Seja colaborador do Cariri Agora

CaririAgora! é o seu espaço para intervir livremente sobre a imensidão de nosso Cariri. Sem fronteiras, sem censuras e sem firulas. Este blog é dedicado a todas as idades e opiniões. Seus textos, matérias, sugestões de pauta e opiniões serão muito bem vindos. Fale conosco: agoracariri@gmail.com

terça-feira, 31 de maio de 2011

Programa Cariri Encantado Sonoridades - 01/06/2011

Conexões musicais: Quinteto Violado, a universalização do popular


Em 1971 surgiu em Pernambuco um grupo musical que traçava um novo caminho para a MPB. Diante da indecisão no cenário da música nacional, após a irrupção do movimento tropicalista, o Quinteto Violado apresentava uma proposta fundamentada nos elementos musicais da cultura regional, através de trabalhos de pesquisa e da própria vivência de cada um dos seus integrantes, originários da região Nordeste do Brasil.

Conseguindo extrair das mais simples manifestações populares a sua essência rítmica e melódica, o Grupo criou uma nova concepção musical, cujo traço fundamental é a interação entre o erudito e o popular, sem desfiguração, reafirmando a idéia de que toda arte é sempre a universalização do popular. Com excepcional criatividade e talento, o Quinteto Violado, em seu disco de estreia, talvez nem sequer imaginasse que, muito mais que uma nova roupagem orquestradora, estava produzindo a semente de uma mudança no modo de sentir e expressar a música brasileira.

O programa Cariri Encantado Sonoridades, em mais um especial temático, enfoca parte da extensa obra do Quinteto Violado – afinal já são 40 anos de trabalho registrados em livro, vídeo e mais de 47 discos lançados no Brasil e no exterior – com base em dois momentos marcantes de sua carreira: os discos “Quinteto Violado”, de 1973, e “Coisas que Lua canta”, de 1983. O repertório destaca versões bem construídas de músicas gravadas por Luiz Gonzaga, como Asa Branca (em duas versões definitivas), Acauã, Vozes da Seca, Boiadeiro e Juazeiro.

E como dizia José Nilton, quem viver, ouvirá!

Onde escutar
Rádio Educadora do Cariri AM 1020 e www.radioeducadoradocariri.com.

PROGRAMA INFLUÊNCIA DO JAZZ - Hoje, Terça-feira 14:00 - Rádio Educadora do Cariri

http://3.bp.blogspot.com/-mfQeAXfHRQk/TeTO15OFGfI/AAAAAAAAXdo/BG-h7RhZElg/s1600/Influencia_do_Jazz480.jpg

No programa "Influência do Jazz" de hoje, abordamos o chamado Jazz Fusion, que é a fusão da harmonia jazzística e improvisação, com outros estilos musicais, como o Rock, Funk, Samba e até o Hip-Hop. O estilo começou com músicos de jazz que misturaram as formas e técnicas de jazz aos instrumentos elétricos do rock aliados à estrutura rítmica da música popular afro-americana, tais como o soul music e o rhythm and blues.

Os anos 70 foram o período mais produtivo para o estilo, embora o fusion tenha prosseguido com uma produção expressiva, sobretudo no final do século XX e início do século XXI, com reedições de álbuns clássicos de fusion e a gravação do estilo por artistas do jazz tradicional.

Os maiores nomes do Fusion estarão representados no programa de hoje, que está simplesmente imperdível. Personalidades como Miles Davis, Herbie Hancock, os Irmãos Michael e Randy Brecker, os grupos Tower of Power, Incognito, Lee Ritenour, Chick Corea Elektric band, o baterista Dave Weckl e muitos outros estarão no programa desta terça-feira.

Não perca! - Hoje, Terça-feira
14hs - Pela Rádio Educadora do Cariri, com transmissão simultanea pela Rádio Chapada do Araripe Internet.

www.radioeducadoradocariri.com
www.radiochapadadoararipe.com

Pau da Bandeira - Por Heládio Teles Duarte

Barbalha: Festa do Pau da Bandeira, uma tradição colonial


Fotos: Heládio Teles Duarte

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Irmã Edeltraut, uma alemã barbalhens​e

Irmã Edeltraut e Heládio Teles Duarte

Cariri - Mostra Musical Ibero-Americada

O Teatro Violeta Arraes Abre suas portas e apresenta – A “Cariri – Mostra Musical Ibero – Americana”. Serão três dias de programação com palestras, vivências e celebrações musicais.

A “Cariri – Mostra Musical Ibero – Americana” é uma Mostra internacional com representantes de países de cultura ibero Americana, com o objetivo de Fortalecer a aproximação do Brasil com os demais Países latinos nas Américas, Países da Penísula Ibérica na Europa e promover formação cultural por meio de sua programação.
Em Nova Olinda: três dias de programação com mesas de debates vivências e troca de experiência. Tudo isso regado pela boa música dos músicos convidados. Participe!

 
Programação

Quarta 01 de Junho

Oficina Para Jovens de Nova Olinda
Oficina de Rádio com Marcelo Brisac RJ/BR
Programa da oficina

Quinta 02 de Junho

Manhã
Oficina Para Jovens de Nova Olinda
Oficina de Rádio com Marcelo Brisac RJ/BR
Programa da oficina
Visitação à Fundação Casa Grande
8h- Abertura da Copa Barcelona FC de Futebol infantil sub 12 com a presença de Eric Roca (Patrono do Barcelona FC)

Tarde
Oficina Para Jovens de Nova Olinda
Oficina de Rádio com Marcelo Brisac RJ/BR
Programa da oficina
Visitação Artesão Expedito Seleiro
16h – Apresentação com Grupo de Tradição Popular – Coco Frei Damião – Juazeiro do Norte

Noite
19h Abertura Oficial
Representantes:
Alemberg Quindins – Presidente da Fundação Casa Grande
Lenin Falcão – Gerente do Centro Cultural Banco do Nordeste do Brasil – CCBNB Juazeiro do Norte
Afonso Domingos Sampaio – Prefeito Municipal de Nova Olinda
Maria Conceição Lopes – Diretora do Centro de Estudos Arqueológicos da Universidade de Coimbra e Porto
Eric Roca – Patrono do Barcelona FC
Boanerges Lopes Custódio - Gerente de Turismo do SEBRAE-Cariri
20Hs Espetáculo de Abertura
“Rua do Vidéo” com ABANDA – CE/BR
Part. Jefferson Gonçalves – RJ/BR

Sexta 03 de Junho

Manhã
08:00 as 10:00 Hs.Conversa com:
Conceição Lopes – PT - “A influência oriental na Península Ibérica e suas migrações”.
Lia Marchi – PR/BR e Prof. Domingos Morais – PT “A influência das festas e dos instrumentos portugueses na música tradcional brasileira”.
10:00 as 12:00 Hs.Conversa com:
Manu Chao – ESP - “Música e transformação social”
Vitor Ramil – RS/BR e Carlos Moscardini – ARG - ”Conexões Musicais Sul-Sur”

Tarde
15h – No Varandão Padim Reira - Vivência Corpo em desenvolvimento com Juliana Longuinho.
16h – Apresentação com Grupo de Tradição Popular – Banda Cabaçal Santo Antonio – Juazeiro do Norte

Noite
20Hs. Encontro Musical Com:
Elizah – RJ-BR
Paulo Brandão-RJ/BR
Costa Neto – MÇ
Daniel Sá – RS/BR
Edson Natale – SP/BR

Sábado 04 de Junho

Manhã
08:00 as 10:00 Hs.Conversa com:
Gabriel Plaza – ARG - “De Ushuaia a La Quiaca. Nuevo mapa de la música argentina”
Maria Carrascal – ARG - “Argentina, um mercado para a música do Brasil”.
10:00 as 12:00 Hs.Conversa com:
Edson Natale Itaú Cultural – SP/BR - “Algumas Conexões musical na América Latina”
Arthur de Farias RS/BR - “As raízes comuns da música do sul e da América do sul”.

Tarde
14:00 as 16:00 Hs.Conversa com:
Alemberg Quindins e Diretores da Fundação.
Fundação Casa Grande,Um espaço de vivencia em gestão cultural para crianças de todas as idades.
16h – Apresentação com Grupo de Tradição Popular – Reisado dos Irmãos – Juazeiro do Norte

Noite
20Hs. Encontro Musical Com:
Vitor Ramil - RS/BR e Carlos Moscadini- ARG.

Domingo 05 de Junho

Manhã
08:00 as 10:00 Hs.Conversa com:
Marcelo Brissac – RJ - ” Música de Invenção – criação, repertório e novos sons”.
Janete El Haouli – PR/BR - “Devir – Rádio: utopias e intersecções possíveis”
10:00 as 12:00 Hs.Conversa com:
Conversa com: Elizah Rodrigues- RJ/BR - ” Formação de Rede – o embarque no Coletivo”.
Costa Neto – MÇ - “Música africana no contexto social”

Tarde
Parque Ambiental dos Cajueiros
16h – Jogo de Futebol Ibero Americano

Noite
20Hs. Encontro Musical com:
Mano Chao – ESP
André Magalhes –SP/BR
Arthur de Farias – RS/BR
Betão Aguiar – SP/BR
Zé Henrique – TO/BR
Paulo Matricó – PE/BR
Tiago Araripe – PE/BR
ABANDA – CE/BR

Segunda 06 de Junho
Oficina Para Jovens de Nova Olinda
Oficina de Rádio com Janete El Haouli PR/BR

Terça 07 de Junho
Oficina Para Jovens de Nova Olinda
Oficina de Rádio com Janete El Haouli PR/BR
Oficina de Rádio com Janete El Haouli/PR/BR

Fonte: Cariri - Mostra Musical Ibero-Americada

domingo, 29 de maio de 2011

O general Inverno - Emerson Monteiro



Assisti recentemente ao filme Guerra e Paz (1957), superprodução do diretor americano King Vidor, com Henry Fonda, Audrey Hepburn e Mel Ferrer, dentre outros destaques, que aos dez anos vira pela primeira vez no Cine Moderno, em Crato, bem cuidada e rica montagem cinematográfica do célebre romance de Leon Tolstói, obra imorredoura da literatura universal.

Aprendemos que bom é reler; e, no caso dos filmes, rever. Atualizar a leitura de peças antes conhecidas, quando, então, desaparecerá a ansiedade em conhecer o final, e se mergulhará na interpretação dos detalhes com visão mais ampla e apurada no tempo.

Depois disso, a trama romanceada nos personagens russos das guerras napoleônicas impõe sua força ao decorrer dos acontecimentos, mostrando capacidade extrema daquele povo de resistir aos desafios de sua história. A beleza exótica de Audrey Hepburn domina o papel de Natasha, personagem ingênua, contraponto ideal para mundos em conflito, a inocência original que nutre de ânimo os vencidos. Enquanto que o senso crítico de Pierre (Henry Fonda) conduzirá testemunho do contexto em queda livre diante do inesperado, formulando meios de superar o imperfeito.

Mas o que toca na essência do drama significaria a destruição das tropas francesas em retirada convulsa, vítimas da eficiência do general Inverno, com o que não laborou Napoleão Bonaparte no ímpeto das conquistas, vendo-se em condição de fragorosa decepção, ao furor das baixas temperaturas, da fome e da neve, dizimando preciosos efetivos. Esta lição Hitler não aprenderia, lá na frente, quando jogou os alemães a circunstâncias parecidas, no mesmo território, amargurando a maior derrota das campanhas nazistas aos custos, inclusive, de rendição humilhante na Segunda Grande Guerra, mérito do bem sucedido general Inverno.

Recordo, na fleuma dos soviéticos perante a dor, sua busca pela transformação socialista que propôs e que redundaria no fracasso de 70 anos de vivências do recente século. Com a fibra heróica da civilização milenar, o sonho justo e igualitário ver-se-ia por terra, face às humanas limitações em realizar a perfeição nos grupamentos comunitários. Eles, os russos, chegaram longe nesse projeto de transformação social, contudo haverá longo percurso pela frente até a concretização plena da solidariedade e da paz em termos coletivos, porquanto, no íntimo, o egoísmo ainda impera e detém a consciência das massas. Sem o aprimoramento real dos indivíduos jamais se chegará à verdadeira fraternidade neste chão, pois.

II Curso Intensivo do Patrimônio Geológico e Geoparques

O Geoparque Sobrarbe, que fica na Espanha, realiza nos dias 22 a 26 de agosto o II Curso Intensivo sobre Patrimônio geológico e Geopaques. A pré-inscrição pode ser feita até 20/06 e o prazo para a matrícula definitiva no curso é de 20/06 a 06/07. Apenas 30 vagas estão sendo disponibilizadas.

As aulas serão ministradas no Geoparque de Sobrarbe (Huesca), local onde também servirá de alojamento para os cursistas. Estudantes do último ano de geologia ou profissionais com outra formação/ profissão, dando prioridade à população local que trabalha em aspectos relacionados ao Geoparque ou dos espaços naturais protegidos dentro do Geoparque, podem se inscrever.

O objetivo do curso é formar profissionais e estudantes de carreira em aspectos relacionados ao patrimônio geológico em sentido lato, mostrar o conceito, idéias e métodos de trabalho da Rede Européia e Global de Geoparques da UNESCO além de divulgar a geologia do Geoparque de Sobrarbe.

O Geoparque de Sobrarbe (Huesca) possui uma diversidade geológica com afloramentos de grande qualidade, que agrega as paisagens e infra-estruturas presentes. O estudo do patrimônio geológico figura entre as mais recentes áreas de pesquisa incorporadas no âmbito da geologia. É o resultado de uma nova forma de compreensão dos recursos geológicos bem como com interesse científico e cultural que deve ser protegido e que pode oferecer interessantes possibilidades para o desenvolvimento local.

Por ser um aspecto relativamente novo, as universidades de geologia espanholas não costumam oferecer formação sobre patrimônio geológico, geodiversidade, geoconservação, geoparques e geoturismo. No entanto, são temáticas de grande interesse para o grupo de geólogos, pelo incrível desenvolvimento que adquiriram nos últimos anos e pelas possibilidades de emprego que oferecem. Por isso se considera interessante realizar um curso em que se introduzam aspectos relacionados com o patrimônio geológico. Mais informações em: http://www.geoparquepirineos.com/contenidos.php?niv=1&cla=_2OA1CDPKN&cla2=_35V0NZA4J&cla3=&tip=2&idi=1

Assessoria de Comunicação Geopark Araripe
Sarah Menezes - Jornalista

Nossas estradas, que pesadêlo! O DER existe? - Por Heládio Teles Duarte

Foto: Heládio Teles Duarte

Projeto de Lei de Ferreira Aragão cria o Dia do Repentista no Ceará

Os renomados repentistas que cultivam a cultura do verso e da viola estão sendo homenageados pelo deputado Ferreira Aragão, líder do PDT na Assembleia Legislativa. Começa a tramitar na próxima semana Projeto de Lei que cria no âmbito do estado do Ceará o Dia do Repentista. O dia do repentista será celebrado anualmente em 5 de março, data de nascimento de Antônio Gonçalves da Silva, o Patativa de Assaré, poeta popular que tanto contribuiu com a sua arte de fazer versos improvisados.

“Como presidente da Comissão de Cultura e Esporte, eu não poderia me esquecer desses profissionais valiosos, os repentistas. Eles fazem coisas geniais, aproveitando um simples mote para executar os seus versos. Sintam-se todos homenageados”, comentou Ferreira Aragão.

No Brasil, a tradição medieval ibérica dos trovadores deu origem aos cantadores, poetas populares que vão de região em região com a viola nas costas, para cantar os seus versos. Eles apareceram nas formas da trova gaúcha, do calango (Minas Gerais), do cururu (São Paulo), e do samba de roda (Rio de Janeiro).

Nesta data (5 de março) poderão ser organizados concursos entre os artistas que se reunirão em conferências, simpósios, seminários e outros tipos de eventos, além da divulgação desta data nas escolas públicas estaduais. Assim, os repentistas terão as suas manifestações artísticas e sociais amparadas pelas autoridades públicas, obedecendo-se o princípio constitucional de que é dever do Estado a proteção das manifestações das culturas populares.

Samuel Martins

URCA - Comissão Especial divulga números da Consulta:




A Comissão Especial da Consulta da Universitária da URCA divulgou, nesta manhã, a apuração dos votos da comunidade acadêmica para a eleição de Reitor e Vice-Reitor. A Chapa 1, composta pela Professora Otonite Cortez e Patrício Melo venceram a consulta com 59,5% dos votos válidos; a Chapa 2, formada por Edson Martins e Galberto Martins, ficou em segundo, com 20,7%; e em terceiro a Chapa 3, com Francisco Cunha e Reno Feitosa, com 19,8% dos votos.

A Reitora eleita pela consulta obteve 2.475 votos dos estudantes, o professor Edson Martins 1.092, e Cunha 500 votos. A diferença de alunos que votaram em Otonite para o candidato em segundo lugar na eleição foi de 1.383 votos, e em relação ao terceiro, foi de 1.975.

Otonite obteve dos professores 213 votos e, em segundo lugar, Edson, com 74, e Cunha com 71. A diferença do primeiro para o segundo lugar foi de 139 docentes votantes na candidata da Chapa 1.

Em relação aos funcionários, a vantagem de Otonite Cortez foi de 177 votos, ficando em segundo lugar o candidato da Chapa 3, Francisco Cunha, com 92 votos. Edson recebeu 10 votos. A diferença da Chapa 1 para a Chapa 3 foi de 85 votos válidos.

Veja os números gerais:

Chapa 1 – Otonite e Patrício – 59,5%
Chapa 2 – Edson e Galberto – 20,7%
Chapa 3 – Cunha e Reno - 19,8%

Número total de alunos votantes – 4.017
Número total de Professores votantes – 279
Número total de funcionários votantes – 358

Votos brancos de alunos – 27
Votos nulos de alunos – 112

Votos brancos de professores – 02
Votos nulos de professores – 12

Votos brancos de funcionários – 03
Votos nulos de funcionários - 02


Fonte: Comunicação URCA

Deputado Genecias enfatiza em Brasília o crescimento da indústria têxtil cearense

O crescimento da exportação de produtos têxteis do Ceará foi destaque no pronunciamento feito, ontem (25), pelo deputado federal Genecias Noronha (PMDB/CE) no plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília. O parlamentar enfatizou o aumento de mais de 43%, de janeiro a março, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit).
Genecias Noronha chamou a atenção dos outros deputados sobre o assunto e afirmou que “graças à determinação dos trabalhadores e a gestão arrojada dos empresários, os números divulgados apontam para novo cenário”. Para ele, o setor precisa cada vez mais de incentivo porque envolve milhares de trabalhadores no Estado.
O parlamentar lembrou a rápida crise financeira internacional que afetou a indústria têxtil cearense e enfatizou o empenho dos colaboradores do setor para reverter essa situação. Ele também comemorou o aumento de expositores na ExpoCeará, uma das feiras de produtos têxteis mais importantes do Brasil.
“Se considerados apenas os estados do Nordeste, o Ceará ocupa hoje a segunda posição, perdendo apenas para Bahia. Somente nos quatro primeiros meses do ano foram mais de 32 milhões de dólares. Destaca-se ainda o setor de moda íntima que gerou 25% da produção nacional. Os números são positivos e merecem bastante divulgação, porque é retrato da economia pujante do meu Estado (Ceará)”.
Dados da Abit apontam que o Ceará exportou mais de três mil toneladas de produtos têxteis e confeccionados, 15,04% a mais em comparação a 2010. Noronha também afirmou que o Estado é considerado o quinto polo têxtil do País e está em 7º lugar no ranking de dólares exportados.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO - DEPUTADO FEDERAL GENECIAS NORONHA
JORNALISTA EMANUELLE ARAÚJO - DRT: 7253/DF
CONTATO: 61 3215-5244

´Milagre´ marca desenvolvimento de Juazeiro

Diário do Nordeste





Juazeiro do Norte, uma cidade que nasceu de um sonho e tomou o rumo do desenvolvimento por um milagre. FOTO: ARQUIVO



CAPELA DO SOCORRO, nas primeiras décadas do século XX. Se o local não tivesse sofrido modificações arquitetônicas seria tombado - FOTOS: ARQUIVO DANIEL WALKER E ELIZÂNGELA SANTOS


A RUA SANTA Luzia, no Centro da cidade, e sua transformação ao longo de décadas.
FOTOS: ARQUIVO DANIEL WALKER E ELIZÂNGELA SANTOS



Hoje, a rua Santa Luzia é um dos principais corredores comerciais de Juazeiro do Norte, com a presença de lojas de vários segmentos - FOTOS: ARQUIVO DANIEL WALKER E ELIZÂNGELA SANTOS


A terra de Padre Cícero tem, ao longo destes 100 anos, se destaca na região como um polo de novas oportunidades

Uma cidade que nasceu de um sonho e tomou o rumo do desenvolvimento por um milagre. Assim, o Padre Cícero Romão Batista iniciou sua morada e, respectivamente, marcou o seu sacerdócio anos mais tarde. Das imagens oníricas do "Padim" da terra que teria que cuidar ao fenômeno da hóstia que virou sangue na boca da beata Maria Araújo, os rumos da cidade promissora, em poucos anos, tomou força. De lá para cá, não mais parou.

As oficinas incentivadas para cada casa e, em cada oficina um oratório, se multiplicaram. O Padre Cícero recebia os novos moradores direcionando-os para o trabalho e a oração. E para os que aqui já estavam também. Mas o crescimento de Juazeiro tomou proporções maiores e, hoje, é um polo regional. A economia vem se fortalecendo ao longo dos anos e a área educacional está em expansão, com os cursos universitários que se multiplicaram em pouco menos de uma década. São, principalmente, instituições particulares.

Local estratégico - A localização geográfica, em relação às capitais nordestinas, além da constante dinâmica, com confluência dos consumidores de toda a região do Cariri, todos os dias, atraídas pelo comércio local, destaca a cidade no cenário da Região Metropolitana do Cariri (RMC). São quase 250 mil habitantes, de acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E mais a somar, com a população flutuante. Durante as maiores romarias do ano, esse número chega a triplicar. A cidade vira um formigueiro humano.

Para os técnicos, esse reflexo no desenvolvimento, mesmo diante do aspecto positivo do crescimento econômico, traz preocupações quanto ao planejamento urbano. O Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) de Juazeiro, mesmo feito em 2000, não poderá abraçar a curto prazo todas as demandas. Tantas mudanças ao longo de um século de existência, proporcionam ações emergentes de planejamento urbano.

Não deu para ver a Juazeiro histórica crescer. Os pesquisadores tentam adivinhar em fotografias o que restou de um passado edificado. Um deles é Daniel Walker, que possui um rico acervo fotográfico do que pode ser resgatado dessa memória tão recente. Ele lamenta a ausência de zelo pelo patrimônio. Uma área urbana pequena, que entra nos distritos e nos sítios dos seus arredores, com a força total das construções, vai incorporando tudo ao redor.

Modernização - Os velhos casarões vão se esgotando e dando lugar a prédios modernos. A fase é de verticalização, com os edifícios redesenhando a paisagem urbana. Do alto do Horto, como disse em tom forte o cantor Luiz Gonzaga, o padrinho está vivo. O visionário de uma terra que se suplanta e renasce a cada dia maior, nos empreendimentos que se multiplicam em todos os cantos da cidade. A população, que no início de sua formação se encontrava em cerca de 95% no campo, tem essa lógica invertida nos tempos atuais.

A centenária Juazeiro é diferente da maioria das cidades do Cariri. A paisagem é árida. Quase não há floresta. O geossítio da Colina do Horto privilegia o espaço onde há um pouco dessa natureza. Por iniciativa da administração do Horto, foi iniciado, há alguns anos, um projeto de reflorestamento da área.

Juazeiro passou a ser o terceiro polo calçadista do Brasil. As fábricas saíram dos fundos dos quintais e formalizam mão-de-obra. São mais de 16 mil empregos diretos neste setor. O comércio atacadista traz empresas de grupos internacionais. O perfil do empreendedor local avança, agrega força em rede, para competir. É uma nova realidade. O Juazeiro muda. Uma terra em constante metamorfose.

Investimentos - A iniciativa privada investe por todos os lados, com novos empreendimentos. Além da duplicação do atual Cariri Shopping, com investimentos de R$ 70 milhões, mais um, em breve, será iniciado, com o nome da cidade. Serão mais cerca de R$ 50 milhões investidos. No próximo dia 12 de julho, mais um grande supermercado, com uma cadeia de lojas, será inaugurado. O Hiperbompreço, da rede Walmart, está tendo investimentos de mais de R$ 30 milhões na cidade.

Para o economista Micaelson Lacerda, o Município de Juazeiro do Norte vem apresentando uma dinâmica econômica singular nos últimos anos.

Ele explica que esse dinamismo é decorrente, principalmente, da indústria e dos serviços em conjunto com importantes investimentos públicos dos governos Federal e do Estado, nos últimos anos.

Fique por dentro

Metropolitana
Criada por uma Lei Complementar Estadual nº 78, de 29 de junho de 2009. A Região Metropolitana do Cariri (RMC) surgiu a partir da interligação entre os Municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha, denominada Crajubar. Somando-se a eles, as cidades limítrofes situadas no Cariri cearense: Caririaçu, Missão Velha, Farias Brito, Jardim, Nova Olinda e Santana do Cariri. Tem como área de influência a região Sul do Ceará e é divisa entre o Ceará e Pernambuco. O Município do Crato é o maior em área, com 1.009 km². Juazeiro do Norte é o menor Município, com 248km², e também o mais populoso, com 249.936 habitantes. Nova Olinda é o de menor população: 14.256 habitantes. Juazeiro, pelo seu desenvolvimento, se destaca neste contexto.

População
250 Mil habitantes é a estimativa populacional da cidade de Juazeiro do Norte, segundo dados do último Censo, em 2010. É a terceira cidade mais populosa do Ceará e a maior do interior

Elizângela Santos
Repórter

Ribinha faz Icasa vencer primeiro jogo na Série B

Diário do Nordeste







Meia comemora um dos seus dois gols em cima do Vitória
FOTO: NORNAMDO SÓRACLES/MISERIA.COM



Com o apoio da torcida, que compareceu em bom número ao Romeirão, o Icasa venceu sua primeira partida na Série B. Ontem, a equipe do técnico Dado Cavalcanti derrotou o Vitória por 3x1, em grande tarde do meia Ribinha, que fez dois gols.

O Verdão do Cariri marcou o primeiro gol aos 6 minutos, com Ribinha, numa bomba de longe. Um golaço. O Icasa ampliou aos 38, com o meia artilheiro, que recebeu a bola na intermediária e chutou no ângulo superior esquerdo do goleiro Douglas, marcando outro belo gol.

No segundo tempo, o Vitória diminuiu com Geovani aos 53 segundos. Porém, Ribinha, aos 37 minutos, cruzou e Reniê marcou contra: 3 a 1.

Placar


Série A do Brasileiro
Internacional 0x1 Ceará
Botafogo 1x0 Santos
Avaí 1x3 Atlético/MG


Série B do Brasileiro
Icasa 3x1 Vitória
Guarani 1x1 Sport
Náutico 1x0 Goiás
Duque de Caxias 1x2 Criciúma
Liga dos Campeões
Barcelona 3x1 Manchester Un.

Mega-Sena acumula e poderá pagar prêmio de R$ 43 mi

Joyce Carla
do Agora


Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.287 realizado ontem.
Segundo estimativa da Caixa Econômica Federal, o prêmio do próximo sorteio poderá chegar a R$ 43 milhões.
Os números sorteados foram 11, 12, 31, 33, 42 e 52. A quina saiu para 137 apostadores, que levarão R$ 23.204,42 cada um.
Outras 8.177 apostas acertaram a quadra e receberão o prêmio de R$ 555,39 cada uma. As apostas para o próximo sorteio podem ser feitas até as 19h de quarta-feira.

Nos bastidores, Lula articula reação à crise que cerca Palocci

Em Brasília, ex-presidente tem se revezado em encontros com líderes e aconselhou ministro a ter traquejo com a base

iG São Paulo


Diante do agravamento da crise que atinge o chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assumiu nos bastidores boa parte das movimentações políticas para blindar o ministro. Responsável pela operação que conduziu Palocci de volta ao Palácio do Planalto no início do governo da presidenta Dilma Rousseff, Lula tem se revezado entre encontros com líderes políticos e conversas com o próprio chefe da Casa Civil, num esforço para evitar que a insatisfação da base dê lugar à abertura de uma investigação no Congresso.
Em Brasília desde terça-feira (24), Lula mostrou-se preocupado com as insatisfações e ameaças de aliados sobre os requerimentos para convocar o ministro a prestar esclarecimentos no Congresso e a proposta de ser instalada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). O ex-presidente, então, teve uma conversa reservada com o chefe da Casa Civil, na qual avisou que, ou o ministro atende os parlamentares, ou mesmo aliados podem vir a endossar a criação de uma CPI no Senado.
O ex-presidente relatou o diálogo que teve com Palocci durante café da manhã com dez líderes de partidos aliados do governo, ontem, na casa do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). "Você tome cuidado porque sua situação no Congresso não é boa. Todo mundo está insatisfeito com sua conduta", disse Lula a Palocci, de acordo com relatos de senadores.
Na tentativa de evitar a CPI, Palocci passou a telefonar para os senadores e pedir apoio. Disse estar sendo vítima de uma "campanha de difamação" e se prontificou a marcar conversas privadas com os parlamentares, para esclarecer as denúncias que pesam contra ele.




Foto: AE


Após almoço com Lula na terça-feira, senadores petistas adotaram discurso comum para defender Palocci


O encontro marcou o segundo dia consecutivo em que Lula reuniu-se com líderes políticos e incluiu o caso Palocci nas conversas. Na terça-feira, o ex-presidente teve um encontro com senadores petistas. Na saída, os parlamentares eram uníssonos na defesa do ministro. "Não há necessidade de maiores explicações", disse, na ocasião, o senador José Pimentel (PT-CE). "Palocci é nosso ministro", resumiu.
Processo - Nome da preferência de Lula para integrar o governo Dilma, Palocci foi levado pelo ex-presidente para dentro da campanha presidencial petista do ano passado. Embora não integrasse o círculo próximo a Dilma - onde se encaixavam figuras como o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel -, Palocci conquistou progressivamente a confiança da então candidata e entrou na lista de cotados para chefiar a Casa Civil.
Palocci por pouco não foi alocado na Secretaria-Geral da Presidência. Na época, alguns setores do PT argumentavam que seria melhor mantê-lo em uma posição de menor visibilidade, para que o histórico da quebra de sigilo do caseiro Francenildo dos Santos Costa não pesasse na nova administração.
Outra versão que circulava era a de que o próprio Palocci havia pedido para ficar fora da Casa Civil, mas acabou cedendo a pedido de Dilma e de Lula. Se Palocci fosse descartado no processo de definição do nome que ocuparia a Casa Civil, o nome mais cotado era o do hoje ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

* Com informações da Agência Estado

Palocci faturou mais quando teve acesso a dados reservados




Folha.com


O período em que a empresa de consultoria Projeto ganhou mais dinheiro, cerca de R$ 10 milhões, foi quando o ministro Antonio Palocci (Casa Civil) tinha poder para acessar dados reservados e planos de investimentos do governo federal, informa reportagem de José Ernesto Credendio, Fernanda Odilla e Matheus Leitão na Folha deste domingo (29) (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).
A Folha revelou que o ministro multiplicou seu patrimônio por 20 entre 2006 e 2010, período em que atuou como consultor e exerceu o mandato de deputado federal. A Projeto faturou R$ 20 milhões no ano passado, quando Palocci também chefiou a campanha de Dilma Rousseff à Presidência.
Palocci ao lado de Dilma durante evento no Palácio do Planalto; ministro entregou defesa à Procuradoria-Geral da República
O ministro entregou na sexta-feira (27) à Procuradoria-Geral da República suas explicações sobre a multiplicação do seu patrimônio nos últimos anos. No período, o ministro comprou um apartamento de R$ 6,6 milhões e um escritório de R$ 882 mil.
MINISTÉRIO PÚBLICO - Antes mesmo de a Procuradoria-Geral da República se manifestar, o Ministério Público Federal em Brasília antecipou-se e abriu investigação cível sobre o caso. O foco da ação é apurar se a evolução patrimonial do ministro é compatível com os ganhos de sua empresa.
Após a divulgação da sua evolução patrimonial, Palocci afirmou, em nota, que o crescimento está detalhado na declaração de Imposto de Renda e que a Projeto prestou serviços a clientes da iniciativa privada "tendo recolhido sobre a remuneração todos os tributos devidos".

sábado, 28 de maio de 2011

HOJE (28.05) E AMANHÃ (29.05) NO TEATRO RACHEL DE QUEIROZ, EM CRATO-CE

INDICAÇÃO: 14 ANOS

SALVE O CRATO!!!



POR QUE CID GOMES E CAMILO SANTANA
INSISTEM EM INSTALAR ATERRO SANITÁRIO NO CRATO?

Os cidadãos cratenses têm o privilégio de fixar sua existência no sopé da Serra do Araripe – importante e inestimável relicário de biodiversidade ofertado generosamente pela natureza. De lá, enormes aqüíferos espalham-se sob nossos pés, alimentando fontes, rios e poços, garantindo a beleza da flora, a sobrevivência da fauna e atendendo às necessidades humanas. Mas uma insistência desmedida promovida pelo governo do estado ameaça a conservação desse patrimônio e a qualidade de vida dos munícipes: a instalação de um aterro sanitário no Distrito de Ponta da Serra.

Consultei membros do povo acerca do problema em questão e não ouvi deles nenhuma informação que pudesse balizar o exercício da consciência, da crítica e da opinião. Ignoravam, por exemplo, que 500 toneladas de lixo seriam lançadas todos os dias no chamado Aterro Sanitário Consorciado do Cariri, sendo 60% oriundo de Juazeiro do Norte e o restante de Crato e mais oito municípios da região. Também não sabiam que tal empreendimento provocaria irreversível impacto ambiental e atentado à vida humana por poluir os lençóis freáticos que banham nosso subsolo. Outro dado desconhecido era o de que o aterro tão festejado pelo governo teria vida útil de cerca de vinte anos, transformando-se, depois, numa obra morta e inútil. 

Pergunta-se, então, ao governador Cid Gomes e ao secretário das cidades Camilo Santana: 

- Que sentido teria a instalação do aterro sanitário em Crato mesmo sendo notória agressão ao meio ambiente e pondo em risco a saúde de milhares de vidas humanas? 

- Por que essa insana e desrespeitosa insistência, se foi tecnicamente comprovada a viabilidade do aterro no município de Caririaçu, inclusive com a aprovação pelos poderes locais?

Ao povo do Crato cabe, por conseguinte, responder à seguinte interrogação:  

- Somos de acordo que seja instalado o aterro sanitário aqui, mesmo sabendo das conseqüências devastadoras contra o meio ambiente e a saúde pública, com a poluição de nossas águas subterrâneas? 

Inicio aqui o rosário de respostas: NÃO! 


Cacá Araújo
Professor e Dramaturgo
Crato-Cariri-Ceará-Brasil     

Otonite Cortez vence Consulta Universitária da URCA

A Professora Otonite Cortez ganhou a Consulta Universitária e, segundo a comunidade acadêmica, é a nova reitora da Universidade Regional do Cariri – URCA. Como Vice-Reitor, em sua chapa, foi eleito o Professor Patrício Melo. Ela obteve ampla maioria dos três segmentos votantes formados por professores, alunos e funcionários. Otonite é a atual Vice-Reitora da Instituição, da gestão Plácido Cidade Nuvens. A votação aconteceu na última quinta-feira, nos sete campi da Universidade. A apuração dos votos terminou na noite de ontem. A Comissão Especial não havia divulgado a contagem geral, até o final da noite.

Os candidatos acompanharam todo o processo de apuração, que ocorreu em uma das salas de aula do curso de Biologia, no Campus do Pimenta, em Crato. Em segundo lugar na consulta ficou o professor Edson Martis. Ele teve como Vice-Reitor da sua chapa, Galberto Martins. Francisco Cunha e Reno Feitosa ficaram na terceira colocação. Os três candidatos chegaram a expor em campanha que, caso os seus nomes não figurassem em primeiro lugar na consulta, não assumiriam o cargo, determinado pelo Governador do Estado, Cid Gomes.

Em junho, o novo reitor escolhido a partir da lista sêxtupla, encaminhada pela URCA ao governador, por meio da Comissão Especial, assumirá o cargo. A comissão coordenou o processo de consulta universitária. Otonite Cortez destacou o momento como de grande alegria e gratidão às pessoas que entenderam que a candidatura não era um projeto pessoal, mas que visa fortalecer a Urca ainda mais. “Nosso compromisso é de continuar fortalecendo essa instituição como pública, gratuita e de qualidade”, diz.

Ela afirma que em sua administração serão feitas mudanças, demandadas pela região, comunidade e contemporaneidade, além dos ajustes administrativos. A Reitora eleita na consulta destaca que a linha de trabalho da administração Plácido Cidade Nuvens, como instituição de desenvolvimento regional sustentável continuará. “Pretendo trabalhar e servir à Urca, como venho ao longo de 25 anos”, ressalta. Otonite Cortez avalia o processo eleitoral como normal e positivo. Considera que houve pouca abstenção de alunos, professores e funcionários.

A Comissão Especial foi presidida pelo professor Luiz Marivando Barros. Segundo ele, houve uma votação expressiva de todos os segmentos da Urca e é importante que os anseios dessa comunidade acadêmica sejam atendidos.

Saiba mais dos candidatos eleitos na Consulta Universitária:

Antônia Otonite de Oliveira Cortez - Professora, casada, mãe de três filhas e avó, graduada em História pela Faculdade de Filosofia do Crato. Fundadora da URCA e defensora de uma instituição pública e gratuita. Integrante do Departamento de História. Foi coordenadora do Curso de História por dois mandatos, Chefe do Departamento, eleita de 1993 a 1995. É Especialista em História pela PUC de Minas Gerais e Mestra em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; pesquisadora da área de história cultural; membro do grupo de trabalho no âmbito da SECITECE, para elaborar o PCCV da UECE, URCA e UVA, além de outros trabalhos desenvolvidos é atual Vice-Reitora da URCA, no mandato de 2007 a 2011, destacando-se por uma ampla atuação, também coordenando o sistema MAPP/URCA (Monitoramento das Ações e Projetos Prioritários – Investimentos). É autora do livro A Construção da “Cidade da Cultura” (Crato – 1889 a 1960), no prelo.

José Patrício Melo - Advogado, Professor, Pesquisador, casado, pai de duas filhas, graduado em Direito pela Universidade Regional do Cariri (1998), Mestre em Direito Constitucional pela Universidade Federal do Ceará (UFC), em 2007. Doutorando do Curso de Direito Civil pela Universidade de Buenos Aires. Professor Adjunto da URCA. Atua nas linhas de pesquisa sobre Direitos Fundamentais e efetividade, Direito das Famílias e Meio Ambiente, Coordenador Executivo do Geopark Araripe. Membro do Conselho de Meio Ambiente do Estado do Ceará (COEMA). Procurador da URCA de 1999 a 2002. Membro do Conselho de Direitos Humanos do Estado do Ceará (1999 – 2002). Diretor do Centro de Estudos Sociais Aplicados – CESA (2007 – 2008); Chefe de Gabinete da Reitoria (2008-2009). Presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Salgado (2004 – 2008). Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Direitos Humanos Fundamentais. Orientador de Projetos de Iniciação Científica no Departamento de Direito e editor Geral da Revista Direito & Dialogicidade.

Fonte: Assessoria de Comunicação da URCA

É preciso mudar esse quadro - Por José de Arimatéa dos Santos

Nesses dias os problemas da educação vieram mais uma vez a tona com o vídeo da professora Amanda Gurgel do estado do Rio Grande do Norte em que ela na presença de autoridades educacionais e políticas, discorre sobre as mais diversas situações vividas pelos professores. Situações vexatórias que só quem está em sala de aula  pode comprovar. É sabido mais do que nunca que a educação é prioridade dos políticos, nas campanhas eleitorais. Eleitos, pouco ou quase nada é feito para mudar essa situação.
Já passou da hora para resolver os graves problemas da educação nacional. É necessário colocar em prática políticas de valorização e respeito ao professor. Todos os países desenvolvidos são calcados numa boa educação. Como o Brasil quer se inserir, a médio prazo, no clube dos países desenvolvidos  se as escolas estão sucateadas e as crianças muita das vezes até agora não tiveram aula de matemática e outras disciplinas, em muitas escolas, por falta de professor? Isso é que vemos na mídia diariamente. O país gastará fortuna para realizar a Copa do Mundo e a Olimpíada. E a educação como fica?
Um outro olhar deve combinar o desenvolvimento com educação para todos. Ao melhorar a educação dos nossos jovens, automaticamente o país é elevado a melhor patamar no ranking do crescimento mundial. As condições de vida do brasileiro melhoram e cada cidadão passa  a ser mais crítico em relação aos acontecimentos de todo dia. A cidadania se manifesta de forma mais contundente e o brasileiro passa a exigir a resolução dos problemas. Tudo isso passa pela  escola.
Só que tudo isso depende também da luta dos professores por melhores de condições de salário e trabalho. Pressionar nossos representantes políticos para investir mais dinheiro  e de forma responsável  nas escolas para não faltar professores ou merenda escolar. A pressão dá resultados. Mais organização na luta e nos objetivos são pressupostos para conseguir melhores condições. Por fim, é necessário mudar esse quadro. 

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Melhor idade? Tô fora, prefiro ser idoso! – Por Carlos Eduardo Esmeraldo

Na última quarta feira, da semana que amanhã se encerra, tivemos, eu e Magali de realizar uma urgente viagem ao Crato, tudo dentro de um prazo inferior a 18 horas de ausência de nossa casa. Dado a urgência e não me ser possível um afastamento maior de minhas atividades, utilizamos o transporte aéreo, com passagens adquiridas no balcão do aeroporto e tarifa cheia. Somente nos desincumbimos da missão que teríamos quase às três horas da tarde, de modo que fomos obrigados a retornar via Recife, onde fizemos uma conexão para Fortaleza, aqui chegando às 19 horas.

Como embarcamos em três aeroportos diferentes, em todos três fomos convidados a ter prioridade no embarque sendo tratados como “pessoal da melhor idade.” Deu vontade de perguntar se “melhor idade” é sofrer reumatismos os mais diversos, tendinite, bursite, artrite, sinusite, labirintite, rinite, e muitos outros “ites,” além de catarata, hipertensão, diabetes, bico de papagaio, esporão de galo, joanete, osteoporose, e o que é pior: a perspectiva de que a partida definitiva está cada vez mais próxima.

Pois é distintas aeromoças, “melhor idade” é a das crianças, adolescentes e a de todos aqueles com menos de trinta anos. Por favor, deixem de imitar os americanos, pois eu prefiro ser tratado por aquilo que realmente sou. Um pobre beneficiário do estatuto do idoso, com alguns centavos de experiências a mais, e as regalias de me divertir pagando “meia entrada” nos cinemas, teatros e futebol, com a agradável surpresa de ouvir os porteiros me solicitarem a “carteirinha de estudante” ou documento de identidade que comprove que realmente já sou um idoso.

Por Carlos Eduardo Esmeraldo

Falar em nome das matas - Emerson Monteiro


O projeto agora anda da Câmara para o Senado, mais para espantalho do que para código florestal. Espécie de lei remendo a tudo que se perpetrou até agora nas matas brasileiras, no afã dessa febre dos industriais no campo, a agroindústria exportadora, e da produção de carne para o mercado externo, a toque de caixa. Mundo desigual de tanta fome e tanto estrago. Os vegetais não têm deputados, senadores, advogados. Têm os donos das terras que tomaram dos índios, que receberam de herança, que compraram ao preço de banana, que desmatam e fica por isso mesmo, nessa ganância de ouro fácil. Defender o que, senhor parlamentar? As furnas das onças, os buracos dos tatus, as camas das pacas? Argumentar com o quê, senhor parlamentar? Com as cantigas dos matutos abilolados na faina de puxar cobra para os pés, e apurar quase nada ao final dos invernos? Ouvir o canto dos pássaros para quê, senhores, quando as parafernálias eletrônicas ecoam de norte a sul do País, nos forrós melados desse universo troncho da ressaca nacional, frutos negros da cultura de massa? Sim, o som estridente das motosserras e dos tratores do progresso invadindo tudo que pareça verde e que, vendido a troco de muambas, virá festa, nos salões amarelados das cidades de trastes engarrafados e brilhosos. Os gritos dos capitães da grilagem, caçadores com a espingardas dos outros. Grande farra coletiva, nesses tempos de pouca solidariedade e muito lucro. Há um protesto congelado nos ares da política pragmática e mercantil. Há dores caladas nos cantos escondidos das florestas esturricadas, abandonadas à própria ganância. Ninguém pode além de nada, nos tristes trópicos acelerados para que as florestas permaneçam nacionais, invés da dominação do Império avassalador. Quem contará essa história da entrega da alma cativa aos inúteis da fragilidade, aos apáticos e indiferentes? Quantas perguntas lançadas ao vento, nas manhãs melancólicas dos finais de natureza. Apenas reservos de poucas plantas restarão emolduradas aos quintais dos ricos, enquanto na praça da apoteose crescem os pretendentes aos postos de comando e erários públicos órfãos da cidadania.
Isto porque vejo pouca chance para as leis conscientes e que contemplem a realidade verdadeira dessa humanidade insana. O Brasil, nação estratégica dos novos tempos, quando acordará a isso, sem procurar conciliar os ânimos destrutivistas do que resta de patrimônio nativo?
A propósito, minha homenagem ao casal José Cláudio Ribeiro da Silva e sua mulher Maria do Espírito Santo da Silva, mortos a tiros na madrugada desta terça-feira (24 de maio de 2011) na área rural do município de Nova Ipixuna, sul do Pará. Eles só lutaram com autenticidade em nome da conservação da natureza!

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Aparências - Por Magali de Figueiredo Esmeraldo

A sociedade valoriza muito a maneira de se vestir da pessoa. Uma pessoa vestida com roupas caras e de marca famosa é bem melhor recebida em restaurantes, bancos, “shopping centers” ou em qualquer outro ambiente. Agora vá alguém vestido simplesmente ou um pobre com a sua chinela japonesa entrar num ambiente luxuoso que logo é discriminado. O segurança vem logo perguntar o porquê daquela pessoa está ali. Aconteceu com alguém que eu conheço. Ela foi ao um shopping levar um filme para revelar. Além de pobre é morena. Na primeira vez entrou, não houve problema, pois não havia segurança por perto. No outro dia foi buscar o filme revelado e o segurança a abordou perguntando para onde ela ia. Sentiu-se constrangida e foi fazer um boletim de ocorrência. Já com Carlos, aconteceu o contrário. Teve de viajar para uma reunião de trabalho em Salvador. Era apenas um dia. A sua passagem de volta estava marcada para dez horas da noite. Acontece que a reunião terminou às duas horas da tarde e ele se dirigiu ao aeroporto com a intenção de guardar uma pequena valise e procurar telefonar para um ex-colega da sua turma de engenharia de quando ainda era estudante em Salvador. Ao chegar ao aeroporto, estava acompanhado de alguns diretores da Eletrobrás que participaram dessa reunião e, iriam embarcar para o Rio de Janeiro. Após o embarque desse pessoal da Eletrobrás, Carlos teve a idéia de perguntar aos funcionários da Varig se havia alguma forma de retornar a Fortaleza antes das cinco horas da tarde. Como ele estava vestido de terno e gravata foi muito bem atendido pelos funcionários do balcão da empresa aérea. Imediatamente o colocaram na primeira classe de um vôo para Milão, com escala em Recife, de onde ele seguiria em outro avião para Fortaleza. O avião já estava para levantar vôo, mas a funcionária mandou esperar. Talvez pensando que Carlos fosse um político importante.

Em outra ocasião Carlos e eu saímos para comprar um carro. Estávamos interessados em comprar um Fiat Uno, à vista. O funcionário da loja nos atendeu muito bem e mostrou o carro. A nossa roupa era simples, pois com um calor que fazia, não íamos nos empacotar com roupas sociais para agradar ao dono da loja. Quando entramos para fechar a compra com o proprietário, ele disse que o carro já estava vendido. Contrariados, constrangidos e sentindo na pele o que sentem as pessoas que são discriminadas. Então nos dirigimos a outra loja e, fomos recompensados, pois o proprietário nos recebeu muito bem, e fechamos o negócio por um preço menor que o da loja anterior. Ainda bem que existem pessoas que não ligam para aparências.

Em Fortaleza, há algum tempo, um grupo de homens, todos bem vestidos de terno e gravata entraram num banco. Os seguranças não tiveram nenhuma desconfiança deles. Resultado: eles assaltaram o banco.

Ás vezes as pessoas honestas são rejeitadas simplesmente pela aparência de simplicidade. É este o mundo em que vivemos, somente vale quem tem e quem ostenta. Entretanto, podemos refletir sobre o versículo sete do livro de Samuel que nos diz que “Deus não age segundo os critérios humanos, que olha as aparências, Deus olha o coração”. Cabe a cada um de nós, que vivemos nesse mundo de exclusão e injustiça, mudarmos de atitude para que tenhamos uma sociedade mais justa, igualitária e sem exclusão. Quem sabe, se com a nossa transformação no modo de agir, ajudaremos outros através do nosso testemunho, a tornar a nossa sociedade mais humana e mais justa para que todos tenham voz e vez?

Por Magali de Figueiredo Esmeraldo.

Barbalha prepara-se para sua maior festa : o pau da bandeira - Por Heládio Teles Duarte

Foto: Heládio Teles Duarte

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Alysson Amancio Cia. de Dança seleciona rapazes para seu elenco de intérpretes

O frio chegou. Apr​oveitem os vinhos - Por Heládio Teles Duarte

Foto: Heládio Teles Duarte

Programa Cariri Encantado Sonoridades - 25/05/2011

Conexões musicais: Fagner, até fracassos lhe são sucessos


Raimundo Fagner Cândido Lopes, mais jovem dos cinco filhos de José Fares, imigrante libanês, e Dona Francisca, nasceu na capital cearense, embora tenha sido registrado no município de Orós, localizado na região centro-sul do estado.

Raimundo Fagner é reconhecido hoje como um dos cantores e compositores nordestinos que mais conseguiram emplacar sucessos na programação radiofônica e televisiva de Música Popular Brasileira, desde meados dos anos 1970 para cá.

O programa Cariri Encantado Sonoridades apresenta um especial com Raimundo Fagner a partir de dois discos que são referenciais de sua carreira: Ave Noturna, de 1975, e Eu Canto, de 1978.

Nesses discos despontam grandes composições do cantor e compositor cearense, ou por ele interpretadas, algumas delas verdadeiros hinos da época que caíram no gosto do povo: Fracassos, A Palo Seco, Riacho do Navio, Revelação, Jura Secreta e As Rosas não Falam.

Onde escutar
Rádio Educadora do Cariri AM 1020 e www.radioeducadoradocariri.com.

DEU NO BLOG DO MACÁRIO: ELEIÇÕES NA URCA

A consulta para reitor da URCA (votam professores, alunos e servidores) vai acontecer 5a feira dia 26 de maio para a lista ser enviada ao governador que escolherá entre os votados (não é obrigado a ser o primeiro) o novo reitor e sua chapa.


Concorrem três chapas: a chapa 1, da situação, apoiada pelo atual reitor tem o apoio do PT, tem como candidata a atual vice reitora Otonite Cortez.


A chapa 2 tem o Professor Edison Martins.

A chapa 3, que tem polarizado como a principal opositora da situação, representa uma frente aliada encabeçada pelo Professor Francisco Cunha, que faz parte do Conselho Estadual de Educação.


A campanha está tão acirrada que até o governador foi envolvido involuntariamente, por ocasião do governo itinerante do Cariri na semana passada, ao ter um adesivo colado na sua camisa, que posteriormente foi retirado. Nesta última semana de campanha o clima anda bastante quente no campus do Pimenta.


Penso eu - Se quiserem um tertius, aceito. Meu sonho é ser Reitor por um dia só pra ser chamado de Magnífico!

Fonte: Blog do Macário - macariobatista.blogspot.com

CENAS BREVES

terça-feira, 24 de maio de 2011

GRANDES ESPETÁCULOS EM CRATO-CE




A Morte no Planeta Aquarius

Luiz Domingos de Luna*

Outro dia fui convidado, como de costume, para retornar ao meu planeta Natal Aquarius, depois dos procedimentos já devidamente expostos na Série Aquarianos, peguei a nave e fui ao meu velho Planeta Natal Aquarius, nem precisa dizer que tudo estava do mesmo jeito, vez lá o tempo real não existir. Entrei na conferência, coloquei o chip Aquariano, sentei confortavelmente na minha cadeirinha e á frente o telão em 3D, o tema a girar: A Morte no Planeta Aquarius. Senti logo uma dor violenta, talvez a ressonância magnética do Chip terráqueo, as lembranças da morte, da efemeridade da vida, a beleza do palco existencial do 3º planeta da via láctea, as flores, as abelhas, os pomar vieram logo à mente, acenei para o irmão que o meu processador estava com defeito, pois, a memória do Planeta Terra não tinha sido deletada eu estava em Aquarius, mas a memória terrena sempre a rondar minha imaginação – técnico disse que o meu chip seria virtual e real e eu como sempre, seria um cobaia mais uma vez, no meu querido Planeta natal Aquarius. Ora mensagens aquarianas, ora terrestres e a dor sempre aumentado, na verdade um dor imaginário visto em Aquarius não existir, o conferencista apareceu todo empolgado, já fui ficando desconfiando, vez em Aquarius não existir emoção, mesmo assim, continuei a assistir atentamente à palestra, “Irmãos Aquarianos, nosso planeta, como é de conhecimento dos senhores tem a maior tecnologia do universo somos capazes de viajar a 1000 vezes a velocidade da Luz e repor a matéria clara em escura, temos o Bóson de Higgs, para construção de vários universos, somos os melhores no espaço sideral na matéria ou na falta desta. E haja palmas e mais palmas eu já estava tonto de tanta confusão, pois em Aquarius não existe emoção.” Em seqüência o conferencista foi direto ao mérito da questão, Prezados aquarianos, creio já é tempo de se pensar na morte em Aquarius. Eu como já tenho conhecimento sobre esta assassina de vidas, no meu computador pessoal, acendi logo a luz vermelha, o refletor em minha direção,gritei para a assembléia constituída que a morte e a pior variante determinante no Planeta Terra, implantar a morte em Aquarius é um suicídio para nós todos os aquarianos – O Conferencista quis saber o porquê. - Excia.. A morte mata todos igualmente, não escolhe, é um dado amostral existencial no Planeta Terra, um verdadeiro caos, além é claro do mistério que comporta. -A Matéria fica onde? Quis saber o conferencia? -No cemitério ou é cremada. -Quem faz isso? Os microorganismos e os humanos. -O Conferencista replicou caro irmão aquariano sua justificativa se baseia no fato emocional que não existe no nosso chip aquariano, pois nós entendemos a morte como um processo terminal de misturas de DNA num processo continuo, onde os primatas poderão evoluir sempre, já nosso DNA é fixo, em memória, somos excelentes no processo de armazenamento,mas péssimos no processo cognitivo e para continuarmos a frente da civilização humana precisamos misturar o nosso DNA – Entendo isto ? -Sim senhor, - ficou bem claro, - com certeza. -Um dos presentes precisa morrer. - Vamos à votação, eu senti logo um dor psicológica, vez em Aquarius, a dor não existir. O telão girava e votação a todo vapor, no final da votação o meu nome como o cobaia de sempre estampado lá para todo mundo ver, logo um calafrio na alma, uma forma pedagógica de explicar as humanos. Apresente- se para a morte! – Questionei, mas conferencista -, isto não é a morte dos humanos, assim é uma pena de morte. A Pena de morte não é aplicada em todos os países do planeta terra, e nos que é aplicado, precisa ter um processo que justifique tal fim, pois a um erro não tem mais como corrigir vez, o morto permanecer morto para sempre. -E a alma não continua viva? –sim senhor a alma continua viva, - assim ninguém mata o ser o humano, vez a alma continuar viva - é isto? – Exatamente excelência.
O Sábio pediu a palavra e disse: na terra é a assim, mata-se o corpo, mas não se mata a alma, porém, quanto se mata a alma é porque o corpo já está morto.
-Entendeu?
Não?
-Duvidas?
Todas
-Mas é assim que a coisa funciona

(*) Luiz Domingos de Luna - Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora- Ceará

Ditado sertanejo: barra na serra, fim de inverno, frio na certa...

Foto: Heládio Teles Duarte

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Regulamento da I Mostra de Vídeo “Brincantes”

1. APRESENTAÇÃO

1.1 A I Mostra de Vídeo “Brincantes” é uma iniciativa do Coletivo Camaradas em parceria com a Universidade Regional do Cariri – URCA, através da Pró-Reitoria de Extensão – PROEX, Instituto Ecológico e Cultural Martins Filho – IEC e a Secretaria Municipal da Cultura do Crato, tendo como foco vídeos amadores e profissionais sobre cultura popular produzidos nos diversos estados brasileiros;

1.2 A Mostra será realizada no período de 17 a 20 de agosto de 2011, no Centro Cultural do Araripe, na cidade do Crato;

1.3 A Mostra não terá caráter competitivo e nem distribuirá entre os inscritos qualquer forma de pagamento ou premiação financeira;

1.4 A Mostra será dividida em Mostra Nacional e Mostra do Projeto “No Terreiro dos Brincantes“ desenvolvido pela PROEX/URCA/IEC e Coletivo Camaradas.

2. OBJETIVOS

2.1 Divulgar a produção de vídeos amadores e profissionais sobre a temática cultura popular como forma de contribuir com a memória social, com a diversidade e identidade cultural do povo brasileiro;

2.2 Criar acervo com a finalidade de ser disponibilizado gratuitamente para pesquisadores, professores, produtores, artistas e cineastas para atendendo propósitos pedagógicos, científicos e culturais;

2.3 Apresentar o resultado do Projeto “No Terreiro dos Brincantes” e criar possibilidades de parcerias com instituições culturais e educacionais.


3. DO PERÍODO E DOS LOCAIS PARA AS INSCRIÇÕES

3.1 As inscrições para a MOSTRA, poderão ser realizadas no período de 30 de maio a 01 de agosto de 2011, na sala da Pró-Reitoria de Extensão – PROEX - Campus Pimenta URCA, no horário das 8h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00 ou pelos Correios pelo seguinte endereço:
MOSTRA DE VÍDEO “BRINCANTES”
Pró-Reitoria de Extensão – PROEX – URCA
Rua Cel. Antonio Luiz,1161 – Bairro Pimenta CEP: 63.105-000 Crato/CE
3.2 A inscrição inclui o preenchimento de ficha padronizada (Anexo I) e entrega do vídeo em DVD;
3.3 A Comissão não se responsabiliza por extravio dos materiais enviados.
3.4 Os trabalhos inscritos não serão devolvidos em hipótese alguma;
3.5 São de total responsabilidade do remetente todas e quaisquer despesas relativas à sua inscrição postal;
3.6 No ato da inscrição o participante declara que concorda com todos os termos deste regulamento, incluindo a reprodução, divulgação e distribuição sem fins lucrativos das obras enviadas;
3.7 Não será cobrada taxa de inscrição;
3.8 As informações fornecidas são de total responsabilidade do inscrito.

4. EXIGÊNCIAS E FORMATO DOS TRABALHOS

4.1 Os trabalhos deverão ser entregues em DVD;
4.2 Os vídeos serão aceitos nas diversas mídias, incluindo vídeos produzidos em celulares;
4.3 Na capa do trabalho (DVD) deverá constar o título e duração do trabalho;
4.4 A responsabilidade por imagens e músicas de terceiros utilizados nos trabalhos inscritos, compete aos seus produtores/realizadores, cabendo a estes todo e qualquer ônus relativo a questões de direitos autorais.

5. DA SELEÇÃO

5.1 Os trabalhos serão selecionados por equipe composta por profissionais da área do audiovisual, indicados pelo Coletivo Camaradas e as entidades parceiras;
5.2 Os critérios de seleção dos trabalhos serão: a) Atender ao critério da temática da Mostra: Cultura Popular, b) Que o material apresente qualidade de audível; c) Preenchimento da ficha de inscrição e consentimento das exigências do presente regulamento;
5.3 Serão selecionados 30 vídeos;
5.4 A lista dos trabalhos selecionados para exibição será divulgada através do blog do Coletivo Camaradas – www.coletivocamaradas.blogspot.com e do site da Universidade Regional do Cariri – URCA – www.urca.br no dia 10 de agosto;
5.5 Aos participantes da MOSTRA serão conferidos certificados de participação.

6. DAS MENÇÕES HONROSAS

6.1 A comissão julgadora poderá, a seu exclusivo critério, outorgar Menções Honrosas;
6.2 . Não haverá premiação em dinheiro para as menções honrosas outorgadas

7. DA CESSÃO DE DIREITOS

7.1 Os realizadores de trabalhos inscritos na MOSTRA cederão automaticamente ao Coletivo Camaradas e a Pró-Reitoria de Extensão da URCA, quando da referida inscrição, os direitos autorais relativos à reprodução e exibição pública sem fins lucrativos;
a) Entende-se por reprodução e exibição sem fins lucrativos aquelas destinadas a intercâmbios culturais e que não aufiram lucros.
b) A organização da Mostra de vídeo informa que os trabalhos inscritos e selecionados passarão a fazer parte do acervo da mostra e do Coletivo Camaradas e da PROEX/URCA também poderão ser utilizados para fins culturais, sem objetivos comerciais.

8. DISPOSIÇÕES GERAIS

8.1 A inscrição de trabalho na Mostra de Vídeo implica na total e irrestrita aceitação do presente regulamento;
8.2 Os casos omissos serão decididos soberanamente pela Comissão Organizadora.


Crato-CE, 23 de maio de 2011.


Alexandre Lucas Silva
Coordenador do Coletivo Camaradas


Maria Arlene Pessoa da Silva
Pró-Reitora de Extensão – PROEX/URCA






ANEXO I
MOSTRA DE VÍDEO BRINCANTES
Crato, CE – 17 a 20 de agosto de 2011

FICHA DE INSCRIÇÃO

Título do Vídeo:
Duração:
Ano de Produção:
Local de Produção: ( Cidade/Estado)
Formato Original:
Ficha Técnica:
Sinopse do Filme:
Responsável pela Inscrição:
Endereço completo:
Bairro:
CEP: Cidade: Estado:
Telefone:
Celular:
E-mail:

Declaração
Eu, ____________________________________________________________, declaro para os devidos que as informações fornecidas são verídicas e que tenho a devida autorização para efetuar a inscrição do seguinte vídeo: ________________________________________________, bem como autorizo conformes consta no regulamento a cessão de direitos autorais relativos à reprodução e exibição pública sem fins lucrativos do referido trabalho e o mesmo fará parte do acervo da Mostra, do Coletivo Camaradas e da PROEX/URCA e também poderão ser utilizados para fins culturais, sem objetivos comerciais.

Data: _____ de ____________________ de 2011.


Assinatura do responsável pela inscrição: _____________________________

ONDE HÁ FUMAÇA HÁ FOGO

(Pedro Esmeraldo)


Ao ilustre Deputado, Ely Aguiar.

Enviamos os parabéns ao nobre deputado e aos seus companheiros de luta pelos arrojados pronunciamentos em defesa do Crato. Ultimamente, a cidade é desprezada e desmerecida pelos homens do Governo.

Uma horda de falsos líderes vem querer dilacerar a nossa terra em beneficio de outra que consideramos menos importante que a nossa em termos de desenvolvimento sustentável e na produção agro-pastoril.

Não somos acomodados como dizem, mas somos lutadores e progressistas corajosos, já que desta cidade surgiram os primeiros focos do desenvolvimento da região do Cariri. Foi do Crato que partiu a revolução separatista do ano de 1817, pois queríamos separar o Brasil de Portugal. Foi do Crato que surgiram os primeiros soldados na independência (Revolução de 1824, chamada Revolução do Equador). Foi do Crato que surgiu o desenvolvimento educativo do interior do Nordeste. E em todos os aspectos desenvolvimentistas tornou-se a maior cidade interiorana da região centro-nordestina. Devemos lembrar que esta cidade deve ser respeitada e não venham com firulas, querendo tapar o sol com a peneira, enganando o povo com bananas e bolos. Não somos trouxas para acreditar na conversa destes políticos maldosos que desejam empobrecer as nossas terras dando um abraço de tamanduá, contando falsas histórias mentirosas, dizendo que vem tudo de bom para o Crato, mas o que vêm mesmo é buscar votos no período eleitoral.

Os Cratenses, devido a estas medidas desastradas permanecem perplexos e não querem aceitar estas conversas ocas que são pronunciadas por estes falsos políticos.

Seu desejo é somente esvaziar o Crato, transformando-a numa cidade dormitório, deixando-o submisso a outra plaga cheia de pieguice, alheia ao desenvolvimento equilibrado.

Eles só desejam o desenvolvimento para si e as outras comunidades que permaneçam no desespero que se afastem do desenvolvimento solidário.

Segundo um escritor regionalista brasileiro, que ficava satisfeito quando via o melhoramento para qualquer parte do país, assim dizia: É BRASIL.

Infelizmente, aqui no Cariri, o chefe do poder executivo só pensa em Juazeiro do Norte e as outras comunas que caiam na bancarrota.

Já está na hora de os Cratenses revoltarem-se assim como faziam os líderes locais de antigamente, já que tudo isso é desaforo e o desprestígio para o povo que os elegeu e que tem como objetivo prejudicar o Crato.

Portanto, prezados Deputados, mais uma vez lhes pedimos apoio com sua ajuda referente às nossa terra tirando-a das mãos desses algozes inimigos ambiciosos, fanáticos e que só querem levar do Crato o que temos de bom.

Crato-CE, 20 de maio de 2011.

Noticias da URCA

Debates para consulta universitária da URCA serão encerrados na noite desta segunda-feira
Termina nesta segunda-feira, no Campus do Pirajá, na Universidade Regional do Cariri - URCA, a última rodada de debates com a participação dos candidatos à Reitoria e Vice-Reitoria da Instituição. Esse momento, oportunidade para os que fazem a instituição conhecerem um pouco mais dos candidatos, aconteceu em todos os campi da URCA, em Campos Sales, Iguatu, Missão Velha, Crajubar, Pirajá e São Miguel. O debate será iniciado a partir das 19 horas. Os trabalhos sempre são acompanhados pela Comissão Especial. A consulta universitária será realziada na URCA, no próximo dia 26 de maio, quinta-feira, das 8 horas da manhã às 22 horas, em todos os campi, trabalho sempre acompanhado e coordenado pela Comissão Especial, para dar lisura a todo o processo. Estão candidatos pera Chapa 1, Otonite Cortez, Reitora, e Patrício Melo, Vice-Reitor; Chapa 2, Edson Martins, Reitor, e Galberto Martins, Vice-Reitor; e Francisco Cunha, Reitor, e Reno Feitosa, Vice-Reitor, pela Chapa 3. Após o período de consulta interna, uma lista tríplice com os nomes dos candidatos será encaminhada ao Governo do Estado, que, por lei, determinará o processo de escolha de quem assumirá a URCA pelos próximos quatro anos.

Professores e alunos do Curso de História da URCA participam da 9ª Semana Nacional de Museus
Os professores do Curso de História da URCA, Cícero Joaquim dos Santos e Daniela Medina, ao lado dos alunos Marcos Manoel Severiano e Séphora Lorena Dias, participaram da 9ª Semana Nacional de Museus, e ministraram oficinas na programação do Museu Casa da Memória, do município de Porteiras, Ceará, no dia 21 de maio, das 8 às 11 horas. A 9ª Semana Nacional de Museus ocorreu desde o dia 16 e terminou ontem. O tema Museu e Memória. A programação, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) em comemoração ao Dia Internacional de Museus (18 de maio), contou com o apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, por meio do Sistema Estadual de Museus – SEM/CE. No Ceará as atividades aconteceram em 26 cidades e 44 instituições, entre museus, casas de cultura e centro culturais.

Geopark Araripe participa de "Debates e palestras do Viva a Mata"
"Saúde e meio ambiente", "código florestal e as cidades" e "alimentação saudável" estiveram entre os principais temas.

Um dos principais objetivos da Fundação SOS Mata Atlântica é a mobilização de pessoas e articulação de ações para a proteção da Mata Atlântica, Bioma que compõe todo o ambiente ao nosso redor, seja ele formado por florestas ou urbano.

Com este conceito, a ONG realizou entre os dias 20 e 22 de maio, no Parque Ibirapuera, o Viva a Mata 2011 – mostra de iniciativas e projetos em prol da Mata Atlântica –, com uma série de palestras e debates que destacarão como todos são agentes transformadores e estão aptos a colaborar com a conservação da Mata Atlântica, ou, em outras palavras, com a proteção do meio ambiente em que vivem.

Entre os temas abordados o "saúde e meio ambiente", "alimentação saudável", "ocupação irregular" e "gestão da água", entre outros. Todas as atividades são gratuitas e acontecerão no auditório central do evento ou no palco do caminhão itinerante da ONG. (Assessoria de Comunicação Geopark Araripe).

Novos projetos da URCA/PROEX aprovados pelo Ministério da Educação
A Universidade Regional do Cariri (URCA), através da Pró-Reitoria de Extensão, aprovou todos os Programa e Projetos encaminhados ao Ministério da Educação, em atendimento ao Edital Nº 4 PROEXT 2011. A aprovação dos referidos Programas e Projetos representam um ganho da Extensão dentro da Universidade, uma vez que propiciará o atendimento a comunidade, dentro de diversas áreas de atuação, envolvendo seu corpo docente, discente e técnico administrativo. Os Programas e Projetos aprovados foram: Projeto - Formação de Gestores e Professores no Território do Geopark Araripe - área de Educação - Coordenadora Professora Maria Neuma C. Galvão - Depto. de Pedagogia; Programa - O Prazer da Arte - área - Arte e Cultura – Coordenador Professor Fábio J. Rodrigues da Costa - Escola de Artes; Projeto - Ações integradas voltadas a melhor idade - área – Promoção da saúde - Coordenadora Professora Maria Arlene Pessoa da Silva – PROEX; Projeto - Núcleo de Acolhimento à Mulher, Redes de combate a Violência - área - Mulheres e Relação de Genêro - Coordenadora Professora. Zuleide Fernandes de Queiroz – Depto. de Pedagogia. "

Fonte: Assessoria de Comunicação da  Universidade Regional do Cariri - URCA