Seja colaborador do Cariri Agora

CaririAgora! é o seu espaço para intervir livremente sobre a imensidão de nosso Cariri. Sem fronteiras, sem censuras e sem firulas. Este blog é dedicado a todas as idades e opiniões. Seus textos, matérias, sugestões de pauta e opiniões serão muito bem vindos. Fale conosco: agoracariri@gmail.com

sábado, 30 de maio de 2009

Coluna CARIRI - por Tarso Araújo

(O POVO, 31 de maio de 2009)

MANTENDO A TRADIÇÃO
Neste domingo, último dia de maio, as cidades caririenses realizam uma das suas mais bonitas tradições católicas: a Coroação de Nossa Senhora. A mais antiga e mais bonita dessas solenidades é realizada na Catedral de Nossa Senhora da Penha, em Crato. Feita à noite, ao ar livre, no adro da velha Sé, conta com a presença de cerca de dez mil fiéis. A tradição de coroar a imagem da Virgem Maria foi introduzida na Cidade de Frei Carlos pelo então vigário Padre Quintino Rodrigues (depois primeiro bispo de Crato) em 1900, há 109 anos, portanto. Outra coroação belíssima é feita na Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte.

PALAVRA AUTORIZADA
É de Olga Gomes de Paiva, Chefe da Divisão Técnica do Iphan-Ceará, esta declaração: “A Coroação de Nossa Senhora, na Catedral de Crato, é uma das mais belas celebrações católicas no Ceará! A participação das crianças, com suas famílias, é a constatação do repasse de importante tradição cultural que, sem nenhuma dúvida, representa o fortalecimento dos laços familiares, nos quais se destaca o respeito pela figura materna e o enaltecimento para nós, mães de família. O patrimônio imaterial do Cariri não poderia ser mais bem representado do que nessa solenidade de coroação da Virgem Maria na cidade de Crato!”.

TV CARIRI
Já foi concluído o prédio onde funcionará a TV Cariri, Canal 9. Ele fica localizado na avenida Padre Cícero, em Juazeiro do Norte, a poucos metros da divisa com o município de Crato. A segunda emissora de televisão do Cariri estará no ar, em caráter experimental, dentro de 60 dias. Para quem não sabe, já funciona, desde 2006, outra emissora de televisão em Juazeiro do Norte, a TV Verde Vale, canal 13, afiliada a rede NGT e propriedade do deputado federal Manoel Salviano.

ASSUNÇÃO GONÇALVES
Amanhã, 1º de junho, a juazeirense Maria Assunção Gonçalves chega aos 93 anos de idade. Ela tinha 18 anos quando o Padre Cícero faleceu e hoje é uma das poucas pessoas vivas que conviveu de perto com o sacerdote. Por isso é muito procurada por pesquisadores e repórteres para falar sobre o “Padim”. Educadora, artista plástica, pessoa veraz e fiel, ela foi tema de diversas monografias e trabalhos publicados na academia e instituições culturais. O ponto alto do aniversário da veneranda mestra continua sendo a tradicional “Renovação do Coração de Jesus” - feita em sua residência, com muitos convidados

GENTE QUE FAZ
Elmano Rodrigues Pinheiro - um caririense, nascido em Farias Brito - tem motivos para ser uma pessoa ressentida com o mundo. Na infância, sofreu a dor de ver o pai, Enoch Rodrigues (à época prefeito de Farias Brito), assassinado por sicários. Elmano teve de tomar o rumo do Sudeste para vencer na vida. Deu a volta por cima, superando dificuldades e traumas. Hoje residente em Brasília - onde trabalha na Editora da UNB - é o maior benfeitor das bibliotecas públicas do Cariri, para as quais doou milhares de livros. Na maioria das vezes, ele chega a pagar até os fretes dessas remessas. Criador da Fundação Enoch Rodrigues, Elmano é dessas pessoas que nos fazem acreditar num mundo mais justo e mais digno...

ANOTE: FESTA DO INTERIOR
Hoje é o dia do Pau da Bandeira da Festa de Santo Antônio. Barbalha amanheceu este domingo mais alegre. As ruas principais todas embandeiradas. Também as encostas dos morros - visíveis desde os verdes canaviais que circundam a cidade - foram ornamentadas com bandeirolas coloridas formando caleidoscópios. Um espetáculo de cores em meio a uma multidão que aumenta a cada ano. Depois do meio dia o enorme tronco de madeira - carregado por homens suados e cansados - chegará à Igreja Matriz dando início à trezena de Santo Antônio, uma das expressões mais antigas e ricas da religiosidade e da cultura popular no Cariri....

CURTAS
> Depois de quase dois meses de ausência (incluindo um mês de “dolce far niente” na sua Itália natal), dom Fernando Panico estará de volta ao Cariri na próxima quarta-feira. No dia 29 de junho vindouro ele comemorará 8 anos à frente da diocese de Crato (...)

> Perguntar não ofende: como anda o processo - em curso na 4.ª Superintendência Regional do Iphan, em Fortaleza - para tombamento do acervo de fósseis do Museu de Paleontologia da Urca, de Santana do Cariri? (...)

> As escolas públicas e privadas deveriam organizar visitas dos alunos ao Centro de Pesquisas Paleontológicas da Chapada do Araripe-CPCA (onde existe um pequeno museu de fósseis) localizado em Crato, à Praça da Sé nº. 105. Naquele prédio funcionou o antigo Senado da Câmara da Vila Real de Crato, local do julgamento e condenação à morte (em 1834) do herói monarquista caririense, Joaquim Pinto Madeira (...)

> O deputado federal Manoel Salviano retornou da Alemanha, onde visitou a Achema, maior feira de biotecnologia do mundo. Salviano foi adquirir as máquinas para a nova indústria farmacêutica que pretende implantar em Juazeiro do Norte (...)

> O governador Cid Gomes prometeu três grandes obras para a conurbação Crajubar. Já estão sendo construídas duas: o Hospital Regional (em Juazeiro do Norte) e a Ceasa - Cariri (em Barbalha). Já o Centro de Convenções do Cariri, destinado a Crato, continua na estaca zero (...)

> Antonio Renato Soares de Casimiro (Químico Industrial, Engenheiro Químico, Doutor em Microbiologia de Alimentos, escritor, historiador e memorialista) ou simplesmente Renato Casimiro (juazeirense ufanista e grande figura humana) toma posse no dia 29 de junho na Academia Cearense de Química. Ocupará a cadeira 19, que tem como patrono Paulo Roberto Siqueira Telles.

> Reitor Plácido Cidade Nuvens, da Universidade Regional do Cariri (URCA) esta semana assinou convênio internacional de Pós-graduação, com a Universidade de Ciências Empresariais e Sociais (UCES), representada pelo Secretário de Posgrado, Professor Doutor José Filgueira. A assinatura se deu durante o I Seminário de Criminologia Criminologia do Cariri e II Seminário Temático Especial de Criminologia da Pós-Graduação de Direito Penal e Criminologia.

50 anos da agência do Banco do Brasil de Juazeiro do Norte

No transcurso dos cinquenta anos de instalação da agência do Banco do Brasil de Juazeiro do Norte, ocorrido no dia 29 de maio, a diretoria do Sindicato dos Bancários do Cariri – SEEB/Cariri publicou nota manifestando votos de congratulações e reconhecimento pelos valiosos serviços prestados à comunidade regional por aquele posto de atendimento bancário.

A diretoria do SEEB/Cariri enfatizou ainda a contribuição de várias gerações de bancários e bancárias que com devotamento e eficiência foram os principais artífices na construção e consolidação daquela agência como um modelo profissional a ser seguido.

As rãs do Pimenta – por Maria da Gloria Pinheiro Cavalcanti Ordonez.






Por falar nesses cururus, ontem fomos jantar para comemorar os 33 anos de casamento. No cardápio havia rãs. Comentei com meu esposo: isto aí eu já provei, hoje não quero mais! (Tenho pavor desses bichinhos).
Aí me veio a lembrança. No início dos anos 60, por volta dos meus 10 anos de idade, quando o atual Bairro Sossego era um sítio aonde costumávamos fazer pick-nicks, debaixo de um frondoso pé de umbuzeiro; no tempo que nós crianças tomávamos banho na chuva, a meninada toda correndo de casa em casa para descolar a melhor bica possível; quando, ainda, o Pimenta era pouco habitado.

Nosso bom vizinho Sr. Felipe, acompanhado de algum outro vizinho ou de um irmão, em companhia da criançada, seus filhos: Sérgio, Frederico e Adriano e meus irmãos Rubens e Renato, de vez em quando costumavam ir àquele Rio Granjeiro. O local era mais ou menos atrás da casa de Gerson Moreira, na Rua Cícero Araripe. Era uma onda medonha de irem buscar rãs. Bastante curiosa, com a euforia da meninada, embora de longe, observava como na maior simplicidade eles "assassinavam" as rãs, apenas uma espetada na cabeça com uma agulha de costura.
Quando tiravam a pele das rãs, ficava tudo muito parecido com um galetinho. Me divertia vendo fritarem as rãs inteiras, elas pareciam que dançavam se remexiam todas na frigideira. Era tudo uma grande novidade para mim e até ensaiei provar daquela iguaria, queria mostrar garra e muita coragem! A carne muito macia, mais saborosa do que o frango.
Minha tia Anuzia, que já morava em Fortaleza, muito amiga de minha mãe, quando chegava no Crato uma das primeiras coisas que fazia era almoçar lá em casa e passar a tarde inteira conversando para aliviar a saudada da irmã e amiga. A digestão do almoço já era certa, então, meus irmãos e eu resolvemos fritar uma rã com o intuito de fazer uma peraltice com nossa tia. Chegamos com muita delicadeza e atenção oferecendo aquele franguinho muito especial feito com carinho para ela. A tia saboreou, elogiou, digeriu o quanto pôde e assim, resolvemos contar-lhe que a carne era de rã.
Foi um Deus nos acuda com o mal estar de nossa tia. Nossa diversão acabou por ali porque não esperávamos criar tanto desconforto e desespero.

(transcrito de www.blogdosanharol.blogspot.com/)

A CPI do CQC

Brasil
INSTALADA A CPI DO CQC
Dirigida por especialista em escândalos, a CPI da Petrobras já produziu uma certeza: vai custar caro ao contribuinte

UMA EQUIPE BEM EXPERIENTE Renan Calheiros, que comanda o circo,e Romero Jucá, cotado para relator: se o assunto é fraude...




Um dos programas mais divertidos da televisão brasileira, o Custe o que Custar (CQC), vai ganhar um concorrente de peso. Nesta semana, o Senado instalará a CPI da Petrobras, investigação que deveria apurar suspeitas de malfeitorias na administração da maior empresa do país. A CPI, que já tem seus onze integrantes definidos, será dirigida por Renan Calheiros, um colecionador de escândalos especialista na arte de barganhar verbas e cargos por favores a governos. Seu elenco, que vai frequentar o horário nobre da televisão pelos próximos 180 dias, tem bastante experiência na área. Dos onze integrantes da CPI, oito são réus em ações criminais no Supremo Tribunal Federal ou tiveram sua campanha financiada por empresas que fazem negócios com a petrolífera. O favorito ao cargo de relator, o senador peemedebista Romero Jucá, é investigado em dois inquéritos e já foi indiciado por crimes de responsabilidade e corrupção eleitoral. Nas mãos de Calheiros e sua turma, portanto, a CPI da Petrobras tem tudo para se transformar em uma espécie de CQC. A diferença é que o humorístico dirigido por Calheiros, além de não ter nenhuma graça, custará muito caro aos cofres públicos.

A CPI da Petrobras nem começou e já mostrou a que veio. Um de seus integrantes, o senador João Pedro, do PT do Amazonas, sugeriu o roteiro que ele considera ideal: "Acho que temos de ir no passado da Petrobras e investigar coisas como o acidente da plataforma P-36 e os gestores durante o governo Fernando Henrique". Embora as auditorias do Tribunal de Contas da União (TCU) que serviram de base para a criação da CPI tenham identificado superfaturamento milionário (81,5 milhões numa única obra), contratos sem licitação e indícios de fraudes recentes, o petista pretende iniciar a CPI investigando fatos ocorridos há oito anos. A tecnologia de transformar CPIs em campeonatos de delitos é recente e eficaz, quando o objetivo é não apurar nada. Foi adotada na CPI dos Correios, em 2005, e na CPI dos Cartões, no ano passado – e começa a ser reprisada agora. E foi exatamente para garantir que as investigações sejam mantidas sob estrito controle dos interesses oficiais que o governo lançou mão dos valiosos serviços oferecidos por Renan Calheiros, Romero Jucá e outros integrantes do noticiário policial do Congresso. Eles estarão lá, atentos, de prontidão, dispostos, como sempre, a fazer o que for preciso, custe o que custar.
(Fonte: Veja, 3 de junho de 2009)



Desenvolvimento
Enviada PEC da Região Metropolitana do Cariri
Ação visa a descentralizar recursos do Estado e diminuir as desigualdades entre a Capital e o Interior. Governo também ampliará a Região Metropolitana de Fortaleza, incluindo os municípios de Pindoretama e Cascavel
Bruno Sampaio
da Redação
O Palácio Iracema enviou ontem à Assembleia Legislativa uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) propondo a criação da Região Metropolitana do Cariri (RMC). Segundo o líder do Governo na Casa, deputado Nelson Martins (PT), a RMC será composta por nove municípios: Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Missão Velha, Jardim, Santana do Cariri, Nova Olinda, Farias Brito e Caririaçu.
Além da nova região metropolitana, o Governo ampliará a Região Metropolitana de Fortaleza, incluindo os municípios de Pindoretama e Cascavel. A criação da RMC possibilitará um processo de reorganização e atuação em conjunto das cidades participantes em prol do desenvolvimento local.
Além da nova Região Metropolitana, será criado também o Conselho de Desenvolvimento e Integração da Região Metropolitana do Cariri, composto por vários secretários do Estado e os prefeitos do municípios.
Também está previsto um fundo de desenvolvimento e integração da região, que será composto por recursos do Estado e dos municípios. Segundo Martins, a PEC representa o reconhecimento do desenvolvimento econômico, social e político do Cariri.
“Essa região tem uma economia forte e desenvolvida. Atividades como o turismo religioso e o setor de calçados mostram a força da economia local”, diz o petista. O líder destaca projetos do Governo, na área de infraestrutura no Cariri, com a construção do Hospital Regional de Juazeiro, a Ceasa de Barbalha, o Centro de Convenções do Crato, a ampliação do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes e a rodovia Padre Cícero.
“O Governo quer promover a integração regional sustentável e o crescimento econômico”, afirma Nelson. “O Governo participação direta nesse processo até que os municípios possam ter uma autonomia maior”, completa.
Uma região metropolitana ou área metropolitana é um grande e desenvolvido centro populacional, formado por uma (ou mais) grande cidade central e cidades adjacentes. Geralmente, regiões metropolitanas formam aglomerações urbanas em uma grande área urbanizada (conurbação), a qual faz com que as cidades percam seus limites físicos entre si ou sejam intercaladas com áreas rurais.
(Jornal "O Povo" 30 de maio de 2009)

sexta-feira, 29 de maio de 2009

O PARQUE DA EXPOCRATO É INTRANSFERÍVEL

Por Raimundo de Oliveira Borges*

Corre na cidade o infeliz boato de que se cogita transferir o PARQUE DA EXPOCRATO para outro local distante do centro citadino.
Infeliz boato, digo bem, por que não vejo, ninguém de boa mente vê vantagem, nem motivo, para essa irrefletida idéia.
A repulsa a essa absurda pretensão é geral. A comunidade não a aceita, ao contrário, repulsa-a como indesejável.
Qual o prejuízo, qual o mal que o Parque causa, atualmente, à população. Ao invés disto, ali pulsa, anualmente, o coração do Crato. Expande-se, por toda ela, durante todo ano, a ânsia da realização de um novo evento, de alegria e de contentamento.
Ainda sob o ponto de vista social, os afeiçoados a divertidos passeios, transitam pelas longas alamedas do Parque, todas as tardinhas, alargando a vista para a paisagem verde e encantadora da Serra do Araripe, que é por assim dizer, a moldura da formosa e histórica cidade de Frei CARLOS MARIA DE FERRARA.
Por outro lado, o distanciamento do Parque viria privar os que não dispõem de meios fáceis de transporte para o comparecimento diário do tradicional e atraente acontecimento.
Ninguém até hoje – do comércio, da indústria, da pecuária, da agricultura, da gostosura alimentar, de diversão, - se queixou da falta de espaço para a exibição dos seus negócios e entretenimentos.
O aconchego de qualquer população é, sobretudo hoje, nestes tempos difíceis, a razão forte da sua alegria de viver.
Que fique só na cogitação a intempestiva idéia.

* Raimundo de Oliveira Borges, 102 anos, escritor e advogado, foi presidente do Instituto Cultural do Cariri, vereador, presidente do Rotary Club do Crato e diretor e professor da Faculdades de Filosofia do Crato, Faculdade de Ciências Econômicas do Crato e e Faculdade de Direito do Crato.

Os verdadeiros inimigos do Crato – por Pedro Esmeraldo



Após a trama de algum cratense querer esvaziar nossa cidade, retirando daqui para outra localidade o Parque de Exposição, ficamos matutando por muito tempo, que alguns dos nossos algozes são os próprios filhos do Crato, morando em outro município cujo desejo é ver a cidade de marcha ré, desprezando-a, deixando-a cair no vazio. Não podemos tolerar jamais essa constante perseguição em cima do Crato, que há muito vem lutando, enfrentando desafio, sofrendo abalos econômicos, causados pelas artimanhas desses verdugos, que sempre vêm insinuando a alta cúpula governamental a fim de esgotar a nossa cidade, retirando todos os benefícios que conseguimos, ao longo dos anos.


Para nós, isto é uma infâmia, um desrespeito ao povo que luta há anos para ter um comportamento digno de desenvolvimento e trabalho, satisfazendo os anseios que sempre sonhamos em qualificar com tecnologia avantajada e brilhante, favorecendo um emprego que vem com todo ardor melhorar a qualidade de vida do cratense, principalmente, aquele que queira trabalhar com muita honra e contentamento.

A maioria dos cratenses, principalmente aqueles que amam o Crato, ficou indignada com esse jovem político, filho desta terra querer tapar o sol com a peneira, toldando a nossa paciência que mantivemos com muita seriedade e trabalho.
Em outra vez, falando da inveja de outros municípios em quererem abarcar, somente para si, todos os melhoramentos existentes desta cidade.
Por que meu Deus? Eles não têm as mesmas iniciativas que o Crato tem? Por que não criam planos de ação e possam progredir sem prejudicar outros municípios? Até quando vamos suportar esse estado de apadrinhamento político de outros municípios, que querem crescer à custa do chapéu alheio e não deixam os outros progredir “dignamente?” Não podemos mais aceitar as figuras desses algozes que são perseguidores e intolerantes.
Não podemos aceitar transformação do Crato em uma cidade dormitório. Temos de reagir e gritar com brados bem altos, elevando o nosso espírito para acompanharmos um progresso moderno e convivermos com muita habilidade, com esses desafios que ora estamos enfrentando. Desejamos ser destemidos e corajosos, livrando-nos dessas mágoas provenientes desses carrascos cruéis que por enquanto nos atormentam, deixando-nos apavorados, inconformados.
Agora, vibramos entusiasticamente sem esmorecer, tentando segurar um pouquinho que nos resta e se for possível a recuperar as partes perdidas que nos levaram. Agora diremos aos inimigos do Crato – esses filhos ingratos que não querem bem a seu berço natal – afastem-se de nossa cidade, deixem-nos em paz e se for pra fazer o mal, façam o favor de não pisar mais aqui, pois só nos vêm causar repulsa e deixar-nos entristecidos.
Queremos viver tranqüilos, amando a cidade, trabalhando pelo bem de nossa terra.
Temos como idéia reconquistar a paz, a harmonia e ver a cidade avançar sem recuar. Todos de braços dados, trabalhando pelo Brasil pelo Crato e Cariri.

Crato, 28/05/2009

quinta-feira, 28 de maio de 2009

O burro selvagem e o burro doméstico – por Pedro Esmeraldo


Desta vez, vamos fazer uma narração (semelhança) na qual se encerra uma ficção moral e mitológica. Falaremos da fábula do grego Esopo, referindo-se a história de dois animais, um fato que devia ser observado, com atenção no meio das camadas populares e políticas. Trata-se da narração de fatos críticos envolvendo um burro selvagem e um burro doméstico.
Um burro selvagem, observando o comportamento do burro doméstico, aproximou-se e o felicitou pelo seu belo porte e pela fartura de alimento, do qual gozava com farta regalia.
Um dia, pela manhã, ao alvorecer, encontrou, casualmente, o burro doméstico conduzindo um enorme fardo, sendo ainda fustigado constantemente pelo asneiro. Ao ver isso o burro selvagem exclamou:
Olá amigo, não tenho mais inveja da tua felicidade, pois vejo que tua abundância está acompanhada de grande sofrimento. Não sou masoquista para sofrer, inutilmente, a fim de melhorar de vida.
Falaremos, agora, do comportamento político da cidade de Crato. Os nossos cidadãos políticos permanecem alheios aos problemas sérios, deixando-os para resolvê-los posteriormente, à custa de dificuldades e sofrimentos. Alguns deles, não executam de bom grado a sua missão. Por exemplo, vivem sempre se comportando de maneira passiva, deixando tudo ir embora da cidade, sem esboçar nenhuma reação. Deixam a cidade à deriva, não enxergam um palmo diante de seu nariz.
Falamos dos descasos e da apatia dos políticos que começaram a dominar o Crato no início dos anos 80, os quais ainda permanecem, por trás dos bastidores, querendo exercer a sua missão de político sem vislumbrar o caminho certo do desenvolvimento.
Lembramos a todos que esses cidadãos-políticos ainda nos entristecem, pois andam querendo entrar no céu à força, sem se incomodar com o pensamento evolutivo do desenvolvimento da cidade. Seria bem melhor que se aposentassem e dessem lugar aos jovens de ampla visão, já que estes últimos seriam mais eficientes e enfrentariam o desafio árduo e digno de respeito.
Falou-se, ultimamente, em retirar a ExpoCrato, do atual local onde ele funciona, no Parque de Exposição. Isto nos deixou meio confusos e Alertamos ao povo que se evite a adoção dessa medida intempestiva e ardilosa de levar a ExpoCrato para outra localidade. Dizem que quem tem olhos fundos começam a chorar cedo. Não seria isto mais um pretexto para esvaziar o Crato?
Observamos que essas medidas governamentais são pretextos de desacelerar e desprezar o crescimento desta Cidade. Temos como afirmar que os inimigos do Crato (de modo especial os próprios os filhos de Crato) vivem a construir planos e idéias eivados de desprezo e que geram intranqüilidade.
Gostaríamos de obter uma resposta do Senhor Prefeito quanto a essa sugestão. O governador do Estado tem dinheiro para construir outro parque para a ExpoCrato? Se tem porque não reforma o atual parque dotando-o de novos melhoramentos? É esta a opinião unânime de quem vive em Crato. Esta resposta, aguardamo-la com muita ansiedade. Que Senhor governador a dê ao povo cratense, explicando o motivo de querer esvaziar esta cidade. Pedimos ainda, a união do povo, pois o povo unido jamais será vencido.
Apelamos a todos indistintamente. Deixemos de ser masoquistas. Não suportamos mais esse rosário de desprezo e lamentação. Partimos para a luta, e com trabalho e coragem sairemos vencedores.
Consideramos a Exposição Centro Nordestina de Animais e Produtos Derivados a menina dos olhos do Crato. Não mexam com o Crato. Respeitem o Crato, pois esta cidade não é bugre podre para ver dilacerado o seu crescimento equilibrado.

Crato 25/05/2009

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Dom Newton Holanda Gurgel completa 30 anos de episcopado


Neste dia 27 de maio, Dom Newton Holanda Gurgel – Bispo Emérito de Crato – completa 30 anos de episcopado. Dom Newton foi nomeado Bispo Titular de Gummi de Bizacena e Auxiliar da Diocese de Crato, no dia 28 de abril de 1979, no primeiro ano do pontificado do hoje Servo de Deus e, àquela época, o Papa João Paulo II.
Foi sagrado bispo em Roma – na Basílica de São Pedro – pelas mãos do mesmo Pontífice que o nomeou, Sua Santidade João Paulo II, no dia 27 de maio de 1979.
Para comemorar tão grata efeméride haverá nesta quarta-feira, às 17:00h, na Sé Catedral de Nossa Senhora da Penha do Crato, uma Missa Solene concelebrada, presidida por Dom Newton Holanda Gurgel.

Dados sobre Dom Newton Holanda Gurgel
Nasceu no dia 1º de novembro de 1923, na cidade de Acopiara, Ceará. Foi batizado no dia 7 de dezembro do mesmo ano, na Igreja-Matriz de sua cidade natal. Foi admitido como aluno do Seminário São José de Crato no dia 13 de março de 1937. Em 1944 foi matriculado no Seminário de Fortaleza, de onde se transferiu em 1946 para o Seminário de João Pessoa - Paraíba para cursar Filosofia.
Foi ordenado sacerdote por Dom Francisco de Assis Pires, segundo bispo de Crato, em 17 de dezembro de 1949, na cidade de Milagres. Na sua vida sacerdotal, Dom Newton Holanda Gurgel exerceu as seguintes funções: Vigário Ecônomo de Icó; Vigário Cooperador de Iguatu; Prefeito de Disciplina, Diretor Espiritual e Reitor do Seminário São José de Crato; Vigário Cooperador da Paróquia de Nossa Senhora das Dores de Juazeiro do Norte (hoje Basílica Menor) e Pároco de Campos Sales, aonde recebeu a nomeação para Bispo Auxiliar de Crato.
Com a renúncia de Dom Vicente de Paulo Araújo Matos, Dom Newton foi nomeado quarto Bispo Diocesano de Crato, função que assumiu oficialmente em 9 de janeiro de 1994 e na qual permaneceu até 29 de junho de 2001, quando passou o governo da Igreja Particular de Crato para o atual Bispo, Dom Fernando Panico.
Durante essa longa trajetória, Dom Newton Holanda Gurgel sempre deu sobejas provas de disponibilidade e desejo de servir à Igreja, fundamentos da espiritualidade inspiradas em Jesus Cristo e na intercessão de Maria, a Mãe de Jesus e, por isso, Mãe dos Apóstolos.
Tudo resumido no lema episcopal que escolheu: “Certa Bonum Certamen” (Sustenta o Bom Combate).
Texto e postagem de Armando Lopes Rafael

sábado, 23 de maio de 2009

Coluna CARIRI - Tarso Araújo

(Jornal O POVO, domingo 24 de maio de 2009)

CANGAÇO
Por iniciativa da Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço (SBEC), Instituto Cultural do Cariri e prefeituras de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha será realizado - de 22 a 26 de setembro - o 1º Seminário Cariri Cangaço. A solenidade de abertura será no Teatro Municipal de Crato, com a posse de três novos sócios no Instituto Cultural do Cariri: José Peixoto Júnior (Cadeira Padre Alencar Peixoto), Magérbio Lucena (Cadeira Hilário Lucetti) e Francisco Norões de Matos (Cadeira Florival Matos). Tanto os novos sócios, como os patronos das cadeiras, têm vinculação com a temática do cangaço. As palestras desse seminário serão feitas pelas maiores autoridades sobre o cangaço no Brasil, e serão distribuídas entre Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha.

OU VAI OU RACHA
Entra administração, sai administração e nada muda nos problemas dos moradores do Parque Granjeiro e do Granjeiro, dois bairros nobres de Crato. Os moradores, desiludidos, iniciaram um movimento de visita casa-a-casa para uma tomada de decisão. Segundo eles, há cinco anos não se constrói novos calçamentos naqueles bairros. Há ruas quase intransitáveis. A iluminação pública é precária e os assaltos são constantes. Os mais radicais estão pregando o não pagamento do IPTU, como forma de protesto. Enquanto isso, a principal via de acesso aos dois bairros - a avenida Pedro Felício - virou uma pista de buracos. Um detalhe: a manutenção dessa via urbana é competência do Governo do Estado. Pode?

BOA NOTÍCIA
O secretário das cidades do Ceará, Joaquim Cartaxo, está de posse de um importante projeto para Juazeiro do Norte: o Roteiro da Fé. O projeto prevê um extenso calçadão (cerca de 4 km, priorizando pedestres) com início na Rua do Brejo, ao lado da Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores. Depois ele segue pela casa onde morou o Padre Cícero e Museu mantido pelos Salesianos (ambos na Rua São José), capela de São Vicente, Memorial Padre Cícero, muro do Cemitério do Socorro e Santuário do Sagrado Coração de Jesus. Outros locais poderão ser contemplados no projeto, a exemplo do Santuário de São Francisco e a igreja de São Miguel. O calçadão será arborizado, terá boa iluminação e piso em concreto. Consta que o financiamento ao projeto já estaria garantido.

JUAZEIRO É UM MUNDO
Este é o título de um dos livros de Renato Casimiro. E para quem vive ou simplesmente trabalha em Juazeiro - como é o caso deste colunista - é clara esta constatação: Juazeiro é mesmo um mundo! E não me refiro só ao seu progresso vertiginoso e sua inegável pujança. A fé, por exemplo, ocupa um lugar privilegiado, na cidade, com lugares sagrados pelos romeiros: a Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores, a igreja do Socorro, o Horto com seu casarão e o Santo Sepulcro, as enormes igrejas do Coração de Jesus e de São Francisco. Não esquecer: a literatura de cordel, os rebequeiros, cantadores e repentistas... tudo isso faz de Juazeiro um mundo!
CURTAS
- Pense numa buraqueira. Em Crato, devido ao período chuvoso, o asfalto da avenida Maildes de Siqueira - no trecho entre o Parque da Expocrato e a avenida Duque de Caxias - virou uma peneira de pequenas crateras. A população cratense está chamando a cobertura asfáltica (feita há apenas seis meses) de “sonrisal”. Não pode ver água que derrete (...)
- Todo o trânsito de veículos que passa por Missão Velha continua sendo escoado por uma única e estreita rua. Em meio a motos e bicicletas. Um caos. Enquanto isso o desvio (destinado ao fluxo do trânsito por fora da cidade) iniciado em 2006 ainda não foi concluído (...)

- As novas fardas dos garis da Prefeitura de Juazeiro do Norte foram confeccionadas na cor vermelha. Há gente dizendo que é uma homenagem ao 20º aniversário do fim da União Soviética. Que ruiu em 1989, juntamente com o Muro de Berlim (...)

- O ex-Chefe da Casa Civil do presidente Lula, José Dirceu, desembarca neste domingo em Juazeiro do Norte. Vem participar de encontro regional do Partido dos Trabalhadores (...)
ANOTE: HERANÇA ANTIGA
Já faz tempo. Quem percorre os bairros periféricos de Juazeiro do Norte - a maior cidade do Crajubar - constata: donos de bares invadem as calçadas construindo churrasqueiras e avançando varandas; moradores jogam lixo em terrenos baldios; esgotos correm a céu aberto em ruas esburacadas; entulhos de construções impedem passagem de pedestres nas calçadas; sistemas de sons de veículos são ligados, a toda altura, provocando uma poluição sonora insuportável. Um desrespeito total à população que aguarda a revitalização de sua cidade! É preciso que os nossos gestores compreendam de uma vez por todas: o povo se orgulha quando sua cidade está sendo bem cuidada. E isto passa por praças limpas e bem conservadas, pavimentação recuperada, coleta de lixo eficiente, boa iluminação pública. Foi-se o tempo das grandes obras. Para ser um grande gestor basta batalhar pela qualidade de vida da população.
BATE-PAPO
DEU A LOUCA
Os retornos na avenida Padre Cícero - que liga Crato a Juazeiro do Norte - viraram palco de acidentes automobilísticos. Ali, motoristas contrariam toda a legislação de trânsito. Somente esta semana, em dois retornos (em frente ao Detran e após o Atacadão Carrefour) foram cinco acidentes. Os Demutrans de Crato e Juazeiro deviam dar mais assistência naquela avenida, uma via expressa que será o centro comercial da conurbação Crajubar.
PERGUNTAR NÃO OFENDE
Como anda o processo para reconhecimento do patrimônio cultural imaterial do Cariri? Até 2007, o Iphan - responsável pela iniciativa - tinha um ponto de apoio na Urca, onde interagia com a comunidade e prestava informações. Não sabemos onde esse ponto funciona agora. O Cariri nos deu Patativa de Assaré, Cego Oliveira, Manoel Caboclo, Mestre Noza e Dona Ciça do Barro Cru, dentre outros, que nos legaram rica produção de bens culturais. Sem falar nos “saberes e fazeres” da gente caririense, com sua culinária tradicional, suas festas religiosas, seus artesãos de ourivesaria, do couro, da madeira, do cipó, da palha da louça de barro, do metal.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

José Alencar abre congresso da radiodifusão brasileira

“A radiodifusão leva cultura, entretenimento, música e informação a todo país, prestando relevantes serviços no campo político e social. O rádio está presente em todos os municípios brasileiros”, disse ontem o presidente em exercício, José de Alencar, durante a abertura, em Brasília, do 25º Congresso Brasileiro da Radiodifusão.

O futuro do rádio e da TV brasileira será debatido até quinta-feira, no evento promovido pela Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abert). A entidade representa 2,5 mil emissoras de rádio e 320 de televisão. Cerca de 1.500 participantes; empresários, setor público e líderes de todo o país debaterão temas como liberdade de expressão, tecnologia, marco regulatório, gestão, outorgas, o PL 29/07 sobre convergência, rádio e TV digital.

O ministro das Comunicações Hélio Costa destacou que “há dois anos o Brasil tomou a decisão corajosa e sábia de assumir a liderança da tv digital e agora da rádio digital nos países da América do Sul’’. ‘‘Assinei hoje a autorização para uma consulta pública de 90 dias que vai nos permitir, ouvindo a sociedade brasileira, os radiodifusores e os profissionais do setor, tomar a decisão sobre o sistema de rádio digital que devemos implantar no país”, disse o ministro.

O Brasil estuda adotar o sistema IBOC americano ou o DRM Europeu. Os primeiros testes serão realizados em São Paulo, onde serão testadas as dificuldades por causa do número de prédios e da topografia da cidade.

Segundo o presidente da Abert, Daniel Pimentel Slaviero, o Congresso discutirá temas importantes como liberdade de expressão, novas tecnologias, marco regulatório do setor e gestão das empresas. “A intensa evolução tecnológica e uma nova conjuntura econômica e social marcam este momento no Brasil e no mundo. O congresso é uma grande oportunidade para analisar esse cenário e apontar o caminho a ser seguido pelas empresas de comunicação”, afirma Slaviero.

A abertura do evento contou também com a presença do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, o ministro da Previdência Social, José Pimentel, o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, e o presidente da Associação Cearense de Rádio e Televisão (Acert), Edilmar Norões, diretor de programação do Sistema Verdes Mares.

O tema central do Congresso é ‘‘Radiodifusão: Compromisso com o Brasil’’. O evento, que acontece no Centro de Convenções Brasil 21, será transmitido ao vivo pela internet (www.abert.org.br/25 ).

PROGRAMAÇÃO
Evento trata do futuro do rádio na era da convergência

O destaque internacional dos debates do 25º Congresso Brasileiro da Radiodifusão será o norte-americano Gerardo Tabio, um dos maiores especialistas em rádio no mundo. Tabio é fundador e presidente da Creative Resources Group e falará sobre o futuro do rádio na era da convergência com as novas tecnologias.

Um dos destaques será a digitalização do rádio no Brasil. Segundo Marcelo Bechara, consultor jurídico do Ministério das Comunicações, a chegada da tecnologia digital não vai significar apenas melhor qualidade de áudio nas transmissões radiofônicas.

Para participar das sete conferências, oito painéis temáticos e quatro legislativos, estão confirmados ainda nomes como o do ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho, do TST (Tribunal Superior do Trabalho), o secretário-executivo da Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência da República), Ottoni Fernandes, o publicitário Roberto Duailibi, o filósofo Denis Rosenfield, os senadores Aloizio Mercadante e Francisco Dorneles, e o deputado federal e ex-ministro Antonio Palocci .

ANA SEIDL
Especial para o Nacional

Jornal Diário do Nordeste
imagem: http://g1.globo.com/Noticias/Politica/foto/0,,11874573-EX,00.jpg

O interesse é antigo

Antes que o jornal impresso existisse, o interesse pela notícia já era tão antigo quanto a linguagem escrita. Na antiga Roma, o governo do imperador César fundara o Acta Diurna, uma maneira oficial de noticiar os resultados das guerras, dos jogos, da igreja católica e das atividades políticas.

Anos depois na era feudal, os trovadores, que eram os poetas do mundo europeu,entre os séculos IX e XII aproximadamente,também exerciam o papel de noticiadores de tudo o que acontecia. A partir do Renascimento comercial e do surgimento de práticas econômicas mercantilistas,há uma expansão na formação de Nações Estados na Europa e de um intercâmbio econômico sedento por informação.

Em 1440, Gutemberg desenvolve a imprensa, o que permite produzir e reproduzir volumes e impressos. A partir do século XVII,surgem jornais semanários na Europa e com grande força na França Alemanha.

Depois do Iluminismo e da Revolução francesa, surge uma nova visão intelectual de mundo e de formação de direitos do homem, que de alguma forma estrapola nos jornais. E após a Revolução Industrial é inventada as impressoras a vapor,possibilitando uma impressão de periódicos em grande escala e em menor tempo.Aos poucos a publicidade foi entrando no veículo jornal,ajudando a baixar o preço final do exemplar e fortalecendo o jornal como um veículo profissional e comercial.

Curiosidade : Imprensa amarela ou marrom?

Em 1890 a invenção da máquina de quatro cores permitiu aos jornais norte-americanos publicar textos com mais qualidades e quadrinhos de humor. Em 1894, é publicada as historinhas do desenhista Richard Felton Outcault e seu personagem “Yellow Kid”(menino amarelo) que simbolizava a briga comercial travada pelos jornais norte-americanos, para dominar o mercado e ganhar mais lucro, lançando mão de notícias “acentuadas” e exageradas para chamar a atenção dos leitores,uma imprensa sensacionalista chamada de imprensa amarela nos EUA.

No Brasil, o termo não amarelou, sendo o amarelo uma cor considerada bonita e presente na bandeira nacional, a imprensa brasileira adaptou o termo para a cor “marrom”, cor de "sujeira". Portanto toda notícia exagerada ou inventada desbota a cor da verdade dos fatos.

Site Infoescola
Por Fernando Rebouças

Artigo: Juazeiro do Norte e a segurança pública

Temos uma excepcional notícia ao povo de Juazeiro do Norte: nossa cidade foi incluída no PRONASCI – Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania - que é um programa do Governo Federal que destina uma série de ações para melhorar a segurança pública nos municípios escolhidos e que possui verba orçamentária específica para financiar os projetos encaminhados. Somos um município PRONASCI desde quinta-feira (30 de abril) quanto nosso Prefeito Santana assinou o termo de adesão no Ministério da Justiça.

A exata noção do tamanho da vitória de Juazeiro do Norte vem quando percebemos que outros grandes municípios do Nordeste não foram contemplados: Maracanau e Caucaia na região metropolitana de Fortaleza, Mossoró/RN, Campina Grande/PB, Caruru/PE, Petrolina/PE, Juazeiro/BA, etc. Hoje, somos a única cidade do interior da região nordeste e a segunda do Estado do Ceará (a outra é a capital Fortaleza) a fazer parte do PRONASCI.

Toda a equipe da Secretaria de Segurança Pública e Cidadania e o Prefeito de nossa cidade estão de parabéns pelo excelente trabalho técnico realizado que possibilitou a escolha de Juazeiro do Norte como município PRONASCI.

Agora entramos numa nova fase que é a de formatar os projetos necessários e aprova-los nas comissões do Ministério da Justiça. Já encaminhamos o primeiro que é o Projeto de Reaparelhamendo e Capacitação da Guarda Civil Municipal. Vamos trabalhar pela sua aprovação e pela rápida superação da absurda situação de sucateamento administrativo e operacional que encontramos os órgãos públicos municipais.

Sabemos que o tema segurança pública está entre os que mais preocupam nosso povo e que são os Governos Estaduais e o Governo Federal que detêm a competência constitucional para atuar na área através de seus órgãos (Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Polícia Civil), mas a Prefeitura de Juazeiro do Norte – Governo da Revolução Democrática – dará sua contribuição e não deixará de atuar, através de sua Guarda Civil Municipal, na repressão qualificada aos pequenos delitos e de maneira muito incisiva na prevenção da violência e da criminalidade.

Cláudio Luz
Policial Federal e secretário de Segurança Pública e Cidadania de Juazeiro do Norte

Artigo: o caos na segurança pública

Enquanto a impunidade, o desemprego, a corrupção, o descaso, a falta de seriedade com a coisa pública assola o país como um todo, como fogo abrasador, em todas as direções "uma besta fera louca", nós brasileiros assistimos toda esta paisagem social caótica, estupefatos e, sem nada poder fazer, é uma situação horripilante, pois senão vejamos: os nossos detentos que deveriam ser cuidados pelo estado, numa política de ressocialização, em respeito aos direitos humanos e no cumprimento da sua pena especifica, como determina a lei.

Mas não, tudo vira uma bagunça generalizada, presídios superlotados, pelo visto, o detento está mais seguro nas ruas do que dentro da própria cela. O Vandalismo imperara nos corredores e nos pavilhões da miscigenação de presos, formando assim, uma verdadeira escola do crime. Não é a toa que os grandes grupos organizados do crime nascem dentro dos presídios e com certeza outras células de ataque a sociedade serão embrionalizadas dentro da própria casa de detenção. Ainda assim, o Estado procura o culpado; Ora, se o próprio estado não oferece as condições mínimas para o bem estar da população carcerária, como é que este, pode oferecer segurança à população?

Precisamos urgentemente de um plano nacional de segurança plena , é um direito do Cidadão e um dever de do Estado; pois O caos que nós estamos presenciando é fruto de um estado gastador, que gasta mal, não planeja suas ações, não tem uma preocupação em assistir as comunidades carentes. É um estado que trabalha bem, mas trabalha bem para os interesses dos monopólios, oligopólios financeiros, para os grandes mercados de capitais, é um fomentador do fogo do capitalismo selvagem que formam duas forças antagônicas na sociedade: os afortunados e poderosos a serviços dos interesses do capitalismo e os ricos de nada, ricos da miséria, do descaso da violência; assim, estamos formando a bomba que dilacera a sociedade, os vencidos e os vencedores. Os heróis e os bandidos,os donos do poder e os donos da miséria, os donos do tudo, os donos do nada.

Quero ver é quando estes dois mundos diferentes resolverem prestar contas, ai sim,já é tarde demais. Ficará a pergunta por que não fizemos algo quando ainda existia solução ?

Luiz Domingos de Luna
Professor

ARTIGO: quem defenderá os inocentes?

Há tempos que venho acompanhando o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), um teste que mede o conhecimento e as habilidades , entre jovens que tenham ou estejam terminando o segundo grau , em todo o país. Esta edição deveria ter tido uma atenção toda especial por parte dos que fazem o sistema educacional brasileiro , já que, completamos dez anos de avaliação.

Já se passaram dez anos da primeira edição, e de lá pra cá, pouca coisa tem mudado, o resultado é sempre o mesmo: - As nossas escolas públicas, com raríssimas exceções, são as piores no ranking da avaliação.
E o pior ainda, é que este resultado sofrível, não tenha provocado nenhuma reunião, nem daquelas regadas a coffee break. A imprensa não fez barulho. A esquerda e a direita ficaram em silêncio. Os pais estão satisfeitos com a comida, fardamento escolar e com o que estão ensinando aos seus filhos.

Está tudo uma maravilha. As escolas cheias de projetos e mais projetos, cada um, mais mirabolante que o outro. Só precisa um educador sonhar com um “projeto “ que logo-logo , encontrará uma legião de seguidores, tanto de educando como de educadores. Sabendo ele, que aquilo, não levará o aluno a lugar nenhum.

No Brasil, mais da metade dos alunos, que terminam a quarta série são analfabetos. Os adultos com analfabetismo funcional já passam dos 74%. Como entender o que estar acontecendo no país? Escolas, merenda, livros didáticos, transporte escolar, professores concursados e com estabilidade funcional (entende-se que sejam os melhores). O aprendizado é dentro da sala de aula. Se não tivermos uma sintonia perfeita entre quem ensina e quem aprende tudo pode dar errado.

O nosso ensino é péssimo. Se os nossos escolares fossem direcionados para estudar a gramática, as operações matemáticas, o conhecimento dos continentes, dos mares e dos oceanos , o resultado do ENEM seria outro . Não pode-se ensinar a ler, sem que, o aluno entenda o que foi lido. Este mesmo raciocínio deve-se aplicar as demais matérias.

Os direitos sociais devem ser um complemento do aprendizado e não um substituto da sua futura formação acadêmica e profissional . Quando iremos assistir a sociedade se indignar com outros resultados do ENEM , iguais aos que estão se seguindo ? Quando iremos assistir governos (Federal , Estadual e Municipal ) , diretores e coordenadores de escolas , pais e responsáveis pelos alunos , dizerem que está faltando ensinar a tabuada, a gramática e a interpretação de texto?

Tem que partir do simples e do óbvio para chagar aos “projetos “, se é que, ainda encontrará ressonância, com o alunado esclarecido. Quem se habilita a defender os inocentes alunos da rede pública ?


José Aldegundes Muniz Gomes de Matos
Médico e ex-prefeito do Crato

PETROBRÁS - a mega "caixa-preta"




Petrobras gastou R$ 47 bi sem licitação em seis anos
da Folha Online
Desde a posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Petrobras gastou cerca de R$ 47 bilhões em contratos feitos sem licitação, informa reportagem de Rubens Valente, publicada na Folha desta quarta-feira.
Amparada por decreto presidencial editado por Fernando Henrique Cardoso em 1998 e em decisões do STF (Supremo Tribunal Federal), a petroleira contratou sem licitação serviços como construção, aluguel e manutenção de prédios, vigilância, repasses a prefeituras, gastos com advogados e patrocínios culturais, entre outros. O valor corresponde a 36,4% do total de gastos com serviços (R$ 129 bilhões) da petroleira de janeiro de 2003 a abril de 2009.
A prática não começou com Lula. Somente entre 2001 e 2002, sob a administração de Fernando Henrique (PSDB-SP), a petroleira contratou cerca de R$ 25 bilhões sem licitações, em valores não atualizados.
Outro lado
Segundo a empresa, a contratação de serviços sem licitação tem diminuído proporcionalmente ano após ano. A Petrobras diz ainda que o decreto de 1998 procurou estimular a estatal a desenvolver suas atividades "em caráter de livre competição com outras empresas" ao "adotar um processo licitatório simplificado".
Maiores informações na edição de hoje - 20 de maio - da "Folha de S.Paulo"

terça-feira, 19 de maio de 2009

Noticias da Câmara Municipal do Crato

O distrito de Dom Quintino, passará a contar a partir de primeiro de junho com os serviços de internet e com uma retransmissora de TV que disponibilizará para a comunidade, acesso a mais três canais aberto. A informação foi dada pelo vereador Dárcio Luiz (PSDB), que afirmou ser este um momento de integração de toda a comunidade com os novos acontecimentos. Dárcio disse ainda que esta era uma reivindicação antiga da juventude e que a partir do inicio de junho será concretizada.

O vereador Dárcio Luiz aproveitou a oportunidade e relatou aos presentes que esteve com o prefeito Samuel Araripe (PSDB), recentemente, e que este o assegurou que tão logo termine a quadra chuvosa será dado inicio a recuperação de todas as estradas vicinais do distrito. Quanto ao roço das estradas, será iniciado na primeira semana de junho.

A vereadora Joana Pedrosa (PSB), durante o pequeno expediente, considerou positiva a ida do secretário do Meio Ambiente do Crato, Nivaldo Soares, à Câmara Municipal, na última segunda-feira, para falar das atividades de sua pasta. Na avaliação da veadora, foi um momento oportuno para se debater com o secretário a questão da retirada dos ambulantes das calçadas e a campanha de despoluição visual e sonora que está sendo implantado no município. Durante a sessão, ficou agendado para às 15 horas desta quarta-feira, (20), um novo debate sobre o assunto, com a presença dos representantes dos vendedores ambulantes, secretário e vereadores, no largo da RFFSA, objetivando buscar uma solução que contemple o comércio ambulante.

Num segundo momento a vereadora Joana Pedrosa fez apelo a vigilância sanitária, para que intensificasse a fiscalização no Aeroporto Regional do Cariri, em virtude do grande fluxo de pessoas que ali desembarcam. Segundo a vereadora, já existe um caso suspeito de gripe suína na região e isto faz soar o alerta, sendo necessária a presença mais intensiva dos agentes no aeroporto e nas rodoviárias de Crato, Juazeiro e Barbalha.

O vereador Florisval Coriolano (PTC) em aparte a vereadora Joana Pedrosa, salientou a importância da presença do secretário Nivaldo Soares, e reiterou o compromisso dos secretários municipais, que sempre que convidados, comparecem ao legislativo cratense.

O líder do prefeito na Câmara Dedé da Granja, disse que este com o chefe do Demutram Joatan de Sousa e que o mesmo está preparando um programa de requalificação do trânsito no centro da cidade e que em breve, estará indo à Câmara, oportunidade onde debaterá com os vereadores e com a comunidade as mudanças.

Outro tema que dominou a sessão, foi a possível transferência da Delegacia Regional de Policia Civil, para a Rua Coronel Antonio Luiz, próximo ao Hospital São Francisco. O tema foi levantado pelo Presidente da Câmara, Francisco Helder de Oliveira França – Guer, atendendo solicitação de moradores daquela área. Guer, observa ser a rua Cel. Antonio Luiz, uma das mais importantes via de acesso a diversos bairros e conta com equipamentos importantes como Urca, Hospital São Francisco e Hemoce.

Atendendo proposição da vereadora Mara Guedes (PT) foi formada uma comissão composta pelos vereadores Guer, Joana Pedrosa, Mara e Dedé da Granja, que se dirigiram a Delegacia de Policia Civil, oportunidade onde foram recebidos pelo delegado Dr. Levi Gonçalves.

O que existe segundo o Dr. Levi, é somente o desejo em instalar a delegacia naquela área, e que não existe contrato firmado com locatário, nem tão pouco uma data para transferência. Ele acrescentou que outros imóveis estão sendo visitados.
Para os vereadores que compuseram a comissão, é preciso que antes da transferência da delegacia, o assunto seja discutido pela sociedade.

Casa Abrigo do Crato: Assembléia e OAB acompanham as denúncias do Ministério Público

As denúncias feitas pelo promotor de Justiça do Crato, responsável pela Vara da Infância e Adolescência, Marcos de Jesus, em entrevista exclusiva ao Jornal do Cariri, e divulgada na última edição, de 12 de maio, repercutiram na Assembléia Legislativa do Ceará. A Assembléia Legislativa, a pedido do deputado estadual Heitor Férrer (PDT), encaminhou ao Ministério Público Estadual do Crato solicitação da cópia da Petição Inicial da Ação Civil Pública movida contra a prefeitura do Crato para ampliação e melhoria dos serviços da Casa Abrigo, que funciona no interior da Secretaria de Ação Social. Uma das revelações do promotor, que repercutiram no Cariri, foi o fato de uma adolescente, com problema mental e interna da Casa Abrigo, ter sido encontrada sangrando, próximo a um motel, e ter sido medicada com a pílula do dia seguinte.

Durante a semana, após a denúncia do Ministério Público, o prefeito do Crato, Samuel Araripe (PSDB), se reuniu com secretários para adotar ações, mas não as revelou à imprensa. Samuel aposta que, com o tempo, o assunto caia no esquecimento, enquanto o Município planeja obras para atender aos apelos do Conselho Tutelar e da Vara da Infância e da Adolescência. As ações de Samuel Araripe não se limitaram à reunião com secretários, mas, em sua agenda, também, estava programada uma reunião com a chefe do Ministério Público Estadual, Socorro França.

Após ler a reportagem do JC e ser informado que a entrevista do promotor Marcos de Jesus estava gravada, Heitor Férrer avaliou como grave a denúncia. “Como representante da sociedade, temos o dever de abrir o debate sobre essas graves denúncias, para sabermos até onde vão todas essas conseqüências”, afirmou, para logo em seguida acrescentar: “não podemos deixar de fazer o debate e a população deve tomar consciência do que está realmente acontecendo”.

O parlamentar informou que de posse da Petição Inicial irá convocar uma audiência pública, com a participação do promotor Marcos de Jesus, para que os deputados estaduais e a sociedade tomem conhecimento da real situação da Casa Abrigo do Crato. Heitor espera convocar os responsáveis pela Casa Abrigo, no caso, o prefeito Samuel Araripe (PSDB) e a secretária de Ação Social, Liduína Alves, para se explicarem sobre as denúncias de descaso com que a prefeitura vem tratando crianças e adolescentes em situações de risco.

Já a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção Crato, irá tomar outras providências. Em entrevista ao JC, o presidente da seccional, advogado Francisco Bacurau Bento, disse que dará conhecimento às Comissões de Direitos Humanos e da Criança e Adolescente, da subseção do Crato, para que acompanhe junto ao Ministério Público local o caso, e dê todo apoio para que sejam apurados os fatos que deram base à denúncia feita pelo promotor, bem como a própria Ação Civil Pública.

Bacurau Bento disse ainda que os problemas com crianças e adolescentes em Crato não são novos. E que, em 2008, durante um seminário sobre o tema, com a presença do próprio promotor Marcos de Jesus, e promovido pela vereadora Joana Pedrosa (PSB), ficou claro que o município não vem efetivando políticas públicas claras de atendimento às crianças e adolescentes. As denúncias chegaram, na última sexta-feira, ao conhecimento do Presidente da OAB no Ceará, Hélio Leitão. O assunto foi levado ao comando da OAB pelo presidente da Comissão de Diretos Humanos da instituição, João Ricardo.

Jornal do Cariri

domingo, 17 de maio de 2009

100 anos de O Rebate


Um encontro com a Imprensa de Juazeiro do Norte, praticamente vai marcar o pontapé inicial na organização e divulgação da festa pelos 100 anos do município. É que nesta segunda-feira, a partir das 7 horas, no Panorama Hotel que fica no centro da cidade, será apresentada a programação referente ao Centenário da Imprensa de Juazeiro. Na oportunidade, o prefeito Manoel Santana descerra um quadro contendo a primeira edição do Jornal O Rebate quando os profissionais da comunicação terão um primeiro contato com o mesmo durante um café da manhã. Segundo o Secretário de Turismo e Romarias, José Carlos dos Santos, o marco inicial do centenário de Juazeiro será a lembrança dos 100 anos da Imprensa, a partir deste jornal, num grande evento programado para o dia 18 de julho no Centro Cultural BNB Cariri. A apresentação dessa programação será feita pelo professor Renato Casimiro (Foto) e dirigentes do Banco do Nordeste na manhã da próxima segunda-feira quando repassará à Imprensa uma série de informações relacionadas com o evento.

sábado, 16 de maio de 2009

Crato sente saudades de um grande prefeito – por Pedro Esmeraldo



Ultimamente, tendo sido perseguido psicologicamente por pessoas inescrupulosas com o único objetivo de denegrir a minha imagem. Não aceito essas palavras pífias, pois o que vem de baixo não me atinge. O meu objetivo é defender e lutar pelos interesses de minha terra. Não sou um provinciano, sou apenas uma pessoa que tem o desejo de ver Crato avançar e elevar-se como uma cidade líder e progressista. Portanto desejo que me tratem como uma pessoa humana e exijo dignidade e respeito.
Houve uma época na qual Crato teve um grande prefeito, isso já faz muito tempo, foi no final da década 70 e início dos anos 80. Esse sim, foi um prefeito que trabalhava e amava o Crato, valorizava o estudo. Sua preferência era abrir escolas e não fechá-las. Valorizava o esporte chegando a iniciar a obra do estádio Mirandão. Pavimentou com asfalto as principais ruas de Crato; cuidou muito bem das estradas vicinais. Fez tudo isso sem propaganda demagógica. Estimulou a prática de todas as modalidades de esporte; propagou o folclore, o carnaval; abriu novas ruas, construiu conjuntos habitacionais e fez Crato aparecer com destaque no cenário político nacional.
Valorizava os funcionários com distinção e, por isso, todos trabalhavam satisfeitos e tinham bom desempenho no trabalho. Nessa época, o cratense era feliz e não sabia.
Trouxe para a cidade grandes melhoramentos como o Centro Social Urbano, Conjunto Novo Crato e iniciou a construção do conjunto habitacional que resultou no hoje bairro Mirandão. As estradas para o Lameiro, Granjeiro e Santa Fé foram asfaltadas. Ninguém foi perseguido, nenhum funcionário demitido. Sem falar nos bons colaboradores que contribuíram para um bom trabalho.
Depois dessa bonança veio a tempestade. Tivemos alguns prefeitos fracos e desanimados que contribuíram para o arrefecimento do crescimento vertiginoso da cidade. Não gosto de lembrar o passado, mas, às vezes, é necessário gritar para ver se tomam jeito de gente e de sã consciência compreenderem que o único objetivo do povo é o desenvolvimento da cidade, não deixando cair no esquecimento o que aconteceu naquela época.
Para muitos, esses homens confundem bagulho por bugalho quando dizem que o progresso ocorre naturalmente, sem esforço. Lembro-me de que um dos últimos prefeitos teve como finalidade destruir o patrimônio público, a exemplo do abandono do estádio Mirandão e quadras esportivas, não ajudando o nosso carnaval, futebol e outras atividades sociais. E o pior: quando construíam qualquer obrinha, vangloriavam-se dizendo que era o melhor prefeito que o Crato teve, parecendo ter prazer em ver a cidade cair na amargura e no desespero.
Esses cidadãos foram perseguidores frios, calculistas, rancorosos e astuciosos. Falavam asnices e se julgavam os “pais dos pobres”. Parecem que disputavam o troféu de pior qualidade de administradores. Não gosto de lembrar do quadro sombrio, mas tenho como meta alertar o homem consciente para exigir melhor desempenho dos nossos administradores e que esses, estimulados pelo povo, trabalhem com abnegação e amor à cidade.

(Postado por solicitação do autor)
.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Festa no Cariri


Pau da bandeira será cortado hoje em Barbalha

Representantes da Área de Proteção da Chapada do Araripe acompanharão o corte do tronco que será levado durante a procissão do pau da bandeira. O festejo homenageia Santo Antônio, embora a Igreja não aprove o evento

Daniela Nogueira
da Redação
A tradição é mantida com obediência à preservação do meio ambiente. Hoje será feito o corte do pau da bandeira, que será utilizado durante a procissão que abre os festejos em homenagem a Santo Antônio, em Barbalha. No último domingo de maio, 31, os carregadores saem do sítio São Joaquim carregando o tronco de 23 metros e levam para hasteá-lo próximo à Igreja de Santo Antônio, em um percurso de cerca de cinco quilômetros. O tronco será retirado da árvore conhecida como pau d’olho e o corte será acompanhado por representantes da Área de Proteção Ambiental (APA) da Floresta Nacional do Araripe.

No lugar da árvore, serão plantadas 200 mudas de árvores como pau d’arco, jatobá e outras nativas da Chapada do Araripe, explica Raimundo Macêdo Leite, chefe da APA da Chapada do Araripe. A ação foi resultado de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) definido pelo Ministério Público Federal, afirma o chefe. Macêdo e outros técnicos da APA acompanharão o corte para terem a certeza de que o impacto seja o menor possível. Hoje mesmo já começa o plantio das 200 mudas no sítio São Joaquim. “Vamos fazer tudo para que seja uma coisa bem mais organizada do que os outros anos”, afirma. Em anos anteriores, houve o corte do tronco de uma aroeira, que já estava em extinção. O tronco teve de ser retido. Os carregadores não haviam avisado aos técnicos da APA sobre o corte da aroeira.

Quanto ao corte, ao carregamento e ao hasteamento do pau da bandeira, a Igreja não se envolve. Só toma conta das trezenas e das bênçãos, que ocorrem dentro da paróquia. Na noite do dia 30, durante a celebração, os carregadores do pau recebem a bênção do sacerdote. No dia seguinte, domingo, dia do carregamento do pau, é a vez de o padre abençoar a bandeira de Santo Antônio que vai ser hasteada no pau à tarde. As duas bênçãos ocorrem dentro da igreja.

SAIBA MAIS
SOBRE A FESTA DE SANTO ANTÔNIO

- A tradicional trezena de Santo Antônio começa no dia 30, em Barbalha, e segue até o dia 12. Será realizada a partir das 19 horas todo dia.
- No dia 13, data que homenageia o santo, é realizada a procissão. Sai de uma residência no Centro da cidade e segue até a igreja matriz.
- Em todos os dias da trezena, a imagem de Santo Antônio Peregrino visita as casas.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

(In)eficiência nos Correios - por Armando Rafael

Assino quatro revistas (todas editadas em São Paulo), uma semanal e três mensais. Pago essas assinaturas através de boleto bancário. Recentemente, recebi dois boletos com a data da primeira prestação vencida. Entretanto, eles foram postados com antecedência de 15 dias em São Paulo. Tive de solicitar novos boletos, com novas datas. Estou aguardando.
Uma carta postada em Recife há sete dias só hoje chegou às minhas mãos. Não dá para esconder: os correios vão perdendo gradativamente a eficiência alcançada anos atrás...
Desde menino-adolescente carrego uma frustração com os correios do meu país. Sempre gostei de colecionar selos e, para tanto, mantinha variada correspondência com filatelistas do exterior. Naquela época as cartas chegavam com atrasos enormes. Nossos selos postais eram feios e impressos numa única cor. Meu sonho – naqueles tempos – era ver um dia o Brasil emitindo selos coloridos, com desenhos bonitos para serem obliterados com pequenos carimbos de metal. Iguais aos existentes nos países mais adiantados.
Essa minha frustração desapareceu – em parte – no final dos anos 70 e década 80. Vivíamos o regime autoritário, mas os governos militares tornaram os correios brasileiros eficientes e respeitados. Naquela época, era comum uma carta postada no sul do País chegar ao Cariri em 48 horas. Os selos comemorativos passaram a ser coloridos. Nada ficando a dever em relação aos países do primeiro mundo.
Com a redemocratização, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - ECT passou a ser moeda de troca do governante de plantão na busca de apoio dos partidos da chamada “Base do Governo”. Não. Não vou me deter aqui às denúncias de domínio público – filmadas e mostradas nos telejornais – onde um diretor dos Correios, Maurício Marinho (indicado pelo PTB de Roberto Jefferson), foi mostrado recebendo R$ 3 mil de propina como "adiantamento" de uma licitação naquela estatal.
Sou mais modesto. O que lamento é o retorno do atraso na entrega das correspondências. Deploro os atuais carimbos de borracha usados para obliterar os selos postais. Carimbos enormes, feios, mais parecidos com os cortadores das bolachas fabricadas antigamente nas padarias do interior. Naquele mesmo tempo, onde eu sonhava com nossos correios eficientes, dotados de selos postais coloridos e bonitos, obliterados com pequenos carimbos de metal. Iguais aos que são usados nos países mais adiantados do mundo há muitas e muitas décadas...

domingo, 10 de maio de 2009

INFORME DE TARSO ARAUJO

(Fonte: http://www.tarsoaraujo.blogspot.com/)

Olá amigos do blog, neste domingo não teremos a coluna Cariri no jornal O Povo, ficou para a próxima semana. Mas aí seguem textos com informações do Cariri para os amigos leitores ficarem por dentro de alguns assuntos.

AGENDA POLÍTICA


>Senador Inácio Arruda (PC do B) vem ao Cariri articular seu partido. No Crato, a legenda foi esfacelada, mas vai se recuperar.

>Deputado Sineval Roque (PSB) preparando encontro da legenda para o Crato, dia 16 de maio. Partido vai tirar posição sobre a atual gestão municipal.

>Em Juazeiro PSDB aprova em reunião do diretório municipal vai fazer oposição ao prefeito Manoel Santana (PT).

>Deputado José Nobre Guimarães (PT) se destacando na defesa dos interesses do Cariri, e buscando recursos para Juazeiro, Barbalha e Crato.

>Avança nos bastidores da política a possibilidade de um caririense vir a ser o vice na chapa à reeleição do governador Cid Gomes (PSB). O petista Camilo Santana é o mais cotado. O Cariri há muito tempo reivindica um lugar desse no cenário político estadual.


SEM ESSA
Desde a década 60 do século passado a conurbação Crato-Juazeiro-Barbalha passou a ser conhecida por Crajubar. Voz isolada, o jornalista Jota Alcides (residente em Brasília, ausente do Cariri há algumas décadas) tentou – através do seu blog – emplacar nova denominação: JUABC. Não pegou. A Assembléia Legislativa descartou essa esdrúxula inovação e confirmou que o nome oficial da conurbação será “Região Metropolitana do Cariri”. Ainda bem. O equívoco de Jota Alcides decorre de analisar os fatos à distância. Sem vivência com o cotidiano da realidade local. Os que vivem hoje no Cariri têm uma certeza: não há mais lugar para o bairrismo sectário do passado.


O PETRÓLEO É NOSSO
A ANP-Agência Nacional de Petróleo confirmou que ainda em 2009 fará pesquisas buscando novos reservas petrolíferas no Ceará. Para tanto disponibilizará recursos da ordem de R$ 15 milhões. Duas novas áreas serão pesquisadas. Uma delas na região do Cariri, onde existem indícios da existência de petróleo. Os municípios de Crato e Santana do Cariri serão os primeiros a serem prospectados. Entretanto, a pesquisa poderá se estender outros municípios caririenses.


SANTO RETIRO
Em 2009 o retiro espiritual dos padres da diocese de Crato vai acontecer longe do Cariri. O local escolhido foi a antiga Escola dos Jesuítas, na Serra de Baturité. O retiro acontecerá entre 6 e 10 de julho próximo. O pregador será o padre Adilson Carlos Simões da Silva, diretor do Colégio Diocesano Cardeal Arcoverde, de Arcoverde (PE).


NOMES DE RUAS 1
As placas indicativas das ruas do Cariri não são uniformizadas. Como o poder público não pode arcar sozinho com esse tipo de despesa está permitindo que firmas comerciais afixem essas placas. Em algumas delas, colocadas recentemente, o nome da empresa aparece com destaque, na cor vermelha, chamando mais atenção do que a denominação da rua. Por falar nisso, louvem-se as placas indicativas das ruas de Barbalha. Na administração passada, o prefeito Rommel Feijó, pediu ao historiador Napoleão Tavares Neves um pequeno texto sobre os patronos das ruas barbalhenses. O resultado é que esses textos foram transformados em placas. Hoje, em Barbalha, além de placas padronizadas, os transeuntes ainda ficam sabendo um pouco da vida dos homenageados. Um exemplo a ser seguido pelas demais cidades caririenses.


NOME DE RUAS 2
É frágil o controle de denominação das ruas de Crato. Existem 3 (três) ruas na Princesa do Cariri com o nome Orestes Costa. Uma no bairro Granjeiro; a avenida que passa ao lado da Grendene (no bairro Misericórdia) e, a mais recente: os vereadores “cassaram” a Rua Imperatriz Leopoldina, no Barro Branco, e mudaram a denominação para Orestes Costa. Enquanto isso, o maior benfeitor de Crato – Dom Vicente de Paulo Araújo Matos – ainda não foi considerado digno de ter seu nome numa rua da cidade.


NOVO PONTO DE CULTURA
O Ministério da Cultura acaba de reconhecer mais um Ponto de Cultura no Cariri: a Fundação Casa Grande, de Nova Olinda. Pontos de Cultura são instituições selecionadas para articularem e desenvolverem ações culturais nas comunidades onde estão instaladas. No Cariri, o Ministério de Cultura já reconheceu como Pontos de Cultura: a Sociedade de Cultura Artística de Crato, a Gráfica Lira Nordestina (em Juazeiro do Norte) e a Fundação Memorial Patativa (em Assaré).


CURTAS
– Monsenhor Dermival Gondim é pároco de Brejo Santo há 53 anos. Uma paróquia imensa cuja sede é uma cidade pujante e com 70 capelas na zona rural. E o mons. Dermival, nos últimos anos, ainda vem acumulando a função de Vigário Geral da diocese de Crato. Na prática é o substituto do bispo nas ausências de dom Fernando Panico. Todos os dias ele enfrenta a buraqueira das estradas para dar expediente na cúria diocesana, em Crato (...)

– O Laboratório da Paisagem da Universidade de Fortaleza–Unifor realizará neste mês de maio a 3ª Edição dos Colóquios sobre a Paisagem. Desta vez será destacado o Projeto do Geopark Araripe (...)

– Daniel Walker esteve em Campo Grande (MS) participando do III Simpósio internacional sobre religiosidades, diálogos culturais e hibridações. Ele ficou impressionado com a presença de Padre Cícero nos trabalhos acadêmicos ali apresentados. Segundo Daniel: “Um professor de Maringá, uma das mais importantes cidades do Paraná, informou que nas escolas de lá o nome de Padre Cícero é muito conhecido, pois faz parte de texto de sala de aula” (...)

– Dom Fernando Panico nem esperou o final da 47ª Reunião da CNBB. Viajou para a Itália desembarcando em Roma a tempo de assistir a canonização de Caterina Volpicelli, fundadora das Escravas do Sagrado Coração. Como existe na diocese de Crato (na cidade de Campos Sales) uma comunidade dessa congregação, dom Fernando julgou ser sua obrigação prestigiar a canonização de Caterina Volpicelli. Agora o bispo de Crato curte férias junto á família e só regressa ao Cariri no final do mês (...)


ANOTE: UM ANJO DA PAZ
Madre Feitosa foi um presente que a região dos Inhamuns mandou para Crato. São mais de 80 anos de vida, dos quais mais de 60 consagrados à vida religiosa e à educação na Cidade de Frei Carlos. Sobre Madre Feitosa alguém escreveu: “Filha do Sertão, como a oiticica que se debruça sobre o Jaguaribe, tu de debruçaste sobre o rebanho de pobres desta região, oferecendo a tua sombra onde o vento da bondade sopra calmo e agradável como uma ilha de bonança num ambiente hostil”. Olá amigos do blog, neste domingo não teremos a coluna Cariri no jornal O Povo, ficou para a próxima semana. Mas aí seguem textos com informações do Cariri para os amigos leitores ficarem por dentro de alguns assuntos.

imagem: robsoncechinel.blogspot.com
Postado por Tarso Araújo às
21:48
.................

sábado, 9 de maio de 2009

Banda juazeirense disputa vaga em festival de rock na Alemanha



Uma banda cearense estará a um passo de se lançar mundialmente. É que nesse sábado acontece o Metal Battle, seletiva (regional) para o mundial, que acontece anualmente na cidade de Wacken, no Norte da Alemanha. O show será gratuito no Centro Cultural Banco do Nordeste.

Cinco bandas estão na disputa para representar o Ceará na seletiva nacional e, quem sabe, tocar na Alemanha. A Trigger to Forget, Samhainfall, Roadsider, Dr. Divine e Betrayal se apresentam para cinco jurados e para o público, que também vota.

Todas as bandas estão empolgadas e se preparando para o dia decisivo. Flávio Rovere, vocalista da Roadsider, disse que há um mês, quando soube que havia sido selecionada, a banda dedica seus ensaios à apresentação. ´Recusamos até um show no Rio Grande do Norte que seria perto da data do Metal Battle porque não queríamos estar muito cansados no dia´, observa o cantor.

E essa é, com certeza, a maior oportunidade que a banda já teve de conseguir uma visibilidade nacional e, quem sabe, internacional. Apesar do peso da competição, eles garantem não ter ficado temerosos. ´Na verdade, ficamos muito empolgados pelo desafio´, comenta o vocalista. A estratégia é focar na composição das músicas, mesclando o show entre sons já conhecidos e outros inéditos.

A Trigger to Forget tentou participar na edição passada, mas o material exigido para a seleção não ficou pronto a tempo. Desta vez, eles enviaram o que tinham e foram selecionados para as eliminatórias. Cheio de expectativa, Leo Mamede, baterista da banda, demonstra confiança e garante: ´Estamos no nosso melhor momento´.

Disciplinados, os músicos vêm ensaiando quase religiosamente de duas a três vezes por semana. Acompanharam as seletivas de outros estados e fizeram contatos com os vencedores, pegando dicas importantes.

´O primeiro passo foi ficar a par das outras bandas para saber o nível do nacional. O segundo foi estudar e escolher com cuidado o repertório para deixar o show bem redondo´, diz Mamede.





Na luta pela vaga

Concorrendo pela primeira vez da seletiva do festival, a Samhainfall, aposta no prêmio final para alavancar ainda mais a carreira. ´A gente resolveu participar porque o Wacken Open Air é o maior festival de heavy metal do mundo e ir para lá, para a Alemanha de graça, é uma oportunidade única´, ressalta Rafael.

Para o show de amanhã -que deve seguir as regras - ter 30 minutos de duração e ser totalmente autoral - a Samhainfall promete cantar as músicas conhecidas pela galera que acompanha seu trabalho e ainda vai lançar uma canção nova.

Essa também é a estratégia da Betrayal: um repertório totalmente reformulado. Cheio de músicas inéditas, o vocalista da banda, Wolney Fonseca, acredita que a banda vai empolgar o público fiel ao heavy metal. ´A gente está com um astral muito alto porque estamos trabalhando há muito tempo para isso. Desde que recebemos o comunicado que estaríamos na seletiva, intensificamos os ensaios´, pontua.

Ele enfatiza que, independente de quem ganhar, todos são vencedores. ´Só em ter uma banda cearense representando nosso heavy metal é uma vitória para todos´.

Dentre as bandas selecionadas, apenas uma é do interior do Estado. Trata-se da Dr. Divine, de Juazeiro do Norte. Apesar de confessar a preocupação com o voto do público, já que não vão poder levar amigos para ajudar, os rapazes da banda estão confiantes. ´Recebemos muitos votos em uma enquete feita na internet que perguntava qual banda ganharia essa disputa. Estamos indo no gás, para botar pra quebrar´, garante Carlos Lima, baixista, que acredita que o diferencial do grupo está em sua apresentação ao vivo.
Para quem é fã do metal, um aviso: é bom chegar cedo para garantir o lugar e votar na banda que mais curte. Que vença o melhor.




Brasil é favorito na Alemanha

A responsável pela seleção das bandas brasileiras é a revista Roadie Crew, especializada em Rock e Heavy Metal. Por ser conhecida no meio musical, a publicação recebe material de bandas de todo o País e, a partir daí, inicia a escolha das melhores para as seletivas regionais.

São 10 estados que estão na disputa por uma vaga no maior festival de metal do mundo: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Ceará, Paraná, São Paulo (que escolherá duas bandas), Rio de Janeiro, Pernambuco, Acre, Minas Gerais e Espírito Santo. Nos três anos em que o Metal Battle aconteceu na Alemanha, quatro bandas foram vencedores e, entre elas, duas eram brasileiras.

Airton Diniz, editor chefe da Roadie Crew, confirmou que o Brasil está entre os melhores. ´Quando chegamos na Alemanha, o público está sempre muito curioso em saber quais são as bandas brasileiras que irão participar´, comenta. Airton também lembra que o Brasil é o único país onde o Wacken permitiu que o público tivesse vez e voz como jurado. ´Essa responsabilidade dada ao público leva gente para assistir ao show além de dar um gás maior para as bandas, pois elas tem que ganhar a preferência da galera´, completa.

Quem escolhe

O corpo de júri em Fortaleza será formado por Lucas Gurgel, representando a Associação Cearense de Rock (ACR); Jolson Ximenes, integrante da banda vencedora do ano passado; Fabinho Monteiro, jornalista; Bebeco, representando o Hey Ho Rock Bar, além de um representante da revista Roadie Crew e, claro, o voto popular. Agora é só torcer para que o Ceará chegue até a Alemanha e faça bonito.
AS BANDAS

A Trigger to Forget: Influenciada pelo thrash metal old school, passeando pelo death metal melódico e metal core. O trabalho do grupo vem tendo repercussão positiva no meio.

Betrayal: Thrash metal agressivo, curto, direto e veloz. O CD demonstrativo “Human Destruction”, rendeu bons comentários em fanzines, webzines e também em revistas de grande circulação.

Dr. Divine: De Juazeiro do Norte. Possui influências que vão do blues, passando pelo rock and roll, hard rock e heavy metal.

Roadsider: Mesclam peso, velocidade e agressividade, transitando entre o thrash metal e o stoner rock.

Samhainfall: Heavy metal tradicional com sonoridade contemporânea, fazendo um som direto, pesado e agressivo.


Karine Zaranza e Gabriela Dourado
Repórter/ Especial para o Zoeira
Jornal Diário do Nordeste

São Nuno de Portugal

por José Luís Lira
(Da Academia Brasileira de Hagiologia)
A canonização de São Nuno de Santa Maria ocorrendo no pontificado de Bento XVI, reascende em nós a esperança da reabilitação do Padre Cícero Romão Batista, visto que sua causa também é histórica e, a exemplo do português, ele é aclamado santo pelos brasileiros.

A
nação portuguesa comemora, festivamente a canonização de São Nuno de Santa Maria (Portugal, 24 de junho de 1360 – 1º de novembro de 1431), realizada por Bento XVI, no dia 26 de abril último. Nuno Álvares Pereira, nobre e guerreiro português do século XIV (citado mais de uma dezena de vezes por Luís de Camões, em “Os Lusíadas”), teve destacada participação na continuidade da independência de Portugal, exercendo, também, o cargo de contestável, correspondente à segunda personagem da hierarquia militar nacional depois do rei.
Nuno casou com dona Leonor de Alvim, com quem é pai de dona Beatriz Pereira de Alvim. Ao casar a filha com D. Afonso, o primeiro duque de Bragança, filho do rei João I (o mestre de Ávis), fundou a Casa de Bragança, da qual descende não somente parte da nobreza portuguesa, mas, também, a família imperial brasileira. Detentor de riquezas e todas as glórias que um homem almeje, após a morte de sua mulher, Nuno tudo largou e abraçou a vida monástica na Ordem Carmelita, no Convento do Carmo, edificado por ele, em 1389. Em 1404, Dom Nuno doou tudo o que tinha aos pobres e ao convento. Finalmente, em 1823, ingressou no Carmelo, levando a vida de um humilde monge que muitas vezes saía a esmolar para ajudar aos mais necessitados. Tornando-se carmelita, abandonou os títulos de nobreza que possuía e passou a chamar-se Irmão Nuno de Santa Maria.
Logo após a morte de Irmão Nuno, a população o aclamara santo e seu primeiro processo de beatificação teve início em 1434, mas, somente em 23 de janeiro 1818, o Papa Bento XV o elevou aos altares portugueses. Sua Causa de Canonização, aberta em 1940, de forma histórica, envolvida num contexto religioso-político-militar, chegou a ser interrompida e, depois, reiniciada em 2004.
O papa Bento XVI, na homilia durante a Missa de Canonização de São Nuno de Santa Maria, o aclamou “herói e santo de Portugal”, afirmando que caracterizavam o Santo “uma intensa vida de oração e absoluta confiança no auxílio divino” e, ainda, “embora fosse um ótimo militar e um grande chefe, nunca deixou os dotes pessoais sobreporem-se à ação suprema que vem de Deus”, dado o esforço de São Nuno “por não pôr obstáculos à ação de Deus na sua vida, imitando Nossa Senhora, de Quem era devotíssimo e a Quem atribuía publicamente as suas vitórias. No ocaso da sua vida, retirou-se para o convento do Carmo por ele mandado construir”.
Bento XVI demonstrou, finalmente, sua felicidade, “por apontar à Igreja inteira esta figura exemplar nomeadamente pela presença duma vida de fé e oração em contextos aparentemente pouco favoráveis à mesma, sendo a prova de que em qualquer situação, mesmo de caráter militar e bélica, é possível atuar e realizar os valores e princípios da vida cristã, sobretudo se esta é colocada ao serviço do bem comum e da glória de Deus”.
A canonização de São Nuno de Santa Maria ocorrendo no pontificado de Bento XVI, reascende em nós a esperança da reabilitação do Padre Cícero Romão Batista, visto que sua causa também é histórica e, a exemplo do português, ele é aclamado santo pelos brasileiros.
(Publicado no jornal O POVO, edição de 09 de maio de 2009)

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Minha Mãe!


Vocês, Mães, devem ser lembradas não apenas no segundo domingo de Maio de cada ano, mas todos os dias, de cada ano.

Mãe é tudo!
Mãe é a concebedora,
Mãe é a geradora,
Mãe é a parideira,

Mãe amamenta,
Mãe trabalha,
Mãe cuida,
Mãe se preocupa (por toda a vida),

Mãe defende,
Mãe educa (dizendo muito mais não, do que sim!),
Mãe ama (independentemente do merecimento do filho),
Mãe é este ser extraordinário que desabrocha na mulher que tem: um Filho(a).

Viva a quem tem Mãe!
Viva as mães!
Deus cubra de bênçãos a minha Mãe!

Dimas de Castro e Silva Neto
Filho da maravilhosa, Dona Salette.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Viagem de trem

Até meus vinte e poucos anos, se não me falha a memória, circulava no Ceará o trem de passageiros. Este percorria o trecho de Crato a Fortaleza, e vice- versa, passando por Aurora, minha cidade natal. Este percurso nós os fizemos por diversas ocasiões, principalmente quando da saída e do retorno das férias escolares, pois estudávamos em Fortaleza. E quando havia festa em Aurora era o nosso principal meio de transporte. Neste dia era lotação certa.

Os horários variavam muito. De início o trem saía pela madrugada, de Crato com destino à Capital Cearense. Depois mudou. Passou a pegar o trilho por volta das treze ou quatorze horas. Se eu não me engano, este foi o último horário estabelecido pela REFFESA para este percurso. Com certeza, também foi o melhor para nós que sempre nos deslocávamos para os festejos em Aurora. Daí, pegávamos o retorno pela madrugada, vindo de Fortaleza, por volta das cinco horas da manhã, já nos “finalmente” da festa.

De Crato até Aurora interpunham-se as estações de Juazeiro do Norte, Missão Velha e Ingazeiras. Dentre estas havia algumas paradas obrigatórias. Destas lembro-me somente da parada de Várzea Redonda, a qual fica entre Aurora e Ingazeiras, justamente porque embarquei lá por muitas vezes.

O transporte ferroviário era, naquele tempo, o mais em conta. Mesmo assim, para economizar e gastar no próprio refeitório do trem, em algumas ocasiões, driblávamos o cobrador, e não pagávamos a passagem, ou liquidávamos de uns e outros não, pois era muito fácil fazer isto. Noutra eu conto como fazíamos para despistá-lo. Além do mais a viagem era uma maravilha. Trafegávamos sempre em família e, freqüentemente íamos no restaurante tomando uma cervejinha, beliscando alguma coisa, conversando e, dependendo da sorte, “ficando” como se fala hoje em dia.

Este local chamado restaurante era um vagão preparado para este fim. Tinha garçom, geladeiras, cadeiras, etc., prontinho para curtirmos aquela aventura com tranqüilidade. Sacolejava muito e eventualmente tínhamos que nos agarrar ao que estava sobre a mesa. A gente já era tão conhecido, que tinha “cadeira cativa”. O bom é que, aqui e acolá, sobrava uma garota e a gente “lavava a égua”. Bebíamos e comíamos, ao mesmo tempo, até chegar à estação final.

Geralmente embarcávamos em Juazeiro do Norte. Outras vezes, em Aurora. A primeira estação, quando tomávamos o trem de ferro na Terra do Padre Cícero, era Missão Velha. Ali começávamos as comilanças. Saboreávamos a melhor macaxeira do Ceará. As pessoas comentavam que esta era cultivada dentro do cemitério local motivo daquele sabor inigualável.

Entre Missão Velha e Ingazeiras, já próximo desta, ocorria um fato curioso e pitoresco. Havia um garoto que, trajando-se de Chefe de Estação, a caráter mesmo, logo que notava a aproximação do comboio, vindo de qualquer direção e em qualquer horário, tocava um sino, semelhante ao que se fazia nas estações ferroviárias quando da partida e da chegada dos trens.

Outro fato que merece registro era o momento que o trem passava nas demais estações de seu percurso. Nas cidades pequenas como Cedro, Piquet Carneiro, Capistrano, Lavras da Mangabeira, e todas as demais do mesmo porte, esta ocasião era muito festejada. Todos se reuniam para prestigiar. Eu mesmo não perdia uma passagem de trem. Era muito divertida esta ocasião.

Este meio de transporte jamais deveria ter sido desativado no Nordeste Brasileiro. Era de baixo custo e de alto impacto sócio-econômico. Muitos o usavam para transportar pequenos animais, quantidades inexpressivas de mercadorias. Lembro-me que na estação de Juazeiro do Norte tinha até uma pequena feira livre nas chegadas e partidas dos trens de passageiros. Era um verdadeiro Mercado Persa. Ali se encontrava de tudo. Podia-se procurar que se encontrava até bainha prá foice. “Do penico à bomba atômica” esta seria e expressão mais apropriada para este evento.

No entra-e-sai, e desce e sobe das várias estações, fazíamos novas amizades e revíamos velhos amigos e companheiros. Além de alavancar o comércio com suas trocas e vendas de mercadorias as mais diversas e extravagantes possíveis, o trem de ferro sobre os trilhos de aço, num vai-e-vem apressado e impaciente, também construía muitos amores e paixões, e alavancava muitas esperanças e desilusões.

José Arimatéia de Macêdo
Médico
Site: www.arimateia.med.br
E-mail: arimateia@gmail.com