Samara Neres / Donzela Flor – Charline Moura / Caipora – Orleyna Moura / Troncho Sam – Márcio Silvestre / Edimundo Virgulino – Emerson Rodrigues / Bode-Preto – Joênio Alves / Seu Jefrésso – Jardas Araújo 

A TÉCNICA:

Texto e Direção – Cacá Araújo
Assistência de Direção – Orleyna Moura
Iluminação – Cacá Araújo e Emerson Rodrigues 
Cenografia e Sonoplastia – Cacá Araújo 
Cenotécnica – Saymon Luna, França Soares, Mestre Galdino e Marlon Torres
Figurino e Maquiagem – Joênio Alves
Adereços – Cristiano de Oliveira 
Ritualística Corporal – Joênio Alves e Kelyenne Maia 
Criação Musical – Lifanco
Instrumentistas – Lifanco e os atores
Criação e execução de efeitos sonoros – Lifanco e os atores
Operação de Luz – Paulo Fernandes
Operação de Som – Babi Nobre
Confecção de Figurino – Ariane Morais
Cinegrafia – Antonio Wideny (Toyota)
Fotografia – Gessy Maia 
Xilogravura do Cartaz – Carlos Henrique 
Designer – Felipe Tavares 
Contra-Regra – Mauro Silvestre
Produção Executiva – Kelvya Maia 
Produção – Sociedade Cariri das Artes 

AS PARCERIAS:

Sociedade de Cultura Artística do Crato 
Secretaria de Cultura do Crato
Casa Harmônica
Circo-Escola Alegria
Coletivo Camaradas 
Ed Alencar 

OS PATROCINADORES:

- Governo do Estado do Ceará / Secretaria Estadual da Cultura - através do VI Edital de Incentivo às Artes, Lei 13.811 de 20 de agosto de 2006 
- Prefeitura Municipal do Crato - através da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude

domingo, 30 de outubro de 2011

Mais uma vez tentam espalhar MENTIRAS e DESINFORMAÇÃO na cidade do Crato !

O objetivo é um só: Tentar atingir o Prefeito Samuel Araripe.

Um bate-boca ocorrido na câmara de vereadores na última semana, está servindo de lenha para que os velhos cães raivosos possam espalhar a mentira, a desagregação e as desavenças na cidade do Crato, de forma irresponsável. Só que dessa vez tudo foi gravado e filmado. Este é mais um enredo barato em que o ódio desmedido de alguns, tenta atingir a Administração Samuel Araripe por tabela, que diga-se de passagem, não tem nada a ver com o peixe. Na verdade, o prefeito Samuel é o alvo mais um avez de nada mais, nada menos do que a velha politicagem baixa, existente na cidade do Crato e alhures.

Tudo começou na câmara de vereadores, quando a vereadora Mara Guedes, em uma discussão banal, com o vereador George Macário, tentou fazer ilações no seu discurso, puxando o foco do tema em questão, para a Sra. Almina Arraes, uma respeitável senhora da cidade, na tentativa de ressussitar um assunto que já havia sido esgotado, quando criou-se na câmara uma polêmica ( ou um debate ) sobre os temas: Loucura e Senilidade. Bastou isso para os mal-intencionados de plantão se apressassem em propagar no Crato e na Internet que o George havia dito que a sua parenta, a Sra. Almina estaria louca. Mas que Absurdo !!!

Ora, que interesse o vereador George Macário teria em falar mal da sua própria parenta, já que ele mesmo é o autor de uma das maiores homenagens feitas à Ana Arraes ocorrida recentemente ? a tão sonhada medalha Bárbara de Alencar, somente concedida aos grandes da nossa geração ???

Loucura é uma coisa, Senilidade é outra. O problema todo é que a vereadora Mara Guedes ainda está marcada por uma briga recente sobre este tema com o vereador Dárcio Luiz. Mas a vereadora Mara não deve ser responsabilizada ( em tese ) pela criação deste circo. Ela apenas foi o pivot. O maior mal é de quem deturpa o que foi dito lá, cometendo a injustiça.

Muitas pessoas não estão sabendo da missa o terço e ficam falando besteira e propagando inverdades de "Ouvi Dizer", só que dessa vez, tudo foi gravado, filmado e o George virá a público ainda hoje ( Domingo ) a fim de restabelecer a verdade, e irá discutir o tema na Segunda-Feira na câmara municipal, e segundo ele, mostrar o mal que a Vereadora Mara Guedes e os capatazes de plantão tem feito à sua família nos últimos dias na cidade do Crato, pois a sua própria mãe está sendo maltratada com ligações telefônicas em altas horas da noite, quando "criaram um CIRCO para tentar manchar a honra da família Macário de Brito e os Arraes no Crato por razões politiqueiras" ( palavras do George ).

Agora, é uma SACANAGEM EM ALTO GRAU o que alguns estão fazendo, propagando a DESINFORMAÇÃO e a MENTIRA para tentar atingir por tabela a administração de Samuel Araripe, que não tem nada a ver com o bate-boca que rola no dia-a-dia da câmara do Crato, as desavenças e picuinhas entre os vereadores.

Ainda bem que estou sempre por lá na câmara, temos todas as gravações das sessões, e o que eu falo não é coisa de ouvi dizer, nem mentiras dos raivosos de plantão. Por outro lado, reafirmo que esse é apenas mais um circo arquitetado para tentar atingir o prefeito Samuel Araripe em coisas que "Só no Crato Mesmo"... propagado por daqueles que só passam o tempo em criar mentiras e espalhar inverdades sobre fatos que não presenciaram, não ouviram gravações e não viram como a coisa toda aconteceu.

O vereador George Macário garantiu a mim que vai entrar na Justiça com um processo contra a vereadora Mara Guedes já nesta Segunda-Feira, por esta haver provocado todo esse mal-estar no seio da sua família, causando ainda problemas a uma senhora idosa e reconhecida, e as repercussões que o caso está tendo na cidade do Crato. E se eu fosse o prefeito Samuel Araripe, entraria com um também contra aqueles que o querem envolver nesse engodo.

Só podemos compreender essa postura mentirosa, como o velho desespero e o ódio mortal que leva alguns plantonistas a ficarem cegos, envoltos em suas próprias fábulas que inventam, a fim de iludir-se e tentar iludir a população. Mas felizmente a verdade aparece, e desta vez, com filmagens vivas e coloridas que serão divulgadas em breve. Chega de Mentiras e de tentativas de manipular a opinião pública.

Mentira é uma tremenda falta de Respeito. Aquele que mente, o que inventa, o que propaga a mentira, o Mentiroso, é antes de tudo, um Mau Caráter.

Dihelson Mendonça

sábado, 29 de outubro de 2011

Duas escolas do Crato serão beneficiadas com Laboratório de Arte Contemporânea



(foto) O famoso urinol de Marcel Duchamp imagem emblemática desse tipo de arte. Estudantes produzirão materiais e ações na área da arte contemporânea.

Experiência piloto em artes nas escolas será desenvolvida pela Secretaria de Educação do Estado do Ceará - SEDUC, através da 18ª Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação – CREDE, na cidade do Crato. Trata-se do Projeto Laboratório de Estudos, Vivencias e Experimentos em Arte Contemporânea – LEVE Arte Contemporânea que será desenvolvido com os alunos do Colégio Estadual Wilson Gonçalves e do Teodorico Tele de Quental. O objetivo do projeto é favorecer o contato dos estudantes com as produções artísticas, os espaços de circulação da arte e com os próprios artistas. As atividades do Laboratório constarão de visitações as instituições, ateliers, galerias, leituras visuais e teóricas e produção de trabalhos e ações experimentais no campo da arte contemporânea.

Os diretores das escolas estão confiantes na possibilidade de desenvolvimento cognitivo dos alunos. O Projeto funcionará no contra turno das aulas convencionais e terá inicio a partir desta segunda-feira, dia 31. Essa semana os alunos já estarão participando de atividades vivenciais e no sábado, dia 05 de novembro terão a sua primeira aula performance no centro da cidade, na oportunidade um artista irá ministrar aula e ao mesmo tempo fará a raspagem do cabelo e da barba, o que resultará posteriormente num material pedagógico para as aulas de artes.

Para a professora do Curso de Artes Visuais da Universidade Regional do Cariri – URCA, Nívia Uchôa essa experiência tem importância para o intercâmbio dos alunos com outros universos de pensamento, a partir da arte contemporânea e da cultura. Ela destaca que é necessário que o ensino de Artes nas escolas seja tratado de forma interdisciplinar e contextualizado.

A idéia do projeto nasceu a partir de uma experiência pedagógica em sala de aula desenvolvida numa escola da rede estadual do Crato, localizada no bairro mais populoso da cidade, o bairro Seminário. Em que os alunos tiveram a oportunidade fazer trabalhos no campo da arte que fugia da normalidade que estavam acostumados, como assistir aulas em baixo das arvores, subir em cima das cadeiras escolares, produzir espetáculos, vídeos e fazer trabalhos de artes nos espaços urbanos.

Ariano Suassuna participa de filmagem com Penitentes de Barbalha

Ariano chegou com sua equipe ao Sítio Cabeceiras no final da tarde e ali permaneceu até por volta das 23 horas.

Por Josélio Araújo

O advogado, professor, teatrólogo, escritor e dramaturgo paraibano, Ariano Suassuna esteve em Barbalha nesta quinta-feira (27), para participar de um set de filmagens com o grupo de Penitentes Irmãos da Cruz, do Sítio Cabeceiras. Ariano chegou com sua equipe ao Sítio Cabeceiras no final da tarde e ali permaneceu até por volta das 23 horas. O filme, ainda sem título, terá gravações com outros grupos da cultura popular nordestina. Ariano conversou, concedeu entrevistas, mas se reservou a não falar sobre o trabalho.

O mestre Ariano é o idealizado do Movimento Armorial, que tem como objetivo criar uma arte erudita, a partir dos elementos da cultura popular do nordeste brasileiro. Tal movimento procura orientar para esse fim todas as formas de expressões artísticas: música, dança, literatura, artes plásticas, teatro, cinema arquitetura, entre outras expressões. O advogado, professor, teatrólogo e escritor paraibano ARIANO SUASSUNA é um dos grandes defensores da cultura do Nordeste brasileiro e é autor de Auto da Compadecida e A Pedra do Reino. Ariano Suassuna ocupa a Cadeira de nº 32, desde 1989, da Academia Brasileira de Letras. É Membro da Academia Paraibana de Letras e da Academia Pernambucana de Letras, e Doutor Honoris Causa da Universidade Federal do Ceará e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Fonte: Rádio Cetama On Line

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Pensamento para o Dia 27/10/2011


“No momento do nascimento não se tem atributos bons ou maus. As mudanças ocorrem em sua natureza devido ao alimento consumido, à influência dos amigos etc. Desenvolve-se ego e apego através da companhia que se mantém. Na medida em que começa a se educar, você desenvolve orgulho e acolhe pensamentos arrogantes a respeito da sua superioridade sobre os outros. Essa vaidade polui o coração. Quando a água se mistura ao leite, deve-se fervê-lo para torná-lo puro. Da mesma forma, deve-se realizar várias práticas espirituais (Sadhana) para limpar o coração de impurezas. É somente quando o coração se derrete no calor do Amor Divino que você conseguiu remover as más características. Fique claro que você é a causa de seu destino, bom ou mau. Deus não é responsável pela causa do seu sofrimento e você é livre para moldar seu futuro. Assim, você se aproximará de Deus com um passo mais firme e uma mente mais lúcida.”
Sathya Sai Baba

Escola da Malandragem - Bullying!!!

Luiz Domingos de Luna*
Com o fluxo normativo da interação social, com a frouxidão da ética como padrão a convivência dos seres humanos em sociedade, com as mutações sociais que ocorrem diariamente, novas agressões ao tecido sociológico vão aparecendo e fomentando a violência no seio da própria sociedade.
O Que no passado dos coronéis, era comum, a seu círculo de amizades, um bando de capachos, coiteiros e outros afins, perturbarem a ordem pública constituída para mostrar a sociedade o poder do coronelismo, praga que dizimou o progresso acentuado de nosso Pais.
A pratica de não tolerar a heterogenia social, infelizmente, sempre esteve presente na nossa história, outrossim, por um mecanismo desconhecido, fica bem fácil observar que grupos de vândalos a bailar na orla urbana de forma organizada a assediar moralmente os transeuntes, escolhem as pessoas para eles, talvez mais frágeis, pela ótica destes monstros e começam uma voz, solitária a colocar pecha e mais pechas à medida que vai aumentando o sadismo social, as vitimas do preconceito ou do ódio setorizado destes vândalos, praticamente indefesos não sabem nem a quem recorrer, pois na maioria das vezes ficam em lugares de difícil acesso de visibilidade, e,quando as vitimas destes preconceituosos passam, é formado um coro sincronizado para aniquilar moralmente os cidadãos.
Creio ser oportuno aos autoridades constituídas, prestarem mais atenção a esta prática que começa, ainda de forma embrionária, a nascer e a ganhar corpo no espaço social, pois se nada for feito, com certeza em breves dias teremos uma Escola do Sadismo social implantada dentro da própria sociedade para intimidar, violar e descaracterizar a civilidade, ao convívio interativo e harmônico a que todos nós aspiramos.
(*) Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora – Ceará.

I ENCONTRO DOS DOCENTES DA URCA – SINDURCA


As Políticas para a Educação Superior no Ceará e suas Repercussões na Atividade Docente

Dia: 31 de outubro de 2011
Local: Salão de atos da URCA

PROGRAMAÇÃO

15:30 - Credenciamento e Abertura

16:00 - Palestra: Políticas de reestruturação do estado brasileiro e sua implementação no Estado do Ceará.
- Convidado: Prof. Francisco Teixeira (prof. do Depto. de Economia da URCA)
- Coordenação: Prof. Thiago Chagas (diretor do SINDURCA e prof. do Depto de Educação da URCA)

17:30 - Apresentação Cultural - Merenda

18:00 - Mesa Redonda: A política de federalização do governo brasileiro e suas repercussões para as universidades estaduais
- Convidados: Profa Neila Nunes de Souza (Universidade Federal de Tocantins - universidade estadual transformada em universidade federal)
- Coordenação: Prof. Anderson Rodrigues (Diretor do SINDURCA e prof. do Depto de Economia da URCA

19:00 - Apresentação Cultural
- Lançamento de livros e periódicos dos Docentes da URCA

Fonte: Sindurca

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Cai o Sexto Ministro de Dilma, sob acusações de Corrupção


NE - Tudo o que é sólido se desmancha no ar...

Brasília, 26 out (EFE).- O ministro do Esporte, Orlando Silva, deixará o cargo devido às denúncias de corrupção em sua pasta, confirmou nesta quarta-feira o secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho.

Orlando Silva (PCdoB) é o sexto ministro do Governo a cair ao longo da gestão da presidenta Dilma Rousseff. Segundo Carvalho, Orlando Silva entendeu que a situação era insustentável, mas considerou determinante a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). O Supremo investigará Orlando Silva por denúncias de irregularidades no Programa Segundo Tempo, que promove projetos esportivos beneficentes a crianças carentes.

A saída foi decidida em reunião que reuniu nesta quarta-feira líderes do PCdoB e o ministro Carvalho, que tinha antecipado no domingo que a decisão de Dilma de manter Silva no cargo não podia ser considerada definitiva. As denúncias que levaram à queda de Orlando Silva foram feitas pelo ex-policial João Dias Ferreira, que presidia uma fundação de artes marciais que recebia dinheiro do Ministério do Esporte por meio do Programa Segundo Tempo.

Em entrevista à revista "Veja", Ferreira denunciou que, para ter acesso aos recursos do Ministério do Esporte, era obrigado a pagar propinas, que eram recebidas pelo próprio Orlando Silva ou por seus colaboradores mais próximos.

Além de Silva, outros cinco ministros já haviam caído desde o início do Governo Dilma: Antonio Palocci (Casa Civil), Alfredo Nascimento (Transportes), Nelson Jobim (Defesa), Wagner Rossi (Agricultura) e Pedro Novais (Turismo).

Fonte: Yahoo Notícias ( EFE )

CONVERSA DE UM CAMPONÊS - Por Pedro Esmeraldo


Geralmente, no mês de fevereiro, quando aparece sem cair chuva, o homem do campo passa a se preocupar e começa a observar os astros, tentando descobrir algumas nuvens que provoquem chuvas e que venham satisfazer os anseios do bom agricultor que espera a chuva tentando dar continuidade ao seu plantio.

Por isso, quando o camponês não vê nenhuma manifestação que lhe favoreça um bom caminho, a fim de continuar o seu plantio que seria o produto de sua subsistência, tenta beneficiar com grande velocidade a recuperação dos plantios retardados, pois não vem dar oportunidade que lhe deseja (quando a chuva falta).

Por essa maneira, o camponês aparvalhado, perde o rumo técnico e passa a fazer movimentos agressivos vendo a hora de ser desprezado pelas autoridades do país. Há deles, que enfrenta a crise com coragem e apela para os governantes que lhe dêem serviços e que façam pequenas estruturas agrícolas (açudes, irrigação e orientação técnica). Daí então, com a falta de apoio das autoridades, o camponês recorre às igrejas, oram bastante, solicitam a Deus que lhe mande pelo menos algumas gotas de água para não cair no destempero social.

Certo dia, no ano de 1966, havia uma promessa de falta de chuva e toda a população campesina encontrava-se desolada devido a falta desse precioso líquido que ora estava atrasado, que arrasava toda a população, deixando cair no desespero total.

Nesse ano, estando meu pai enfermo, um dia apareceu por lá um senhor baixo, constituído de uma loquacidade que não parava de falar de jeito nenhum e a conversação prolongada ia até tarde, ficando todos os outros que estavam ao redor tristes, provocados pelo cansaço, deixava todo mundo desconsertado com tanta falação que ia até tarde da noite.

O assunto era chuva e seca. E não deixava ninguém falar. Só ele era o verdadeiro mentor de todas as conversas.

Seu nome completo era Pedro Figueiredo, natural da cidade de Milagres, Ceará. Veio para cá com o intuito de procurar trabalho em uma fazenda pertencente ao médico cratense Dr. Fábio Esmeraldo, para ser feitor desse senhor no sítio Cabeça da Vaca, no município de Juazeiro do Norte.

Pedrinho, como era conhecido na roda dos amigos, possuidor de uma palestra jocosa, vez por outra, dizia coisas engraçadas e inadequadas. Todo mundo ria de tantos efeitos malabaristas na palestra desse senhor.

Nesse tempo, como havia falta de chuva, a população campesina do Crato e da redondeza permanecia na expectativa. Todos sem rumo ficavam sem saber apelar, para quem se dirigir e por isso recorriam às igrejas pedindo a Deus graças de mandar chuva suficiente para o plantio.

O povo do Crato, muito católico, tinha o hábito de orar com intensidade e recorrer às igrejas. O assunto versado no momento era sobre as enchentes do Rio de Janeiro, devido a uma forte tromba d’água que deixou toda a população desanimada devido ao prejuízo.

Pedrinho, agnóstico e eloqüente, contava histórias ao pessoal que muitas vezes saia do rumo, dizendo: ora, que coisa tola: esse negócio de dizer: o pecado empata chuva e reza faz chover, isso é muito do lero-lero, pois observo que nem pecado empata chuva, nem reza faz chover. Haja vista, que aqui no Crato o povo reza demasiadamente e não chove, e no Rio de Janeiro o povo peca por brincadeira e chove tanto que deixa todo mundo arrasado com o prejuízo causado pela chuva. Concluiu: nem pecado empata chuva, nem reza faz chover.

Todos os que estavam presentes não tiveram outra alternativa senão rir.

Autor: Pedro Esmeraldo


Crato-CE, 24/10/2011

AUTORITARISMO NA CÂMARA DO CRATO

Desde muito tempo ouço dizerem que uma casa legislativa, não importa se de âmbito federal, estadual ou municipal, é, por definição e atribuições, um lugar do povo, posto que abriga parlamentares eleitos para o mister da tradução dos anseios e inquietações populares. Mas não foi bem assim que me pareceu funcionar a Câmara Municipal do Crato, pelo menos na manhã de ontem, 25 de outubro do ano em que professores da rede estadual foram espancados na Assembleia Legislativa do Ceará.

Pois bem, senhoras e senhores... Saibam, pelas breves e sinceras letras que seguem, sobre a violência e o constrangimento de que fui vítima.

Convidaram-me a assistir a uma sessão na Câmara de Vereadores, durante a qual a bailarina e coreógrafa Danielle Esmeraldo, Secretária Municipal de Cultura, fez uma exposição das ações e projetos de sua pasta, evidenciando o que se denominou de “revitalização” do Centro Cultural do Araripe. Ouvi, atenta e pacientemente, também a intervenção de vários respeitáveis edis da situação e da oposição. Após esse frutífero rito, foi, pelo Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara Vereador Florisval Sobreira Coriolano, oferecida a palavra a quem, do público presente, dela desejasse fazer uso. Aceitei a gentileza e, pasmem, nem bem principiei minhas colocações, o amigo vereador Fernando Brasil, sem solicitar aparte, interrompeu-me insistentemente “mandando” ironicamente que eu mencionasse nomes e mais nomes de prefeitos em minha recém-iniciada avaliação de recentes gestões no quesito cultura. Mesmo do tempo em que eu era apenas uma criança ou adolescente. Absurdo! Como a interferência já impedia que eu desenvolvesse meu raciocínio e beirava o sarcasmo, respondi-lhe com graça que me encaminhasse um requerimento para tal fim. Tentei continuar e fui grosseiramente interrompido pelo Presidente Coriolano acusando-me de desrespeito. Devolvi-lhe no mesmo tom que o povo é que estava sendo desrespeitado, pois no uso da palavra nada nem ninguém me obrigariam a guiar meu discurso pelo pensamento ou desejo de outrem. Ele não aceitou a verdade, perdeu o controle, usou seu poder e encerrou abruptamente a sessão num toque nervoso de campainha para depois sair às carreiras sem sequer agradecer a presença da autoridade convidada ou dos demais cidadãos e cidadãs, aos quais restaram apenas a indignação e a perplexidade diante de desnecessária e reprovável cena de autoritarismo.     

Entendo as motivações políticas que moveram cada gesto e lastrearam cada palavra a mim dirigida. Entretanto, não guardo nenhum rancor e declaro inabalada minha amizade com os nobres parlamentares aqui mencionados. Prefiro, em meu voluntário devaneio, acreditar que todos querem o desenvolvimento do Crato e o bem-estar de seu povo, apesar de achar estranhas algumas atitudes. 

Para finalizar, sinto-me na obrigação de atender aos pedidos de muitos da plateia desejosos de saber o que traria a palavra que me fora ceifada. Nada de extraordinário, julgo, mas a expressão do que percebi de mais significativo nas gestões que presenciei nos últimos cerca de 25 anos como artista, trabalhador e cidadão:

WALTER PEIXOTO – Autor da irreparável tragédia de destruição de quase todo o patrimônio arquitetônico e histórico do Crato em sua primeira gestão.

JOSÉ ALDEGUNDES MUNIZ GOMES DE MATTOS (ZÉ ADEGA) – Deu grande apoio ao movimento carnavalesco, inclusive doando terreno para as escolas de samba construírem suas sedes. Durante sua gestão foi criado o CHAMA – Chapada Musical do Araripe, importante festival de música que fortaleceu a criação local.

ANTONIO PRIMO DE BRITO – Criou a Fundação Cultural J. de Figueiredo Filho, atendendo a reivindicações de artistas e intelectuais. Apoiou grupos folclóricos e também realizou o CHAMA, dando-lhe dimensão nacional. Adquiriu o Cine-Moderno e elaborou projeto inicial de sua transformação no Cine-Teatro Municipal Salviano Arraes Saraiva.

RAIMUNDO BEZERRA – Criou a Secretaria Municipal de Cultura, dotando-lhe de papel estratégico no desenvolvimento do Município. Adquiriu o Sítio Caldeirão do Beato José Lourenço, importante referência da memória do nosso povo, e projetou a construção de um parque histórico na localidade. Valorizou o folclore e a cultura popular. Continuou o projeto do Cine-Teatro municipal Salviano Arraes Saraiva.

MOACIR SIQUEIRA – Assumiu a gestão após o falecimento de Raimundo Bezerra e, talvez por sua inabilidade político-administrativa, não deixou, a meu ver, marcas significativas no setor.

WALTER PEIXOTO (2ª gestão) – Extinguiu a Secretaria Municipal de Cultura e desprezou a Fundação Cultural J. de Figueiredo Filho.

SAMUEL ARARIPE – Recriou a Secretaria Municipal de Cultura e fortaleceu a Fundação Cultural J. de Figueiredo Filho. Democratizou a gestão cultural com a realização de conferência e criação do Conselho e do Fundo Municipal. Implantou o Sistema Municipal de Cultura, inserindo-o no contexto dos sistemas estadual e nacional. Apóia o folclore, a cultura popular, ong’s e eventos em todo o município, mantendo, para isso, amplo e diversificado calendário em parceria com vários setores da sociedade. Criou escolas de arte e valorizou a histórica Banda de Música Municipal. Construiu o Centro Cultural do Araripe, revitalizando o antigo Largo da RFFSA e preservando aquele patrimônio histórico e arquitetônico. Recriou o festival de música, hoje denominado Festival Cariri da Canção, que traz as modalidades estudantil (local) e nacional.

Com o breve relato, e a partir da minha vivência, classifico a gestão de SAMUEL ARARIPE como a de melhor desempenho na área da cultura, segmento a que estou diretamente ligado através de minha atividade artística, desde os tempos de amador até a atual fase profissional.

No que diz respeito ao incremento das ações desenvolvidas no Centro Cultural do Araripe, tema da sessão, sugiro que seja realizado um seminário do Conselho Municipal de Cultura aberto à participação de artistas das várias linguagens, comunidade (principalmente a do entorno), vereadores, empresários, ONG’S CULTURAIS, SESC, SEBRAE, CCBNB, Ministério Público e gestores municipais, com o fim de traçar uma política de ocupação permanente e alternativas concretas de financiamento.

Era isso o que eu queria dizer ontem na Casa do Povo e infelizmente fui impedido...

Crato, 26 de outubro de 2011.

Cacá Araújo
Cidadão, Artista, Professor

HALLOWEEN DO TERRAÇUS BAR E PETISCARIA




O Halloween do Terraçus está chegando. Será neste dia 29 de outubro, um sábado, onde teremos a presença das maravilhosas bandas HOLYWOOD e REI BULLDOG, tocando grandes sucessos das décadas de 70 a 90, muito som dos Beatles com a banda Rei Bulldog, e muita alegria da galera que sempre comparce em massa a esse maravilhoso local que é o TERRAÇUS. O HALLOWEEN DO TERRAÇUS será uma festa a fantasia (não obrigatória). Vista a sua fantasia, você pode ser um dos destaques da festa e ganhar um concurso que faremos lá na hora. Será um concurso sem desfiles, onde as pessoas serão observadas por uma comissão que irá julgar. Serão três categorias: Masculino, Feminino e Casal. Para cada ganhador vai rolar um prêmio surpresa. Vá a caráter e participe dessa maravilhosa festa.

O TERRAÇUS BAR E PETISCARIA está localizado na Av. Pedro Felício Cavalcanti, no triângulo do Grangeiro, a 2km do Clube Recreativo Grangeiro

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Seminário pretende integrar novos membros no Coletivo Camaradas





O Coletivo Camaradas realizará neste sábado, dia 29, a partir das 8h00, na sala de vídeo da Universidade Regional do Cariri – URCA, o Seminário “Entendendo o Coletivo Camaradas”. O evento pretende abordar a trajetória do grupo que tem uma atuação tanto na região do cariri, como nacionalmente e a sua concepção de arte.






O Seminário visa integrar novos membros ao grupo. O Coletivo Camaradas foi criado em 2007 e é composto por artistas, professores, produtores culturais, pesquisadores e estudantes. O grupo desenvolve um trabalho que mistura arte, estética, educação, cultura e política.






As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas no local do Seminário. O evento dos “Camaradas” é aberto à participação do público que queira ingressar no Coletivo.

Serviço:
Seminário “Entendendo o Coletivo Camaradas
Dia 29 de outubro de 2011
Horário 8h00 às 17h00
Local: Sala de Vídeo da URCA
Informações: 88260008

sábado, 22 de outubro de 2011

AGRADECIMENTO A DOIS BONS AMIGOS - Por Pedro Esmeraldo

Antes, desejo prestar homenagem póstuma a dois grandes intelectuais cratenses: o professor J.de Figueiredo Filho e a minha tia Maria de Lourdes Esmeraldo, a quem devo a permanência nas lides intelectuais do Crato, paradigmas da cultura, visto que me orientaram com cuidado especial a fim de estimular-me na arte em defesa da cidade. A esses dois ilustres filhos cratenses, venho agradecer pela sua bondade e tenho o cuidado de usar a palavra com dedicação e esmero.


Também me recordo de outras configurações gerais pertencentes ao corpo do intelecto desse município que granjearam conhecimentos, fazendo movimentação política em amor à terra comum, instruindo jovens que fizessem um novo Crato, transformando-a em uma cidade relevante, digna de prestígio em um maior Centro Cultural do Cariri. Esses homens difundiram o Crato culturalmente, promovendo a juventude para que soubesse caminhar no ramo cultural.

Querendo dar maior ênfase, cito as figuras dos principais mestres que culminaram com o desenvolvimento desta cidade e estão proliferando até esses dias pessoas relevadas que souberam traduzir o seu pensamento de serenidade e amor à terra. São eles: José Flávio Vieira, os irmãos Carlos e Armando Rafael, Emerson Monteiro de Lacerda, Antônio Vicelmo, Huberto Cabral, dr. Wellingotn Alves de Sousa, dentre outros que souberam traduzir e galgar as montanhas das letras com muita
precisão e todos os cientes do dever de defender o torrão natal que está sendo vilipendiado e destratado pelas atuais autoridades do Estado.

Relembro dos grandes sacerdotes intelectuais cratenses que foram notáveis e trasnformaram este município em uma cidade cultural que deram nome ao Crato de Capital da Cultura. Não se deve esquecer da magnitude do Colégio Diocesano a quem devo o meu desenvolvimento cultural e intelectual e a minha presteza de servir à terra. Lembro bem das figuras do padre Gomes (o maior historiador), da direção dedicada de Monsenhor Montenegro e do professor José do Vale Feitosa e muitos outros que passam a relembrar momentos históricos das datas comemorativas, sempre orientando os jovens com a dedicação de seguiram um bom caminho.


Convém lembrar que este colégio foi o principal timoneiro dos movimentos febris, pois conduziam todos a seguirem com dedicação e exaltação do expansionismo cultural do Cariri.

Foi do Crato que surgiu o primeiro grito pela independência no ano de 1817; foi do Crato que surgiu o primeiro grito pela liberdade (Confederação do Equador) no ano de 1824, capitaneada pelo cratense Tristão Gonçalves de Alencar Araripe; foi daqui do Crato que houve o primeiro movimento pela expansão e melhoria do comércio e da agricultura. Por isso, deve-se notar que o Crato está sendo enganado, querem transformá-lo em uma cidade da discórdia e de dormitório moderno, mas ninguém se conforma com este pensamento dúbio, vez que Crato sempre foi uma cidade valente e não aceita ser envolvida pelos algozes e perseguidores.

Felizmente, tenho bons seguidores que me acompanham e me incentivam a marchar para a luta em defesa de minha terra. Noto que a cada dia vem aumentando a minha permanência de defender com unhas e dentes o meu torrão natal com garra e a esses senhores só tenho a agradecer a sua boa vontade e peço, ao mesmo tempo, que orem por mim, pedindo a Deus força, altruísmo, perseverança e um pouquinho de sabedoria.

Muitas vezes fui perseguido por certos jornalistas piegas que vieram me açular co palavras inócuas e ofensivas, mas não dou ouvidos a essas palavras e continuo na luta até hoje sem esmorecimento.

Agora quero agradecer a dois parentes amigos que me presentearam com a impressão deste livro e ao mesmo tempo afirmo, com sinceridade, que serei agradecido e peço aos dois primos amigos Dr. Luciano de Brito Gonçalves e o Jornalista José Esmeraldo Gonçalves que me granjearam com toda atenção a edição desse livro. Não tenho mais palavras para agradecer, a não ser tornar-me fiel a esses dois amigos até a minha morte.

Crato-CE, 17/10/2011
Discurso proferido no lançamento do livro Contra o Vento

Pensamento para o Dia 22/10/2011


“Você fará rápido progresso no caminho espiritual se superar os obstáculos difíceis de raiva, orgulho, vaidade, da tendência para procurar defeitos nos outros, etc. Estes operam inconscientemente, como as correntes nas profundezas do oceano. Você deve ser vigilante para não perder a calma, mesmo nas pequenas coisas, pois isso obstruirá seu progresso. A raiva é a mãe de todo o comportamento errado e pode levar qualquer pessoa a maus caminhos, a qualquer momento e sob qualquer forma. Então, em primeiro lugar, sublime-a pelo esforço sistemático. Acolha alegremente qualquer um que aponte seus defeitos; seja grato a eles. Nunca nutra ódio por eles, pois isso é tão ruim quanto odiar o bom. Você deve amar o "bom" e rejeitar o "mau". Lembre-se, o "mau" não deve ser odiado, mas abandonado ou evitado. Cultive a humildade e o amor para com todos; hábitos indesejáveis desaparecerão de você.”
Sathya Sai Baba

Show da Banda Al Capone Tá Bebo: Sexta, 28, no SESC Juzazeiro


Al Capone não vê mais sentido em armar o circo para os outros. Agora Al Capone quer diversão e rock’n’roll. Na presente data Al Capone não quer resgatar nem cultura e nem arte. Isso não é problema dele. AL Capone não pertence a nenhuma ONG; a nenhuma milícia; a nenhum coletivo; e muito menos a nenhum fundamentalismo religioso. Al Capone não reconhece nenhuma espécie de gueto e acredita que as fronteiras devem ser destituídas de seus ícones, dos seus poderes e de suas glórias. Enquanto isso ele está lendo, nas horas sagradas do banheiro, uma tese sobre o poder enigmático das páginas de relacionamentos sociais na rede mundial de computadores. Diante da pós-modernidade e da horda constante de imigrantes tudo anda meio confuso e reduplicado. Assim, Al Capone não encontra sobriedade suficiente na realidade nem mesmo para conceituar o que é patrimônio da humanidade, mas ele se sente como tal. Essa é uma urgência, a outra é tocar rock’n’roll e se divertir muito no circo armado pelos outros.
Banda Al Capone Tá Bebo: show imperdível

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Secretária de Cultura Danielle Esmeraldo diz que o Centro Cultural do Araripe já está revitalizado.


DISCORDAMOS VEEMENTEMENTE !!!



Há poucos dias publicamos uma matéria, solicitando que a administração municipal e principalmente a secretaria de cultura do município, que gerencia o Centro Cultural do Araripe, visse com mais carinho a idéia de se revitalizar o Largo da RFFSA, que na nossa opinião é um excelente espaço aberto, que poderia estar sendo utilizado de diversas maneiras positivas, com vendas de artesanato do Crato, logo o Crato que é um celeiro do Cariri, uma referência em termos de Arte e Cultura no Nordeste, coisa pra turista ver mesmo, além de elaborar um calendário anual de eventos, convocar os artistas da cidade e do Cariri para reuniões e promover shows e eventos com esses artistas o ano inteiro...

Pelo Contrário, ao invés de encampar esta idéia, que é suportada por grande parte da população, a Secretária Danielle Esmeraldo vem pela contramão do público, e lançou nota dizendo que o Largo da RFFSA já está revitalizado. Fica o nosso questionamento: Como revitalizado ?, se ali se tornou, segundo muitos, um ponto de venda de drogas, de prostituição, de namoros desenfreados, sem segurança, sem vida noturna decente ?

Concordamos que lá foi revitalizado FISICAMENTE, a estrutura foi revitalizada, mas a bem da verdade, todo aquele espaço é sub-utilizado. Que tal fecharmos uns convênios com BNB, SESC, SEBRAE, etc, e fazer o intercâmbio cultural entre os artistas do Cariri e do Sul do país ? Conheço centenas de artistas que teriam prazer em vir fazer seus shows aqui no Crato por preços ótimos. São artistas de renome, que tem seus trabalhos publicados. Que tal criarmos o nosso próprio Festival de Jazz ? E que tal darmos oportunidades aos artistas locais, já que eles não tem mais, sequer um palco local na Exposição do Crato para se apresentarem ? Como eu disse antes, idéias não faltam. O que falta é boa vontade.

Agora, se a nossa querida secretária ( E aqui faço questão de separar a pessoa do Cargo, pois Danielle é uma grande amiga ), vem a público dizer que ali, que hoje se tornou ( segundo muita gente ), um ponto de venda de drogas, já está revitalizado, a conversa já deve parar por aqui, porque falar com as paredes não é comigo. Estamos talvez jogando palavras ao vento. Quem sabe um dia, quando exergarmos as imensas potencialidades que um Largo do tamanho daquele ali poderia trazer em Exposições, em Arte, em Cultura! - Garanto que nas menores cidades de São Paulo teríamos mais dedicação. Mesmo aqui no Ceará, na cidade de Guaramiranga, as coisas acontecem. O que falta ao Crato, é visão das coisas.

Mas se tudo já está bom do jeito que está, então, que viva os Marginais que ocupam o espaço à noite, que morra o gramado amarelo sem cuidados, que continuem com os vândalos a depredarem o patrimônio público, pois já não está mais aqui quem falou.

Aliás, porque falar de coisas ruins da cidade, não é verdade ? Ô povo pra falar de coisa ruim, parecemos até oposição desmedida, nós que reivindicamos é que estamos errados. Devemos ficar mudos, fiquemos calados, falemos apenas no amor e na paz, das nascentes e do Grangeiro, e deixemos que os problemas do Crato o destruam, e fiquemos nós artistas, sem trabalho, sem guarida, porém rindo como Nero, quando viu Roma incendiar-se sem nada fazer!

Dihelson Mendonça

NOTA: Secretária diz que Centro Cultural já está revitalizado:

"A secretária de cultura, esporte e juventude do Crato, Danielle Esmeraldo discorda das informações dando conta que o Centro Cultural do Araripe (Lago da RFFESA) esteja abandonado e precisando de revitalização. Ela esclarece que aquele patrimônio foi restaurado recentemente e é o maior espaço cultural do interior do Ceará onde são desfrutados diversos serviços ao mesmo tempo, como por exemplo, o centro de internet que oportuniza aos jovens e famílias inteiras a se conectarem com o mundo, fazendo suas pesquisas, treinamentos para cursos e outras atividades. Uma biblioteca em boas instalações, totalmente climatizada e recentemente modernizada. Aberta diariamente, inclusive aos sábados.

No Centro Cultural da RFFSA, disse ela, existe uma galeria aberta aos artistas plásticos locais, um auditório disponível para lançamento de livros, debates, exibição de filmes e outras atividades culturais. Para os próximos dias, segundo Danielle, vai ser reaberto o espaço do café que se constituirá em mais um atrativo para as famílias que poderão levar seus filhos para brincarem. Explicou também que existe um calendário anual com datas das festas mais tradicionais como o carnaval, são João, abril pra juventude, cariri da canção, doce natal e outras.

No Centro Cultural do Araripe, continua a secretária, são oferecidas oportunidades para os grupos de hip-hop, capoeira, danças diversas e até o final de 2011 estará sendo instalada uma academia popular com aulas nos finais de tarde para as pessoas que passam no local. E em parceria com a secretaria municipal de saúde vai ser implantado um projeto que objetiva realizar acompanhamento de saúde aos desportistas e praticantes de atividades esportivas. A secretária informou que o Centro Cultural do Araripe está inteiramente a disposição para receber os artistas e suas produções culturais, basta procurar a secretaria de cultura que está de braços abertos para apoiá-los no esforço de que as suas criações e suas artes possam ser vistas e reconhecidas. Danielle explicou, no entanto que, está prevista a realização de um fórum com os artistas cratenses para discutir o edital de ocupação dos espaços existentes. Ressaltou que a secretaria está esperando o artista procurá-la, pois ele, o artista, sempre foi e será a principal prioridade. Desta forma, disse a secretária, o espaço sempre esteve e estará aberto a população e aos que fazem a cultura."

Por: Dihelson Mendonça, com informações da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude do Crato.

Melquíades Pinto Paiva - Emerson Monteiro


Neste dia 21 de outubro de 2011, sexta-feira, às 20h, será a vez do agrônomo cearense Melquíades Pinto Paiva preencher uma das cadeiras do Instituto Cultural do Cariri, em sessão solene que ocorrerá na sede da agremiação em Crato, de portas abertas ao público.

Natural de Lavras da Mangabeira, filho de José Rodrigues Tavares Paiva e Creusa Pinto Paiva, Melquíades nasceu em 06 de março de 1930. Pertence ao clã dos Augustos, núcleo familiar originário da matriarca sertaneja Fideralina Augusto Lima.

Nos anos 1957 e 1958, ele estagiou no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, especializando-se em Ictiologia. Cientista respeitado, obteve o título de doutor em Ciências, através do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo. Na Universidade Federal do Ceará, foi o diretor-fundador do atual Instituto de Ciências do Mar (1961 a 1976) - Labomar, e o primeiro chefe do Departamento de Engenharia de Pesca (1973 a 1976), havendo contribuído para a implantação do curso de Engenharia de Pesca da UFC. Agora, é diretor-emérito do Instituto de Ciências do Mar (desde 2003).

Outros títulos de sua vida acadêmica: Professor visitante na Universidade Federal do Rio de Janeiro, lotado no Departamento de Biologia Marinha (1992 a 1998); pesquisador bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (1993 a 2003); e coordenador da equipe responsável pelo levantamento dos dados pretéritos referentes a recursos pesqueiros, estuarinos e marinhos do Brasil, junto ao Programa de Recursos Vivos da Zona Econômica Exclusiva, conduzido pelo Ministério do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Amazônia Legal (1996). Permanece desenvolvendo atividades de natureza científica e técnica.

No ano de 1944, Melquíades Paiva estudou no Cariri, sendo aluno do então Ginásio Diocesano do Crato.

Intelectual e escritor de largo prestígio, são de sua autoria centenas de artigos científicos e obras quais: Nordeste do Brasil, Terra e Gente; Ecologia do Cangaço; Conservação da Fauna Brasileira; Administração Pesqueira do Brasil; Represas e os Peixes Nativos do Rio Grande; As Bacias do Paraná – Brasil; Breves Memórias do Espaço e do Tempo; A Contribuição Portuguesa para o Estudo das Ciências Naturais do Brasil Colonial; Fauna do Nordeste do Brasil; Grandes Represas do Brasil; Os Naturalistas e o Ceará; e Trabalhos Esparsos, Agora Reunidos; isto para citar apenas algumas das publicações desse autor destacado, que representou o País em 19 missões científicas internacionais e desempenhou importantes delegações junto a órgãos da comunidade mundial em nome da Ciência brasileira.

Melquíades Pinto Paiva ocupa cadeira também no Instituto do Ceará e na Academia Lavrense de Letras, dentre outras instituições culturais.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Show musical com a banda Al Capone Tá Bêbo!




Al Capone não vê mais sentido em armar o circo para os outros. Agora Al Capone quer diversão e rock’n’roll. Na presente data Al Capone não quer resgatar nem cultura e nem arte. Isso não é problema dele. AL Capone não pertence a nenhuma ONG; a nenhuma milícia; a nenhum coletivo; e muito menos a nenhum fundamentalismo religioso. Al Capone não reconhece nenhuma espécie de gueto e acredita que as fronteiras devem ser destituídas de seus ícones, dos seus poderes e de suas glórias. Enquanto isso ele está lendo, nas horas sagradas do banheiro, uma tese sobre o poder enigmático das páginas de relacionamentos sociais na rede mundial de computadores. Diante da pós-modernidade e da horda constante de imigrantes tudo anda meio confuso e reduplicado. Assim, Al Capone não encontra sobriedade suficiente na realidade nem mesmo para conceituar o que é patrimônio da humanidade, mas ele se sente como tal. Essa é uma urgência, a outra é tocar rock’n’roll e se divertir muito no circo armado pelos outros.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Urca Notícias

XIV Semana de Ciência e Tecnologia da URCA será aberta nesta terça-feira
 O evento contará com a participação de 500 inscritos da URCA e faculdades da região
Será aberta hoje,18, às 8 horas, no Salão de Atos, na Universidade Regional do Cariri (URCA), a XIV Semana de Iniciação Científica, que contará com a participação de mais de 500 trabalhos inscritos, com diversas instituições de ensino superior da região. A Semana que irá até o dia 23, terá como objetivo divulgar a produção científica e tecnológica da URCA, junto à comunidade do Cariri e Centro-Sul Cearense, em especifico para a comunidade acadêmica e alunos de escolas públicas e privadas, proporcionando ao público participante maior conhecimento na área de Ciência, Tecnologia e Inovação.
 O evento contribui para a realização da comemoração da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, procurando interiorizar as ações nessa perspectiva, realizando eventos junto à sociedade, em especial comunidade acadêmica e das escolas públicas e privadas que estão em seu entorno.
A XIV Semana de Iniciação Científica contará com apresentação de trabalhos orais em dois turnos durante a semana, nos campi Crajubar Tarde e Pimenta I – Manhã; palestras sobre Ética e Pesquisa – ministrada pela Dra. Vitória Nicássia Sousa Félix; palestra sobre Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável, ministrada pela Dra. Arlene Pessoa, Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da URCA. Também haverá palestra sobre Geopark Araripe e Espaços Territoriais Protegidos – estratégia de desenvolvimento sustentável para o Araripe; exposição de pesquisa e resultados com acompanhamento de pesquisadores para explicações e apresentação, com três stands.
A Semana de Iniciação Científica contará com oficinas de reciclagem de papel, reaproveitamento de garrafas PET, produção de sabão, composteira, réplica de Fósseis.
 As oficinas contarão com público de professores da região. Serão abertas 50 vagas por para cada uma. A meta é capacitar docentes para serem multiplicadores, junto aos seus alunos.
Fonte: Assessoria de Comunicação da URCA

O ESPETÁCULO MAIS ESPERADO DO ANO!!!


A ambição desmedida do homem rico, a ganância cruel do norte-americano e a trama infernal vinda das trevas ameaçam o Sítio Fundão, importante reserva ecológica brasileira. 

As forças do mal, lideradas pelo Bode-Preto, entram em disputa ferrenha pelo domínio da área, mas são enfrentadas pela legião do bem, liderada pela Caipora, deusa protetora da natureza.

Somente o amor pode salvar o sítio da destruição total. Um enigma, proferido pela esfinge de Seu Jefrésso, contém todo o segredo do universo, capaz de restabelecer a paz e a harmonia. 

Donzela Flor, símbolo de pureza, precisa ser desencantada. O cangaceiro Edimundo Virgulino, valente e destemido, luta com bravura para salvar o sítio e conquistar o coração da donzela. 

"A DONZELA E O CANGACEIRO"
!!!Mais uma superprodução da Cia. Cearense de Teatro Brincante!!!

Ao abordar a ecologia e o meio ambiente a partir de motivo factual doméstico, neste caso a luta pela preservação do Sítio Fundão, importante reserva ecológica na zona urbana na cidade do Crato-CE ameaçada de extinção, o espetáculo "A Donzela e o Cangaceiro" amplia o foco ao propor uma leitura da gana imperialista capitaneada pelos EUA, usurpadores das riquezas alheias. Envereda também pelo universo histórico e mítico do homem nordestino e universal, revisitando o cangaço e o mito da Caipora numa história fantástica, mas embrenhada “na” e “de” realidade. 

"A Donzela e o Cangaceiro", obra premiada pela Funarte em 2007, é um projeto teatral que dá prosseguimento à determinação do dramaturgo Cacá Araújo em buscar a afirmação de uma dramaturgia nordestina e universal alinhada ao resgate e à difusão da cultura tradicional popular, fundada na expressão do imaginário do povo, nas lendas, nos mitos, nos causos, nas aventuras, nos romances, na história, nos mistérios que habitam a alma afoita e brincante do sertanejo, cujo sangue saltitante se perpetua no riso e na dor, na graça e no sofrimento, na desventura e na esperança. 

ELENCO
Personagem – Ator (em ordem de entrada)

Mateus – Cacá Araújo
Catirina – Kelvya Maia
Pafúncio Pedregôso – Franciolli Luciano
Cafuçú – Paulo Henrique Macêdo
Feiticeira Catrevage – Jonyzia Fernandes
Vicença – Rosa Waleska Nobre
Dona Colombina – Samara Neres
Donzela Flor – Charline Moura
Caipora – Orleyna Moura
Troncho Sam – Márcio Silvestre
Edimundo Virgulino – Emerson Rodrigues
Bode-Preto – Joênio Alves
Seu Jefrésso – Jardas Araújo

TÉCNICA
Texto e Direção – Cacá Araújo
Assistência de Direção – Orleyna Moura
Cenografia, Iluminação e Sonoplastia – Cacá Araújo
Cenotécnica – Saymon Luna e França Soares
Figurino e Maquiagem – Joênio Alves
Adereços – Cristiano de Arajara e Mestre Galdino
Ritualística Corporal – Joênio Alves e Kelyenne Maia
Criação Musical – Lifanco
Instrumentistas – Lifanco e os atores
Criação e execução de efeitos sonoros – Lifanco e os atores
Operação de Luz – Paulo Fernandes
Operação de Som – Raquel Silva
Confecção de Figurino – Ariane Morais
Cinegrafia – Antonio Wideny (Toyota)
Fotografia – Gessy Maia
Xilogravura do Cartaz – Carlos Henrique
Designer – Felipe Tavares
Contra-Regra – Mauro Silvestre
Produção Executiva – Kelvya Maia
Produção – Sociedade Cariri das Artes

PARCERIA
Sociedade de Cultura Artística do Crato
Secretaria de Cultura do Crato
Casa Harmônica
Circo-Escola Alegria
Coletivo Camaradas
Ed Alencar

PATROCÍNIO
Governo do Estado do Ceará / Secretaria Estadual da Cultura - através do VI Edital de Incentivo às Artes, Lei 13.811 de 20 de agosto de 2006.
Prefeitura Municipal do Crato - através da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Sindicato dos Bancários do Cariri convoca categoria para deliberar sobre proposta de acordo dos bancos

O Sindicato dos Bancários do Cariri convoca todos os bancários para a Assembleia Geral Extraordinária com fins de avaliar a proposta de Acordo apresentada pela FENABAN, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Caixa Econômica Federal, a ser realizada hoje, segunda-feira, dia 17 de outubro, as 19:30h, na sede do Sindicato, situada na Rua Glicério Benicio Pinheiro, 141, Bairro Pimenta - Crato-CE.

13ª edição da Mostra SESC Cariri de Cultura acontece de 11 a 16 de novembro

Um diversificado palco das mais variadas manifestações artísticas e culturais, contendo espetáculos de teatro, dança, exposições, shows, instalações, rodas literárias, performances poéticas e mostras de cinema e vídeo é o panorama da 13ª edição da Mostra SESC Cariri de Cultura. O circuito está programado para acontecer de 11 a 16 de novembro na região do Cariri, passando por Juazeiro, Crato, Nova Olinda e Barbalha. Realizado pelo Departamento Nacional do SESC e pelo SESC Ceará, a mostra se espalha por teatros, galerias de arte, galpões e clubes, em ruas e praças.

Na 12ª edição a Mostra reuniu desde grupos tradicionais, que representaram a memória cultural da região - como reisados, bandas cabaçais, maneiro pau, lapinhas, pastoris, guerreiros e congadas – até produções experimentais de arte contemporânea, abrangendo tendas literárias, ações formativas, mostras de ruas, e outros infindáveis acontecimentos. Durante os dias do evento, cerca de 430 mil pessoas conferiram as apresentações.

Fonte: SESC Ceará

domingo, 16 de outubro de 2011

Alimentação - Por José de Arimatéa dos Santos

Foto: José de Armatéa dos Santos
O combustível de qualquer ser humano é a alimentação, a comida. Parte da população mundial não tem esse sagrado direito de comer. A grande concentração de renda de poucos faz com que muita gente passe fome.
Oportunidades e emprego são direitos de todo cidadão e aqui no Brasil a luta dos trabalhadores deve ser pela justiça em que todos possam ter seu trabalho e salários justos. Acredito que todo cidadão quer trabalhar e ganhar o "pão de cada dia" com o suor do trabalho.
Tomar café, almoçar e jantar, além do lanche são direitos. Eu disse direitos de todo nós. E isso é possível através do emprego para todos e uma melhor distribuição de renda para todos, indistintamente.
Quanto a comida o Brasil é um dos maiores celeiros mundiais na produção de alimentos. E terra o país tem muita pronta para a agricultura e pecuária. Falta uma melhor organização dos espaços para o plantio e apoio para quem vive e produz no campo.
Acredito que há espaço para a agricultura de exportação e a agricultura familiar. Para a economia do Brasil as duas tem sua importância. Com uma melhor organização é possível a produção de alimentos para todos os brasileiros, mas vale destacar com o devido respeito ao meio ambiente.
Uma reforma agrária de verdade é posível e que contemple todos os que queiram produzir e viver do campo. Espaço para se fazer a reforma agrária existe. Falta somente a implementação da lei e consequentemente a produção de mais alimento.

Para que servem os desafios - Emerson Monteiro


Nas condições dos momentos, à frente das portas de sempre, em qualquer lugar, ou diante das ordens do espaço de viver, ninguém passa pela vida longe de enfrentar limites e desafios. Porteiras abertas da criatividade, transações de aproveitar o tempo, cabe aos indivíduos a epopéia das horas ligeiras de experimentar as oportunidades e conhecer os meandros da natureza mãe que morar em si.

O que parece filosofia, na realidade anda um pouco mais. Mostra, sim, que encarar a viagem através das pedras do desconhecido servirá de orientação a fim de observar o mistério espalhado na paisagem da chamada existência. Ninguém representa só passageiro inútil desfilando nas malhas de impunidade... Os mínimos aspectos dessa estrada abrem-se aos seres fantásticos que habitam nossa espécie, desde mulas sem cabeça a sacis impertinentes, a título da imaginação inesgotável e aos pedidos de compreender o enigma dessas ocasiões sucessivas.

Um olhar fixo dentro da gente, a luz da Consciência, demonstra responsabilidades imensas diante dos caminhos da salvação trazidos nesse território. Há sentido nas visões da janela do trem, que desenvolve velocidade quase acima das nossas forças, enquanto o conhecimento de aproveitar ao máximo o percurso desliza no vento. Invés de querer definir para dominar, deixar entrar, nos cômodos da alma, o hálito rico do inesperado, das boas práticas da liberdade, no sonho intenso de manter abertos os olhos de enxergar as maravilhas.

Isto com a paciência das crianças e dos santos... Saber suportar o calor de lutas, às algumas vezes inglórias, no furor das tempestades, lições necessárias ao desapego de valores inúteis, na poeira que esvoaça e dobra nas curvas do destino.

Bom, falar de paciência e infinitude jamais esgota o assunto, senão perder-se-ia dos próprios nomes. Saber ler nas entrelinhas das palavras que querem dizer coragem. Paciência inesgotável, pois.

E, nisso, amar acima de tudo... Amar todos, independente de credo ou cor... Amar, na simplicidade incondicional dos sábios, ao Sol das religiões e das vivências da esperança.

Para, depois, lembrar com alegria os instantes do roteiro quando assistíamos aos melhores filmes na sala surpreendente das histórias coletivas, ao sabor do eterno. Aceitar as imposições e os bloqueios quais respostas às ações do que produziu em face desses desafios. Preparar, no instante atual, o que as leis do bem querer ofertam logo em seguida aos praticados. A quem quer bondade, que plante a semente no coração das pessoas que, juntas de nós, andam na perene estrada do Infinito, nisto se acha o resumo das escolas do saber.

sábado, 15 de outubro de 2011

5ª Feijoada Beneficente em Prol da Escola Rotary (Lameiro - Crato)

DIA DO PROFESSOR É TODO DIA!

Mediar, transmitir, proporcionar, alimentar, desenvolver, construir o conhecimento é uma atividade nobre e imprescindível à cidadania. E o professor é a figura central. 


Imaginemos os diversos momentos da vida humana, as descobertas, os costumes, a história. Cada tempo alicerçando o período seguinte, tendo o professor e a professora, o mestre e a mestra, de eras primevas à atualidade, atuando na combustão da verdadeira humanidade...

Pensamentos para os Dias 14 e 15/10/2011


Pensamento para o Dia 15/10/2011
“Em um jogo de futebol, os jogadores de ambos os lados continuam a chutar a bola até que ela seja enviada ao gol. Eles devem fazer com que a bola não vá além dos dois postes que definem o gol. O objetivo da vida também consiste de dois postes: secular e espiritual. Você nasceu como um ser humano com o objetivo de não nascer de novo. Você deve viver dentro do campo das buscas secular e espiritual. As seis más características - luxúria, ira, ganância, desejo, orgulho e ciúme estão de um lado, e as boas qualidades - verdade, retidão, paz, amor, não violência e sacrifício estão do outro lado. O jogo é entre essas duas equipes. Se você trilhar o caminho divino você pode experimentar paz e também compartilhá-la com os outros. Então você estará liberto.”
Sathya Sai Baba

Pensamento para o Dia 14/10/2011
“A coisa correta a fazer é perceber o Atma (Eu Divino) em todos e sempre ajudar e nunca ferir. Veja a Divindade em todos e realize atividades sagradas. Se você não puder ajudar, pelo menos não faça o mal. Estar ligado ao mundo pelo apego aos objetos mundanos é o caminho errado. Em vez disso, adote a atitude positiva de virar-se para a Divindade. A diferença reside apenas em direcionar sua mente. Vire-a para o mundo e você se prende; vire-a para Deus e você se liberta. Deus é sem nascimento e morte e é uma testemunha eterna; você deve se esforçar muito para conquistar o amor de Deus. Quem recebe o amor de Deus receberá o amor de todos. Se você perceber que o Amor é Deus, você não se apegará às coisas mundanas.”
Sathya Sai Baba

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Prefeito Samuel Araripe responde a Leitor e lista Obras que Realizou nos Distritos


Nota do Editor - Ontem recebemos uma carta endereçada ao Sr. Prefeito Municipal cobrando obras para os distritos do Crato. Hoje o prefeito Samuel Araripe já respondeu, encaminahndo um e-mail em que lista obras que foram realizadas durante o seu governo nos distritos:

Caro Sr. Raimundo Antonio,

Primeiramente gostaria de dizer que a estrada de santa fé foi construida na decada de 80 pelo governo do estado e desde aquela época não houve reforma, agora o atual governador do estado decidiu fazer a devida recuperação e para tanto ja está tomando todas as medidas legais cabíveis.

A iluminação que dá acesso ao jocun já foi autorizada, e a empresa responsável pela execução do serviço é a coelce que, infelizmente, não está conseguindo acompanhar a demanda do nosso município, e todos os dias eu cobro agilidade.

No que diz respeito ao tratamento dado por mim à zona rural da nossa cidade eu gostaria de dizer que sempre tive atenção especial para com os moradores dessas áreas, e para tanto o meu primeiro ato quando assumi a direção do Crato foi criar a secretaria de agricultura, pois até então não existia um vinculo permanente entre a prefeitura e os moradores rurículas.

Vale lembrar que até o ano de 2004 não era dada a atenção devida aos pequenos produtores rurais, como prova disso temos o programa “garantia safra” que naquela data contemplava apenas 500 famílias e hoje, após um grande empenho do nosso governo, são mais de 3.500 famílias beneficiadas. Não posso esquecer o programa de gradagem e aração de terras que foi criado em 2005 e hoje atende o produtor rural que não tem condições financeiras de realizar tais serviços por conta própria.

Todos os anos, após o periodo chuvoso, os 700 km de estradas vicinais da nossa zona rural são recuperadas, esse ano ja recuperamos 75% e em breve as maquinas estarão trabalhando no distrito de Santa Fé. Muito foi realizado na sede do municipio do crato, mas também muito foi feito na zona rural e como exemplo cito:

01.PÓLO DE ATENDIMENTO DA PONTA DA SERRA.
02.QUADRA COBERTA DA PONTA DA SERRA.
03.CONSTRUÇÃO DE PRAÇA EM DOM QUINTINO.
04.ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO CAMPO ALEGRE.
05.ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO JUÁ.
06.ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO BAIXIO VERDE.
07.ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO SÍTIO ALEGRE.
08.ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO BELO HORIZONTE.
09.ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO SÃO JOSÉ.
10.ABASTECIMENTO DE ÁGUA DA VILA JENIPAPO.
11.ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO BAIXIO DE SÃO JOSÉ.
12.ABASTECIMENTO DE ÁGUA DA BOA VISTA.
13.ELETRIFICAÇÃO DO POÇO DANTAS.
14.ELETRIFICAÇÃO DA LAGOA DO FAUSTINO.
15.ELETRIFICAÇÃO DA BEBIDA NOVA.
16.ELETRIFICAÇÃO DO JABURÚ.
17.ELETRIFICAÇÃO DO SÍTIO CIPÓ.
18.ELETRIFICAÇÃO DO GONÇALO.
19.ELETRIFICAÇÃO DO CALDEIRÃO DO GONÇALO.
20.ELETRIFICAÇÃO DA VARZINHA.
21.ELETRIFICAÇÃO DA MINGUIRIBA.
22.ILUMUNAÇÃO NO DISTRITO DE DOM QUINTINO.
23.AMPLIAÇÃO DO CEMITÉRIO DE DOM QUINTINO.
24.ESCOLA DO DISTRITO DE MONTE ALVERNE.
25.CALÇADÃO DA PONTA DA SERRA.
26.PRAÇA NO DISTRITO DA BELA VISTA.
27.PAVIMENTAÇÃO DA RUA SANTA IZABEL ( BELA VISTA )
28.PAVIMENTAÇÃO DA RUA CHIQUINHA VENÂNCIO ( VILA SÃO FRANCISCO )
29.PAVIMENTAÇÃO DA RUA DONA AMÉLIA ( VILA SÃO FRANCISCO )
30.PAVIMENTAÇÃO DA RUA FREI DAMIÃO ( VILA SÃO FRANCISCO )
31.PAVIMENTAÇÃO DA RUA DA PAZ ( VILA SÃO FRANCISCO )
32.PAVIMENTAÇÃO DA RUA SÃO PEDRO ( VILA GUILHERME )
33.PAVIMENTAÇÃO DA VILA SÃO RAIMUNDO ( JUÁ )
34.PAVIMENTAÇÃO DA LADEIRA DA SERRA DA BOA VISTA.
35.PAVIMENTAÇÃO DO SÍTIO MALHADA.
36.PAVIMENTAÇÃO DA PALMERINHA DOS BRITOS.
37.POÇO DA VILA MALHADA.
38.31 KITS SANITÁRIOS NA VILA SÃO FRANCISCO.
39.PAVIMENTAÇÃO DA RUA DO PÓLO NA PONTA DA SERRA.
40.PAVIMENTAÇÃO DA RUA S.D.O. ( PONTA DA SERRA )
41. PRAÇA NO BAIXIO DO MUQUEM
42. QUADRA COBERTA DO BAIXIO DO MUQUEM
43. QUADRA COBERTA NO DISTRITO DE SANTA FÉ
44.REGULARIZAÇÃO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA SEDE DO DISTRITO DE SANTA FÉ.
45. PAVIMENTAÇÃO NA SERRINHA
46. ABULANCIA EXCLUSIVA PARA O DISTRITO DE SANTA FÉ.
47.FARDAMENTO E KIT ESCOLAR PARA TODOS OS ALUNOS DA ZONA RURAL. ( ATÉ 2004 OS ALUNOS DA REDE PÚBLICA NÃO TINHAM FARDA )
48.AMPLIAÇÃO DE VÁRIAS ESCOLAS DA ZONA RURAL.
49.POSTO DE SAUDE DA VILA MALHADA.
50.CONSTRUÇÃO DE UMA PRAÇA NO DISTRITO DE DOM QUINTINO
51.CONSTRUÇÃO DE UM POSTO DE SAÚDE EM DOM QUINTINO.
52.RESTAURAÇÃO E CONSTRUÇÃO DE EDIFICAÇÕES NO CALDEIRÃO DE SANTA CRUZ DO DESERTO.
53.PAVIMENTAÇÃO DA RUA PEDRO ALVES DUTRA ( DOM QUINTINO )
54.PAVIMENTAÇÃO DA RUA JOSÉ DE SOUSA SOBRINHO ( DOM QUINTINO )
55.PAVIMENTAÇÃO DA RUA ANTONIO ALVES DE SOUSA ( DOM QUINTINO
56.PAVIMENTAÇÃO DA RUA FREI DAMIÃO ( DOM QUINTINO )
57.PAVIMENTAÇÃO DA RUA JOSÉ GONÇALVES ( DOM QUINTINO )
58.AMPLIAÇÃO DO POSTO DE SAUDE NO SÃO JOSÉ.
59.IMPLANTAÇÃO DO PLANTÃO MÉDICO NOTURNO NO DISTRITO DE PONTA DA SERRA
60.ESTÁ EM ANDAMENTO A OBRA DE CONSTRUÇÃO DE UMA QUADRA NA VILA MALHADA.
61.CONSTRUÇÃO DE UM POSTO DE SAÚDE NA SANTA ROSA.
62.PAVIMENTAÇÃO.DA RUA PADRE NOBRE ( SÃO BENTO ) 63.PAVIMENTAÇÃO DA RUA OZANA DE SÁ BARRETO ( SÃO BENTO ) 64.PAVIMENTAÇÃO DA RUA DA GLÓRIA ( SÃO BENTO ) 65.PAVIMENTAÇÃO DA RUA AUGUSTO ALENCAR ( SÃO BENTO 9
66.PAVIMENTAÇÃO NA VILA PADRE CICERO
67.CRECHE NA VILA PADRE CICERO
68.DIVERSAS AMPLIAÇÕES E REFORMAS EM ESCOLAS.
69.DIVERSAR REFORMAS E AMPLIAÇÕES EM POSTOS DE SAÚDE.
70.RECUPERAÇÃO E CONSTRUÇÃO DE VÁRIAS PASSAGENS MOLHADAS.

Estas obras são apenas uma parta do que foi realizado na zona rural, sei que ainda existem muitos problemas e pode ter toda certeza que estou trabalhando diariamente para que sejam sanados, porém, dizer que nada fiz é no mínimo injustiça. Aproveito para convidar o senhor a comparecer ao nosso gabinete para conhecer os nossos projetos destinados a zona rural da cidade.

Um grande abraço.

Samuel Araripe.
PREFEITO MUNICIPAL DO CRATO
Matéria original publicada no Blog do Crato - www.blogdocrato.com