Seja colaborador do Cariri Agora

CaririAgora! é o seu espaço para intervir livremente sobre a imensidão de nosso Cariri. Sem fronteiras, sem censuras e sem firulas. Este blog é dedicado a todas as idades e opiniões. Seus textos, matérias, sugestões de pauta e opiniões serão muito bem vindos. Fale conosco: agoracariri@gmail.com

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Crato Realiza Conferência Municipal de Cultura


PROGRAMAÇÃO

- 08h às 09h - Credenciamento dos participantes
- 09h às 09:30min - Abertura Cerimonial /Apresentação Cultural /
Composição da mesa pelos convidados e palestrantes
- 09:30min – Apresentação institucional da Secretaria
- 10h – Intervalo
- 10:15min – Início da Conferência
- 12:10min – Intervalo para almoço
- 13h – Formação dos grupos de discussões
- 14h – Apresentação e posse do Conselho Municipal de Cultura
- 15:20min - Apresentação e votação das propostas dos GD’s
- 16:20 – Plenária final
- 17h - Encerramento das atividades

Maiores informações: http://www.crato.ce.gov.br/

Identidade Social

Luiz Domingos de Luna*
O Grau de concentração dos seres humanos num ponto geográfico Caracteriza o tipo de sociedade, quando: há uma abertura para a compreensão da heterogenia social, novos valores culturais são adicionados, o respeito às diferenças é base. Incluir todo um patrimônio humano diversificado na formação da identidade do agrupamento social é motor primeiro para a civilidade, progresso e afirmação do processo interativo e afirmativo do convívio harmônico da tecelagem humana em que está inserido, a que se busca, - porém, antes, faz-se necessário um padrão ético aplicado a todos os integrantes da Sociedade, indistintamente.

É um grande prejuízo para a sociedade quando o contrato social é privilégio de um grupo ou agrupamento em detrimento da maioria.A Identidade da sociedade deve ser a congruência de todas as forças afirmativas que definem o espaço maior, daí a necessidade, muitas vezes, de renunciar o particular, para o bem estar da conjuntura, da totalidade, sem isso, tem um conjunto de indivíduos, uma sociedade composta de força de coesão do individual, não corresponde ao social, vez que, os interesses são norteados para inúmeros vertentes individuais, neste caso, o coeficiente da totalidade das partes não define o que é o ser social, pois quanto maior for à concentração do individual, maior será a força individualista na sociedade, não chegando à identidade social, pois, sem a compreensão de que a harmonia do bem estar coletivo é que define o bem estar individual - e não o contrário, é esta abertura de visão de mundo, que vai definir o tipo de sociedade que se aspira para as futuras gerações, pois, quando mais se lutar pelo bem estar da coletividade humana, mais está se fazendo um por vir de um mundo onde todos possam ser felizes.

(*) Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora.

Greve nos bancos já atinge 6.449 agências

O Comando Nacional dos Bancários retomará as negociações com a Fenaban nesta quinta-feira, dia 1º de outubro, em São Paulo. Os bancos decidiram procurar a representação dos trabalhadores no sexto dia da greve nacional da categoria, que cresceu novamente e paralisou 6.449 agências em todo o país, segundo levantamento Confederação Nacional dos Trabalhadores Financeiros (Contraf-CUT) com base nos dados dos sindicatos.

A última negociação aconteceu no dia 17 de setembro, quando os banqueiros apresentaram uma proposta rebaixada de 4,5% de reajuste para os trabalhadores, além de uma PLR menor do que a do ano passado. No dia 23, os bancários decidiram em assembléias em todo o país entrar em greve por tempo indeterminado.

No último sábado, o Comando Nacional, após reunião de avaliação da greve, encaminhou correspondência à Fenaban cobrando a retomada das negociações e reforçando as reivindicações da categoria. No documento, a representação dos bancários "reafirma que a proposta para atender às necessidades dos trabalhadores precisa contemplar aumento real de salário, melhoria da PLR, valorização dos pisos salariais, uma política de preservação dos empregos e mais contratações, melhores condições de saúde, segurança e trabalho, combate às metas abusivas e ao assédio moral, auxílio-educação e plano de previdência complementar para todos".

No Cariri cearense, os bancários, em Assembléia Geral acontecida na noite da última segunda-feira,28, reiteiraram a disposição de permanecer em greve, que atinge todas agências dos bancos oficiais – Caixa, BB e BNB – da região.

Fonte: Contraf-CUT e Seeb/Cariri

terça-feira, 29 de setembro de 2009

FRASES - DEUS (AUTOR DESCONHECIDO)



A verdade da vida

1 - 'Deus não escolhe
pessoas capacitadas, Ele capacita os
escolhidos.'


2 - 'Um com Deus é
maioria.'


3 - 'Devemos orar
sempre, não até Deus nos ouvir, mas até que
possamos ouvir a Deus.'


4- 'Nada está fora
do alcance da oração, exceto o que está fora
da vontade de Deus.'


5- 'O mais importante
não é encontrar a pessoa certa, e sim ser
a pessoa certa.'


6 - 'Moisés gastou:
40 anos pensando que era alguém; 40 anos
aprendendo que não era ninguém e 40 anos descobrindo o que Deus
pode fazer com um NINGUÉM.'


7 - 'A fé ri das impossibilidades.'


8 - 'Não confunda
a vontade de DEUS, com a permissão de DEUS.


9 - 'Não diga a DEUS
que você tem um grande problema. Mas diga
ao problema que você tem um grande DEUS.'


Isto é apenas um simples
teste...
Se você ama a Deus
e não tem vergonha de todas as coisas
maravilhosas que Ele tem feito por você:

CONFIE E AQUIETA-TE!

-----------------------------------

E segundo o mestre indiano SAI BABA:
"Quando a mente se retira do mundo exterior, a língua também se silencia. Todos os outros sentidos acompanham essa condição. Esse é o silêncio genuíno.”

E é ai (nesse silêncio genuíno) que surge a oportunidade de OUVIR DEUS EM SUA CONSCIÊNCIA METAFÍSICA

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Suspenso Silêncio

Não turves teus olhos
sob a claridade do dia.
É na hora do punhal
que se vê atentamente
o corajoso olhar do cordeiro.
Dá-me aquela antiga perninha de barata.
Dá-me de volta minha língua de inseto.
Já quase morto espero
que esse perfume passe
que meu fardo pese
me curve os ombros
me cause feridas
e esse moribundo
morra de fato.

Greve dos Correios chega ao fim

Em reunião neste sábado, funcionários dos Correios do Ceará decidiram encerrar a greve, retomando atividades nesta segunda-feira.

Na última quinta-feira (24), os empregados e a direção da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos (Fentec) não entraram em acordo durante audiência de conciliação no Tribunal Superior do Trabalho (TST). O vice-presidente do tribunal, ministro João Oreste Dalazen, rejeitou o pedido dos trabalhadores de nova audiência e decidiu enviar as demandas dos trabalhadores a dissídio. Agora, a classe irá encaminhar uma nova requisição do Conselho de Sindicatos (Consin) e da Plenária Sindical para a Fentec. O ministro havia apresentado uma proposta de reajuste aos servidores de 4,5% mais R$ 100 de forma linear a partir de agosto deste ano e a concessão, em agosto de 2010, apenas do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

A categoria pede, além de aumento salarial, contratações de novos carteiros e uma reestruturação da empresa. A proposta do governo é de um acordo bianual que prevê reajuste de 9%, a partir de agosto de 2009.

Fonte: O povo, através do site do Jornal do Cariri

A Morte do Rio Salgado


Luiz Domingos de Luna *


É urgente uma política de conscientização sobre a importância da relação entre o homem e seu espaço geográfico, pois, o nível de harmonia entre os seres vivos e o meio ambiente é condição básica para a continuidade da vida no planeta.

Este artigo é um sinal de alerta para que as autoridades, as instituições e a sociedade como um todo possam refletir que o progresso, a ocupação humana de forma desordenada e a interatividade social, sem uma preocupação com o meio ambiente, sem uma política consistente de avaliação sobre os ecossistemas, e principalmente, sobre a agressão gratuita ao Rio Salgado pode se converter numa situação irreversível e danosa a toda a população da região do Cariri; com implicações devastadoras para todo o sul do Estado do Ceará.


Os Impactos ambientais causados pela violência com o rio Salgado, já são visivelmente sentidos pela diminuição e até mesmo extinção da fauna fluvial e da flora ciliar, pois ao primeiro contato com os habitantes mais antigos que viveram toda sua vida ao lado do leito do rio, se observa, um clima de saudosismo, tristeza, onde enumeram inúmeras espécies de peixes, aves e vegetação que já não existem e muitas vezes são raros os exemplares que até bem pouco tempo existiam em abundância.

O Rio Salgado é uma prova viva da rapidez de destruição deste ecossistema tão importante e vital para a nossa região. As recentes enchentes, onde centenas de casas, pontes e barragens, foram destruídas pelo rio Salgado (janeiro/fevereiro, 2008) é uma reação violenta da natureza, quando esta, é agredida gratuitamente, sem nenhum planejamento, sem nenhum estudo científico prévio, e quando é tratada sem seriedade pelo homem.

Enquanto a água está sendo reconhecida mundialmente como o bem mais precioso do século, o rio Salgado está morrendo, pois os dejetos e resíduos doméstico, industriais, hospitalares e públicos estão sendo despejados no rio que corta os municípios de Crato-Ce, Juazeiro do Norte-Ce, Barbalha, Brejo Santo, Mauriti, Missão Velha, Milagres, Caririaçu, Aurora, Lavras da Mangabeira, Cedro e Icó desembocando no Rio Jaguaribe abaixo do açude Orós, (após a ponte de Piquet Carneiro) ao longo deste percurso o Salgado é poluído e como conseqüência contamina o lençol freático da região.

O Rio Salgado necessita urgentemente de uma limpeza geral, uma despoluição completa, e uma politica educacional de preservação continuada, pois, além de ser fonte de vida para as comunidades ribeirinhas, é também centro da produção agropecuária no sul do Ceará.

(*) Colaborador do blog Cariri Agora !
(*) Procurar na web

Greve dos bancários continua em todo país


O Comando Nacional dos Bancários, após avaliar os primeiros dias da greve deflagrada pela categoria bancária no último dia 24, decidiu enviar ofício à Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) cobrando a retomada das negociações a partir desta terça-feira, reafirmando as reivindicações da categoria por aumento real de salário, maior participação nos lucros, valorização dos pisos, implantação de uma política de preservação dos empregos e mais contratações, melhores condições de saúde, segurança e trabalho, combate às metas abusivas e ao assédio moral, auxílio-educação e plano de previdência complementar para todos.
Na avaliação feita pelo Comando, há o reconhecimento de que a greve surpreendeu pela força e amplitude, sobretudo nos bancos privados, e é um êxito em todo o país. No primeiro dia da paralisação, foram fechadas 2.881 agências, além de centros administrativos de todos os bancos. A greve cresceu na sexta-feira, paralisando 4.791 agências, o que representa aumento de 65,9% em relação ao dia anterior.
Na região do Cariri cearense a greve atinge desde a última quinta-feira, dia 24, todas as agências do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco do Nordeste.
Fonte: Seeb/Cariri e Contraf (CUT)

domingo, 27 de setembro de 2009

Coisas que todos querem saber, mas tem vergonha de perguntar


Quem é pior:
Micheletti ou Zelaya?

Cariri

Tarso Araújo
Jornal O Povo, edição de 27 de setembro 2009
BIBLIOTECA
Encontra-se a em funcionamento provisório na Unidade Descentralizada de Campos Sales da Universidade Regional do Cariri (Urca) uma pequena biblioteca com um total de 210 livros, abordando os mais variados assuntos, que tem o objetivo de suprir em parte, a falta de bibliografia responsável por um melhor desempenho da formação teórica dos alunos dos cursos de Letras, Matemática e Biologia da unidade. A conquista deste material foi uma vitória parcial da comunidade acadêmica, com o objetivo de atender aos alunos desta unidade, contribuindo na formação dos acadêmicos.

CIDADE PUJANTE
Foi concluída a segunda etapa do Campus da UFC-Cariri, localizado em Juazeiro do Norte. Com essa expansão serão ofertados, a partir de 2010, mais cinco cursos de graduação na Terra do Padre Cícero: Comunicação Social, Jornalismo, Educação Musical, Design de Produtos e Engenharia de Materiais, com acréscimo de mais 210 vagas. Com esses, Juazeiro do Norte passa a sediar 49 cursos de graduação (entre os particulares e estatais), sendo a cidade com mais cursos universitários do interior cearense.

CRÔNICAS CANGACEIRAS
O novo livro do médico-historiador Napoleão Tavares Neves tem por título: ``Cariri: cangaço, coiteiros e adjacências``. São ``crônicas cangaceiras``, no dizer do autor. Já para o escritor José Peixoto Júnior, esta obra é a ``crônica do cangaço nos limites geográficos do Cariri cearense trazendo fatos de caráter secundário, periférico, porém de real importância pelo ineditismo deles e pormenores revelados``. Na verdade, o novo livro de Napoleão Tavares Neves tem lugar reservado, desde já, na bibliografia do cangaço nordestino.

CUCA
O Centro/Circuito Universitário de Cultura e Arte - Cuca da UNE no Cariri realizará na próxima quarta-feira, dia 30, a partir das 15 horas, no auditório do Centro Cultural do Banco do Nordeste em Juazeiro do Norte, o Encuca - Encontro do CUCA. O evento visa apresentar a trajetória da organização em nível nacional, através de mostra de audiovisual dos vídeos produzidos pela TV Cuca, além de discutir e criar uma rede de contatos com artistas, produtores e artistas para pensar ações nas universidades e faculdades da região.

DOIS FILMES
Projeto Verde Vida finaliza mais dois curtas metragens com a produção da criançada que hoje comanda o audiovisual em pequenas localidades rurais do Cariri. Através de parceria entre Verde Vida, Petrobras Distribuidora e Ponto de Mídia Livre, é possível criar diversas produções nessas pequenas vilas e sítios. As duas novas produções são: Lendas da Mata e Preta de Bujú. O filme Lendas da Mata conta estórias sobrenaturais envolvendo a Caboquinha, o Homem que vira bicho e o Pai da Mata. Preta de Bujú - Documentário com quase 6 minutos de duração é resultado do trabalho de crianças entre 7 e 12 anos no Sítio Juá. O filme conta de maneira simples a vida de uma moradora muito inusitada do Sítio Juá. Os filmes foram rodados em Crato.

IRMÃ EDELTRAUT
No dia 5 de dezembro, Irmã Edeltraut Lerch - a ``Mãe da Saúde de Barbalha``- chega aos 80 anos de idade. Para perpetuar a sua trajetória - toda ela voltada em fazer o bem ao semelhante - os empresários Tadeu Alencar e sua esposa Luisiane vão patrocinar a publicação de um livro sobre essa religiosa beneditina, que desde 1969 administra o Hospital Maternidade São Vicente de Paulo, hoje a maior referência na área de saúde do Cariri. O escritor Emerson Monteiro é quem vem produzindo o livro sobre Irmã Edeltraut.

CURTAS
- Na sua recente passagem pela conurbação Crajubar, o ex-governador Lúcio Alcântara constatou como tem muitos amigos e admiradores no Cariri. Durante três dias ele não teve descanso: foi entrevistado em quatro programas de rádio e TV; lançou livros; visitou comunidades e participou de almoços e jantares, além de receber homenagem do Instituto Cultural do Cariri (...)

- Foi assinado convênio entre a Fundação Waldemar de Alcântara e a Fundação Padre Ibiapina, da diocese de Crato. Esta última recebeu um computador e equipamentos eletrônicos, que serão utilizados na divulgação de documentos históricos relacionados ao Padre Cícero Romão Batista (...)

- Foi reaberta na última sexta-feira, após reforma total das instalações elétricas, colocação de novas luminárias e pintura interna, a igreja de São Vicente Férrer de Crato. Em maio de 2010, aquele templo será elevado a Santuário Eucarístico Diocesano (....)

- O presidente do Senado, José Sarney, fez questão de gravar um DVD que foi exibido na posse do escritor José Peixoto Júnior na cadeira nº 40 do Instituto Cultural do Cariri-ICC. Mostrando-se bem informado, José Sarney enalteceu o movimento cultural de Crato e elogiou a produção literária do novo sócio do ICC.

- Em sua passagem por Juazeiro do Norte, o presidente da Funasa, Danilo Fortes, foi ao sítio Espinho, entregar o sistema de abastecimento d-água para 126 famílias da zona rural da terra de Padre Cícero. Foi acompanhado pelo secretário de Desenvolvimento Agrário do Ceará, Camilo Santana, pelo prefeito de Juazeiro Manoel Santana, pelo vice Roberto Celestino, e pelo deputado federal José Nobre Guimarães(PT).

sábado, 26 de setembro de 2009

DEPUTADOS DO CEARÁ PEDEM APOIO A INFRAERO PARA O AEROPORTO REGIONAL DO CARIRI

Os deputados José Guimarães (PT/CE) e Gorete Pereira (PR/CE) estiveram, nesta terça-feira (22/9) na sede da Infraero, em Brasília. Os deputados, representando a bancada do Ceará, pediram apoio do presidente Murilo Marques Barboza para a realização de melhorias no Aeroporto de Juazeiro do Norte/Orlando Bezerra de Menezes. O terreno do aeroporto está em fase final de cessão para a União, o que vai permitir investimentos de recursos federais no terminal.

O presidente da Infraero disse que, dentro de um mês, a questão legal da transferência deverá estar concluída e que, imediatamente, começará a licitar o projeto executivo para melhorias na pista e no terminal. No entanto, há necessidade de captação de recursos para as obras, cujos valores ainda não foram avaliados. “A legalização da cessão é questão prioritária e o que pudermos fazer para agilizar o projeto executivo, vamos fazer. Mas é importante que os deputados lutem para a conquista de recursos deste aeroporto tão importante para a região”, afirmou Murilo. O deputado José Guimarães disse que a bancada vai tentar viabilizar as melhorias, seja por meio de emendas parlamentares ou de inclusão no PAC.

Aeroporto em crescimento
O Aeroporto de Juazeiro do Norte, no Ceará, é um dos que mais cresce em número de passageiros na rede Infraero. Até o mês de agosto, registrou cerca de 160 mil passageiros, enquanto no mesmo período de 2008, passaram pelo aeroporto 104 mil passageiros. Estima-se que até o fim do ano, 220 mil passageiros utilizem o aeroporto. Em todo ano passado, foram 170 mil passageiros.

A região que abriga a cidade de Juazeiro do Norte é um dos principais pólos calçadistas do País. O movimento do aeroporto é favorecido pelo turismo religioso, que atrai visitantes para festas de Nossa Senhora das Dores e do Padre Cícero. Também é significativo o turismo ecológico e de eventos, já que a região possui belezas naturais e tem um pólo de cultura, com universidades e indústrias de expressão.

Fonte: Assessoria de imprensa da infraero através do Jornal do Cariri.

A Imprensa Golpista no Brasil e na América Latina - por José do Vale Pinheiro Feitosa

Pelo menos duas organizações de mídia brasileira se associaram ao instituto do Golpe de Estado: a Globo e a Veja. As outras duas, Folha e Estado, foram um pouco mais comedidas, mas não deixaram de dar uma mãozinha à tese. Alexandre Garcia e Miriam Leitão no Bom Dia Brasil da última segunda feira se tornaram porta vozes dos golpistas de Honduras.

Alguém tem dúvidas que em Honduras houve um Golpe de Estado? Igual aquele que tentou derrubar Hugo Chávez? Alguém desconhece que os militares brasileiros, sob a batuta de lideranças civis, deram um Golpe de Estado em João Goulart e implantaram uma Ditadura de mais de vinte anos? Quem não percebe que conservadores e autoritários vestidos em roupas de democratas apregoam e defende um golpe de Estado? Eles começam deste modo e tentam a hegemonia até que qualquer desculpa é desculpa para um golpe.

Os “democratas” de Veja e Globo que tanta histeria tiveram com um suposto terceiro mandato para Lula, debateram igualmente o terceiro mandato para Uribe na Colômbia? Quando é Hugo Chávez as “raposas em pele de cordeiro” se tornam democratas da meia noite. É a velha prática do Stalinismo e não é incomum tais “democratas” denunciando o regime ditatorial que trucidou vidas. E aí pensamos nesta contradição: se usam as práticas stalinistas qual a razão de denunciar seu regime. É que ao fazê-lo não pretendem negar a ditadura, mas subjetivamente nos ameaçar com ela.

A questão de Honduras é clara. Deram um Golpe de Estado e querem dar sucesso ao golpe com eleições em novembro. Assim fica fácil para os “democratas” defenderem este tipo de democracia: toda vez que alguém nos contrariar vamos lá, damos um golpe de estado e depois prometemos eleições. No Brasil foi deste modo, até que em 1965 acabaram por cassar inclusive os civis que lideraram o golpe (Lacerda e Juscelino) e ficamos sem eleições por muitos anos. Sim tivemos eleições, lembram do “duplipensar” do livro 1984 de George Orwell, eram “eleições” indiretas. O “duplipensar” ou a “duplimensagem” do livro 1984 era a denúncia da prática Stalinista.

Em Honduras estão todos os elementos de um golpe de Estado conforme o consagrado conceito do Dicionário Político de Noberto Bobbio. Como o pensador italiano bem caracterizou o golpe de Estado evoluiu historicamente, mas manteve a sua natureza principal. O traço de união das várias modalidades ao longo de tempo é: “o Golpe de Estado é um ato realizado por órgãos do próprio Estado.” Portanto quando os militares brasileiros tentaram justificar o Golpe como um revolução, estavam aplicando a técnica do “duplipensar” e as famosas passeatas com Deus Pela Liberdade era a encenação para isso (aliás um ex-bispo do Crato ainda padre num tom de brincadeira usava o verbo pelar no lugar de “pela”). As mesmas manifestações a favor dos golpistas em Honduras.

Bobbio responde a duas questões do conceito para caracterizar o que é um Golpe de Estado. Quem o faz? “O soberano, em segundo lugar titulares do poder do Estado e em terceiro funcionários do Estado” (militares). Em Honduras estão o segundo e o terceiro atores. Como se faz? Se faz pela mobilização dos recursos do Estado pois ele é feito por dentro do aparelho de Estado. Prenderam o presidente e sua família enquanto dormiam e os seqüestraram para o exterior.Tomaram os principais recursos modernos: aparelho de comunicações, aeroportos, centrais de telefonia etc. Aí o clássico “infiltração dentro de um setor limitado, mas crítico, do aparelho estatal e na utilização dela para privar o Governo dos demais setores.”

As organizações de comunicação brasileira, sob controle de seis famílias, finalmente mostraram a verdadeira face golpista. Apóiam um golpe clássico e atacam quem denuncia o golpe. Aliás, é um desafio impossível para quem queira demonstrar que estas organizações não estiveram a serviço do Golpe de 1964 e em apoio à Ditadura Militar. Enfim, talvez pela natureza oligárquica, a única instituição brasileira que não evoluiu democraticamente foi a grande mídia nacional.

Só para referência de todos nós: vocês viram alguma note de quem quer que seja ABERT ou outra farsa igual em defesa de alguns órgãos de Imprensa de Honduras que estão sob ataque dos golpistas. Pois tem, dão descargas elétricas nos equipamentos das emissoras que não apóiam os golpistas, provocam ruído nas transmissões entre outras ameaças, inclusive a jornalista.

Enfim: usar Hugo Chávez para defender os golpista é uma bela técnica no “duplipensar”.

ENERGIA + CONSCIÊNCIA = CRIAÇÃO (II)



ENERGIA E CONSCIÊNCIA: AS NOVAS DESCOBERTAS DA CIÊNCIA MODERNA – FÍSICA E METAFÍSICA

Bernardo Melgaço da Silva
O avanço tecnológico na presente era da informatização se apóia sobre uma "sutilização da sensibilidade" física dos instrumentos de captação e medição. Os aparelhos científicos estão cada vez mais sensíveis às formas de energia de velocidades cada vez mais elevadas (os aceleradores de partículas são aqui um exemplo notável). Por outro lado, aos cientistas se coloca a tarefa de corresponder "interpretativamente" a essa sutilização evitando um crescente descompasso e um cumulativo desequilíbrio. Isso implica maior disponibilidade e abertura à intuição.

Certos fenômenos humanos que fazem parte do nosso dia-a-dia são muitas das vezes traduzidos por expressões tais como "vibrações más", "energias negativas" ou "forças ocultas". O uso dessas expressões é visto no meio intelectual como algo não-convencional, uma espécie de linguagem "marginal" ou gíria. No entanto, não percebemos o contéudo que estas palavras expressam. Vejamos o que diz BRENNAN (Mãos de Luz, 1990):

"A proporção que nos permitimos desenvolver novas sensibilidades, principiamos a ver o mundo inteiro de maneira muito diferente. Começamos a prestar mais atenção a aspectos da experiência que antes nos pareciam periféricos. Surprendemo-nos a usar uma nova linguagem para comunicar as novas experiências. Expressões como "vibracões más" ou "a energia ali era grande" estão se tornando comuns. Principiamos a notar e dar mais crédito a experiências como a de encontrar alguém e a de gostar ou desgostar desse alguém, num instante, sem nada saber a seu respeito. Gostamos de suas "vibrações"" (p.39).

Continuando a análise de BRENNAN (Mãos de Luz) temos:

"Todas essas experiências têm realidade nos campos de energia. O nosso velho mundo de sólidos objetos concretos está rodeado e impregnado de um mundo fluido de energia radiante, em constante movimento, em constante mutação, como o oceano"(p.39).

A vibração é um fenômeno de sinalização da vida. Tudo vibra, nada está absolutamente parado. Um cientista chegou afirmar: "quando um elétron vibra todo universo balança". Mas cabe aqui uma pergunta: "vibração" e "frequência" são a mesma coisa? A consciência é também uma forma de energia e, entanto que tal, possui um espectro de "frequências" que pode ser captado de acordo com o grau de sensibilidade do "instrumento" humano. O ser humano é uma criatura capaz de captar formas de energia com um amplo espectro de "frequência", variando desde baixas vibrações, como por exemplo o som, até altíssimas vibrações, como o pensamento e a emoção.

O Ocidente moderno se caracteriza por profunda ignorância a respeito das formas de energia ativas em nível metafísico. Quando não por até mesmo negar-lhes a existência. Quando recentemente se inicia um progressivo reconhecimento de que o pensamento pode, ou deve, ser percebido como forma de energia (e não apenas como um conceito), isso tem conseqüências tremendas. O problema aumenta quando referida a uma sociedade inconsciente de tais fenômenos. Nesse contexto os "nossos pensamentos" podem deixar de ser "nossos": são formas de energia captadas ocasionalmente por nós. Esta situação chegou a ser descrita por Jung através da categoria "inconsciente coletivo".

ÍNDIOS DO BRASIL (III) - AUTOR DESCONHECIDO





Pensamento para o Dia 26/09/2009


“O homem é mortal e o Divino é imortal. No ser humano mortal, há o Espírito Divino imortal. No campo do coração, há uma árvore que realiza os desejos (Kalpatharu). A árvore está cercada por plantas e arbustos espinhosos. Quando eles são retirados, a árvore torna-se visível. Essa árvore que realiza os desejos está no interior de cada pessoa, mas é rodeada pelas más qualidades no homem. Quando essas qualidades forem eliminadas, a árvore celestial será reconhecida. Esse é o exercício espiritual (Sadhana) que cada um deve realizar, não para procurar algo novo, mas para experimentar o que é seu. O cosmo inteiro está dentro de você.”
Sathya Sai Baba

Revista VEJA destaca Sobral no número desta semana

Paris e Nova York
Sob inspiração francesa, Sobral ergueu seu arco do triunfo. Agora, usa ônibus escolares americanos e incentiva a prática do beisebol


"The United States of Sobral"
É assim que os cearenses chamam a cidade de Cid Gomes, o ex-escoteiro socialista que implantou no sertão uma amostra do american way of life
Leonardo Coutinho, de Sobral
Encravada no sertão cearense, a cidade de Sobral cultiva estrangeirices com tal entusiasmo que passou a ser conhecida no resto do estado pelo título desta reportagem: "The United States of Sobral". Lá, circulam ônibus escolares americanos (originais), que, além de serem amarelos como os que se veem nos filmes, ainda trazem a inscrição em inglês: School Bus. Lá, pratica-se beisebol – ou uma versão rudimentar do jogo, segundo a confederação brasileira desse esporte. Lá, o Kentucky Derby, uma das mais tradicionais competições do circuito do turfe dos Estados Unidos, inspirou a criação do Derby Club Sobralense. A diferença é que, sob o sol do agreste, os jóqueis treinam com calção de futebol. Lá, a população apelidou o parque da cidade de "Central Park", parodiando seu congênere nova-iorquino.
A veia, digamos, cosmopolita de Sobral não é nova, mas ganhou força entre 1997 e 2004, quando a cidade foi administrada por Cid Gomes, do PSB, o atual governador do Ceará. Desde então, já há quem veja semelhanças entre o Rio Acaraú, que corta a cidade, e o Hudson, que banha Nova York.
Antes de Gomes, a cidade mimetizava europeísmos, por obra e graça (muita graça) de um bispo que mandou e desmandou naquelas bandas durante a primeira metade do século XX: dom José Tupynambá da Frota. Ele queria conferir a Sobral um ar francês e, entre outros lampejos geniais, teve a ideia de homenagear Nossa Senhora de Fátima com um monumento inspirado no Arco do Triunfo, erguido em Paris por Napoleão Bonaparte, para comemorar suas vitórias militares. O monumento está localizado na Avenida Boulevard do Arco. Como tem bares e restaurantes, os sobralenses fazem uma associação imediata.
"Ela lembra a Champs-Elysées de Paris", diz o colunista social Arnaud Cavalcante. Sob o domínio do socialista Cid Gomes, Sobral passou a se espelhar nos Estados Unidos. Ele começou a imaginar a aparência globalizada de Sobral em 1996, ainda na condição de deputado estadual. Escalado pela assembleia cearense para a árdua tarefa de fazer um périplo pelas câmaras legislativas americanas, Cid voltou dos Estados Unidos cheio de projetos. No ano seguinte, ao assumir a prefeitura, passou a pô-los em prática.
Seu irmão mais velho, Ciro Gomes, ajudou-o a dar os primeiros passos na americanização de Sobral. Em 1998, Ciro, que frequentou um curso de inglês básico na Universidade Harvard, convenceu uma fundação a doar 36 school buses usados para a prefeitura do irmão. O município precisou arcar somente com o frete dos veículos. Pena que houve um inconveniente: no Ceará, não existem peças nem mecânicos especializados para esse tipo de ônibus. Por isso, eles foram sendo encostados à medida que precisavam de manutenção.
Dos 36 ônibus, só três ainda estão em circulação. Numa boa iniciativa, inspirada pelo empenho acadêmico do irmão mais velho, o então prefeito Cid resolveu que daria proficiência em inglês aos alunos das escolas públicas. Para tanto, instalou o Palácio de Ciências e Línguas Estrangeiras em um casarão neoclássico onde funcionou aquele que foi o clube mais elegante da cidade, o Palace. Construiu também um museu em memória da missão de cientistas ingleses que foi a Sobral em 1919, para tentar comprovar a teoria da relatividade por meio da observação de um eclipse. Hoje, o prédio abriga um relativamente bom observatório astronômico.
Sob a influência de Cid, a cidade foi adotando costumes de climas temperados. A 27 quilômetros do centro, a Serra da Meruoca, um maciço rochoso de 920 metros de altura, sofisticou-se. Em casas com lareira, os ricos aproveitam temperaturas que dizem ser 15 graus mais baixas do que a média de Sobral (30 graus), para usar seus casacos elegantes – um deles, como não poderia deixar de ser, é Cid. Nos restaurantes da Meruoca, saboreiam-se fondues, sopas e chocolate quente. E um festival de inverno oferece atividades culturais aos turistas. É a Aspen do Ceará.
No fim de sua gestão como prefeito, Cid patrocinou três equipes de beisebol e prometeu construir um campo exclusivo para a prática do esporte nas margens do Acaraú – que jamais saiu do papel. "Mas, quando ele era prefeito, nós tinhamos prioridade para usar o campo de futebol", pondera Reinaldo Marques Filho, treinador de todos os times de beisebol locais. Marques Filho é amigo de Cid desde a infância, quando eles viviam sempre alertas como escoteiros.
Esses rasgos modernizadores garantiram a Cid uma enorme popularidade. Muitos sobralenses o chamam de "El Cid" e o identificam como o redentor de uma profecia feita pelo bispo Tupynambá da Frota, o do arco do triunfo. Ao morrer, em 1959, ele previu três décadas de estagnação para Sobral – estancada pelo socialista yankee. Hoje, boa parte do maior reduto eleitoral do ex-prefeito e atual governador ainda é abastecida por carros-pipa, não fornece água tratada a toda a população nem dispõe de saneamento.
Em Sobral, as principais causas de morte são as doenças infecciosas e parasitárias. Mas as ruas são iluminadas e a polícia se desloca, no confortável estilo "Miami Vice", em carrões equipados com ar-condicionado e câmbio automático. Graças à Votorantim e à Grendene, que empregam 12% da população, o comércio local é vigoroso. Cid agora quer mais um retoque à sua Nova York: metrô. No início do mês, lançou uma licitação para começar as obras. Em Fortaleza, a capital, cuja população é catorze vezes a de Sobral, o metrô local ainda não transportou ninguém. Está sendo construído desde 1999.
Very good, Cid.
(Fonte:VEJA)

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Dom Fernando Entrega Livro sobre Padre Cícero a Bento XVI

Por ocasião da sua visita quinquenal ad sacra limina apostolorum, Dom Fernando Panico foi recebido, recentemente, em audiência por Sua Santidade, o Papa Bento XVI. Por ocasião do encontro, Dom Fernando entregou a Bento XVI o livro Padre Cícero: sociologia de um Padre, antropologia de um Santo, de autoria de Antônio Mendes da Costa Braga(tese de doutorado defendida na UFRGS).
Abaixo fotos enviadas pela amiga Maria do Carmo e pescadas no Blog do Juazeiro.









ENERGIA + CONSCIÊNCIA = CRIAÇÃO (I)



O QUE É "ENERGIA" E QUAL A SUA DIMENSÃO?

René Alleau (Ciência dos Símbolos) afirmou que o que menos se sabe a respeito de qualquer coisa é o princípio dela. Nesse sentido, se torna um tanto difícil definir o que é energia, isto porque a definição é sempre uma explicação de um sujeito sobre uma parcela iluminada do objeto, fenômeno ou princípio. A energia existe num processo relacional entre o indivíduo - que percebe, mede, capta, sente ou utiliza - e o fenômeno enquanto parte da realidade observada (e que transcende e envolve o próprio sujeito) que se modifica na ação de observar.

No âmbito da ciência, a energia é a capacidade de interconversão ou de realização de trabalho. Esta última, é a definição clássica, ou seja, comum da ciência. A definição moderna de energia é a de Einstein, ou seja, E = m.C2 (onde E é energia, m é massa e C é velocidade da luz). De um modo geral, nos acomodamos com a definição clássica relacionada ao trabalho e aos fenômenos de baixa velocidade e baixa freqüência. O conceito de trabalho é muito amplo. Ele tem raízes históricas, culturais, filosóficas, existenciais e éticas. Ele envolve dimensões variadas. O trabalho pode ser definido como uma diferença de potencial (no campo da física: mecânica e eletricidade), ou seja, a capacidade de mudar um estado de um objeto ou de transportar uma carga elétrica de um pólo a outro num circuito elétrico. Ele pode ser definido como o esforço humano para a consecução de um fim utilitário, econômico ou espiritual; entendido como a base histórica e econômica da existência material, moral e espiritual de uma sociedade; percebido como a mecânica da vida num processo de construção, transformação e destruição criativa ininterrupta.

Assim, a definição de energia a partir do trabalho não encontra base para sustentação. O que descrevemos da energia é o seu efeito na manifestação como trabalho ou na concentração, sutilização, modificação, conversão e deslocamento da matéria. A energia está, em síntese, associada ao poder da criação ou da destruição da natureza.

O sol emite energia luminosa e calorífica, além de energia eletromagnética e radioativa. As plantas produzem clorofila. As tempestades manifestam a força da energia dos ventos e dos campos elétricos formados entre as nuvens e a terra. A terra molhada agradece na fertilização abundante. As águas dos rios e dos oceanos são fontes de energias aproveitadas pelos homens. O homem consome a água potável para matar a sua sede, e transporta seus produtos sobre as águas dos rios e mares. O solo e o subsolo também são fontes de energias: petróleo, gás, minerais, etc. Os animais captam, transformam e emitem energias. Os peixes elétricos são um exemplo notável! O homem se locomove e age a partir da energia que armazena e capta da natureza. Em suma, onde há vida, há energia. Por isso, intuitivamente se afirma que um indivíduo doente está sem energia ou que sua energia está baixa.

A energia é tudo o que nos envolve, move, comove, afeta e nos faz viver, sofrer e transcender. Ela é raíz, a riqueza e a essência do ser na relação - de poder, equilíbrio ou submissão - com os fenômenos natural e sobrenatural. O homem está totalmente inserido e dependente dela, e nela busca sentido e significado para a sua existência, liberdade, felicidade e identidade humana natural e supra-humana sobrenatural. Ela faz parte das ações humanas, pois em tudo que faz o homem emprega uma variedade de formas e naturezas de energia. A energia é o pulsar da sagrada vida!

"Tudo que move é sagrado" - diz o poeta e cantor brasileiro.
Nesse contexto, se admitirmos por hipótese que o pensamento é também uma forma de energia sutil, toda e qualquer definição se torna limitada pela própria hipótese do pensamento-energia: o pensamento não explica o próprio pensamento - a energia não se explica a não ser pelo poder de criação, renovação e destruição. Por isso, Einstein (Como Vejo o Mundo, 3 ed., Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981) afirmou:

“Porque os conceitos não correspondem a um conteúdo a não ser que estejam unidos, mesmo de modo indireto, às experiências sensíveis. Contudo, nenhuma pesquisa lógica pode afirmar esta união. Ela só pode ser vivida. E é justamente esta união que determina o valor epistemológico dos sistemas de conceitos” (p.164-165).

A vida em sociedade é uma gestão criteriosa (ou não) das energias humana e natural em prol da coletividade e do indivíduo. Quando a administração dessas energias é feita sem critérios humanos, ou seja, apenas com fins econômicos, as consciências-energias humanas são exploradas e a natureza destruída - como já está sendo destruída! Por isso, Gandhi afirmou que "aquele que não sabe governar a si mesmo, não sabe governar ninguém".

A energia humana se traduz em poder e transcendência em si mesma! A ideologia é a dominação do pensamento-energia de grupos humanos.

PT castiga quem defende a vida – por Vanderlúcio Souza



(publicado em O POVO, 25-09-2009)
O Partido dos Trabalhadores (PT) puniu na noite do último dia 16 dois de seus filiados partidários por serem a favor da vida, contra o aborto. Luiz Bassuma (BA) e Henrique Afonso (AC) foram castigados com suspensão dos direitos partidários nos períodos de 1 ano e 90 dias , respectivamente.
A decisão foi tomada por unanimidade e ficou clara mais um ponto essencial do partido, a defesa do aborto em qualquer fase da gestação. E quem tiver pensamento contrário à legenda já sabe em que pena pode incorrer.
O partido que se diz lutar pelos direitos dos trabalhadores, entre eles a liberdade de expressão torna-se uma mordaça para dois de seus sequazes proibindo-lhes de se pronunciar em nome da sigla.
A descriminalização do aborto para o PT é coisa muita séria. Quem se lembra do plano de governo do presidente em exercício, na última campanha, recorda como era um ponto presente em diversas propostas a serem implementadas.
Quem é petista de coração entendeu o recado, ou é a favor do aborto ou está aquém da ideologia partidária. Para os defensores da cultura de morte a decisão emitida é só mais um reforço ideológico, não acrescenta nada às suas convicções.
No entanto, para quem se posiciona em defesa da vida sente-se impelido a continuar sua luta na apologia daqueles que nem ao menos podem se defender, os milhares de nascituros já marcados para morrer antes mesmo de vir à luz deste mundo.
Acompanhemos e vejamos quem serão os próximos a receber exortação do Partido dos Trabalhadores por não concordarem com seus interesses. E pelo visto o entalo é no tema defesa da vida, pois existe deputado petista que milita, por exemplo, a favor do plantio da maconha para usuários e nada de repreensão para ele.
Quem defende a vida mais do que nunca nada contra a maré.

Vanderlúcio Souza - Bacharel em Filosofia
vanderluciosz@yahoo.com.br


ÍNDIOS DO BRASIL (II) - AUTOR DESCONHECIDO



Pensamento para o Dia 25/09/2009


“O mundo é composto de objetos. Ele é inerte. No estado desperto, os sentidos reconhecem todos esses objetos. Mas os sentidos também são inertes. Os olhos que vêem, os ouvidos que ouvem, a língua que fala e o nariz que cheira: todos são inertes (Jada). De fato, o corpo inteiro é inerte. Mas todos esses objetos inertes são capazes de funcionar por causa da presença da consciência (Chaitanya) na mente. Portanto, precisamos compreender que todo o universo dos fenômenos é inerte (Jada).”
Sathya Sai Baba

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Visões de Porcelana

Agora é fria a asa da xícara
e o perfume do cafezinho
perdeu-se na saliva.

Dentro do meu corpo
uma alma saciada.

Contente com o que bebeu,
achando graça do objeto sobre a mesa.

Bancários caririenses estão em greve


Em Assembléia Geral Extraordinária, realizada na noite de ontem, 23, os bancários do Cariri decidiram paralisar suas atividades profissionais com o objetivo de forçar os banqueiros a atenderem as reivindicações da categoria. Igual decisão foi tomada pela esmagadora maioria dos bancários dos 25 estados brasileiros e do Distrito Federal. No Cariri, a paralisação, no seu primeiro dia, atingiu todas as agências dos bancos oficiais.

As negociações envolvendo o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) estão em ponto morto. Os bancários pedem aumento real de 10% e os banqueiros só ofereceram 4,5%, o que não dá nem pra repor as perdas salariais acumuladas no último ano. Além do mais, os bancos querem reduzir a participação nos lucros e diminuir o auxílio-creche. Sem nenhuma outra opção, a categoria bancária decidiu pela greve por tempo indeterminado.

Hoje à noite, haverá uma nova assembléia para avaliar o primeiro dia de paralisação e planejar estratégias de mobilização.

O Cariri não é terreiro


Luiz Domingos de Luna*

Quem retornar ao cariri cearense após um longo período de ausência verifica que a região deu um salto de crescimento afirmativo em todo o seu tecido geográfico, permeando em toda conjuntura um progresso notável, desde o menor ponto etnográfico ao maior. Esta força acelerativa é uma constante na história deste berço sul cearense que pulsa vivo e vibrante no Estado do Ceará. Porém, esta visão positiva, geralmente, é privilegio dos que aqui retornam. Por que esta realidade não é naturalizada no seio da região do Cariri? O Caririense é norteado em referencial, vive no referencial, em torno dele, em função dele; assim, automaticamente, se forma no consciente coletivo uma força gravitacional forte, tão intensa que faz surgir uma nova galáxia, onde ao redor do referencial giram todas as urbes, e, todo processo de desenvolvimento, enfim, o mesmo, passa a ser um sol e os demais pontos iluminados que precisam da luz deste sol.
Esta realidade hipnótica naturalizada no seio da sociedade caririense é um vácuo muito forte e que pode gerar o efeito das borboletas que de tanto buscarem a luz terminam em função desta, perdendo o seu poder de preservação existencial. Creio que nós não precisamos viver, nem tão pouco criar paralelos para o nosso padrão de crescimento afirmativo. O importante é verificar a grandeza de cada urbe, a sua história, a sua trajetória no potencial de si, em relação a si mesma. Afinal, nós não somos terreiro de ninguém, salvo de nós mesmos, e de nossa história que com certeza é engrandecedora e que merece todo nosso apreço, admiração e respeito.

Por: Luiz Domingos de Luna

( *)Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora.

Alfinetada - por Pedro Esmeraldo



Olhe nós aqui novamente, dando alfinetadas em alguns políticos acomodados e conformados. Não podemos aceitar esse tipo de comportamento compassivo referente ao desenvolvimento desta cidade.
Cremos que o Crato cresce, mas de maneira lenta e desordenada. Ao nosso ver, não temos um crescimento acelerado. Não pensamos em trazer infra-estrutura urbana e rural. A cidade atualmente está parada, não há movimentação para aumentar os níveis de emprego. Tudo anda na estaca zero, sem estabelecer um crescimento econômico equilibrado. Isso é de estarrecer.
A agricultura está quase parada, ou melhor, está realmente parada. Não se concebe como em pleno século XXI, não procuramos estabelecer regras para desenvolver estruturalmente uma agricultura moderna, acompanhando o desenvolvimento com equilíbrio, sem deixar cair numa quebra desairosa de produção agrícola.
Não possuímos estradas que satisfaçam ao desenvolvimento. Atualmente, essas péssimas estradas carroçáveis são “raspadas” apenas no mês de setembro, pois as máquinas além de serem insuficientes para o trabalho, são alugadas a terceiros, havendo muito dispêndio que prejudica o bom andamento do progresso agrícola. Por isso pedimos que os nossos gestores façam força para adquirirem máquinas modernas a serem utilizadas nos trabalhos da prefeitura. Há muito tempo sofremos esse descaso, já que impede a expansão agrícola e nos deixa decadentes diante dessas dificuldades.
Crato precisa de renovação do seu quadro político, infelizmente, os nossos políticos não se atualizam, nem deixam sucessores para assumirem o comando administrativo desta cidade.
Precisamos de jovens que sejam competentes, que possuam graduação de educação superior a fim de organizarem planejamentos que venham avançar o desenvolvimento desta cidade.
Termos um jovem, graduado, empresário que poderia exercer a contento o comando político desta cidade: trata-se do senhor Justo Júnior, trabalhador competente, que ao nosso ver seria uma boa escolha para se candidatar a cargo do poder executivo. Cremos que esse senhor será bem aceito, basta ter coragem e disposição para competir com outras pessoas menos aperfeiçoadas nessa área. Esse senhor será bem acolhido com toda certeza, e que satisfará aos anseios da população.
Além disso, há outros jovens que merecem ser contemplados dentro do quadro político da cidade. São jovens capacitados que com toda certeza desempenharão muito bem os trabalhos políticos de nossa terra. São eles: André Barreto Esmeraldo, ex-vereador, pessoa honesta e que tem amor à terra; Raimundo Bezerra Filho, que teve por pai o grande líder cratense, Dr. Raimundo Bezerra; Adriano Parente, que mostrou arrojo e trabalho honesto na direção do seu hospital. Ainda há outros que deixamos de citar nomes por exigüidade de espaço.
Também não devemos esquecer o advogado Pedro Felício Cavalcanti, neto do professor e ex-prefeito do Crato, Pedro Felício Cavalcanti, homem de grande moral inabalada, poderá ser seu seguidor na esfera política.
Já está na hora de mudar esse quadro político acomodado e inoperante.
Um dia, um senhor de idade nos informou que o mal do Crato são os políticos não comparecerem aos eventos sociais, pois afastam-se desses eventos enviando representantes que não tomam contato com a presença do povo. Por isso somos esquecidos pela falta de compreensão mútua.
Com toda certeza esperamos que venham pessoas mais sociáveis que correspondam aos anseios do povo.


Texto: Pedro Esmeraldo

Um Século voa da terra dos canaviais à Aurora

- D. Mariquinha Macedo-
Luiz Domingos de Luna*
A bailar nos campos floridos de Barbalha, onde a fé das pioneiras, a disseminar o néctar da devoção católica, nos umbrais do cariri, ao repique dos sinos, a luz da abóbada celestial, mais uma página da história da terra de Santo Antonio é aclamada com glória, regozijo no registro do livro, do já renomado escritor Lavrense, Joaryvar Macedo – O Brasão dos Terésines, o nascimento daquela que faria o elo entre Santo Antonio e o Menino Deus, um presépio, uma ornamentação, um anuncio, uma aclamação, um sinal de reverência a razão do dobrar dos sinos, é assim, que consigo ver o nascimento a 91 anos da ponte destas urbes tão bem untadas e betumadas na largueza do espaço tempo, cidades irmãs pelas mãos simples e cuidadosas de Maria Francisca de Macedo, dois mundos diferentes, numa fusão, onde a ordem dos fatos não alteram o sabor da história – Aurora - Barbalha – Barbalha - Aurora, na argamassa do entrelaçamento familiar, tão bem costurado por seu genitor Vicente Antonio de Macedo que na galáxia de maior brilho, a estrela, já na função nobre de dar corpo, dar vida, dar luz ao eixo que pulsa vivo no cariri cearense.
Ao chamado do destino, assim como Maria Santíssima, ao anjo Gabriel, dá o seu sim, a morada no Sitio Pavão no município de Aurora, na sua nova missão ao lado do grande humanista, defensor das causas primeiras da civilidade aurorense - figura maior do espaço político, embora banhado pela humildade, religiosidade e simplicidade que sempre o caracterizou – João Joaquim dos Santos, ponto de encontro entre duas forças políticas antagônicas, sendo que, a sua pessoa serviu de dissolução a congruência para o reinado da paz e da concórdia na terra do Menino Deus.
Na ponte de um marco geográfico, a ser costurado na historia, a preservação da memória, fica na vigilância, o primogênito e querido pela sociedade aurorense o condutor de duas culturas, no balanço do pêndulo existencial, o já nobre e estimado Raimundo Joaquim dos Santos, conhecido como Willes Macedo.
Assim como as Cruzes nas caravelas dos mares bravios, aportaram anunciando uma nova terra, - Brasil, O casal eleito, fez percorrer o inverso, através do seu segundo filho, a buscar na velha Europa, as técnicas mais atualizadas no campo da medicina para salvar a vida de seus conterrâneos, é assim, que consigo ver o médico querido pela sociedade barbalhense, humanizador nato, Dr. Raimundo Wilson de Macedo.
A carregar nos ombros o estima e o carisma, a sucessão de uma história que não para, a luz que brilha, é confiada no universo único, que o criador deu para o prosseguimento da espécie, geradora de vida e de vida em abundancia, é assim, que consigo definir Maria Vilani Macedo Santos, neste seio familiar que engrandecem a todos nós que formamos a linda região do Cariri Cearense.
Registro histórico: Ponto de ligação familiar -MACEDO-entre: Barbalha/ Aurora. Aurora /Barbalha.
Praza Deus, que na Via- Láctea da existência, o caminho de luz, possa ser permeado por muitos séculos, ainda nas páginas inéditas da existência do ser humano, no que teve e tem, nas mãos de Maria Francisca de Macedo a fórmula da essência da célula mater da sociedade aurorense e barbalhense, na expansão do espaço social e histórico, nas letras centenárias ou quase, na pena de ouro da heroína de todas objetivas a ela focadas, a sempre querida e amada por todos, por uma história tecida a som da harmonia e da textura do fabrico do bom e do belo, e da arte de existir em sociedade, deixando sua pisada no poder temporal sem nunca ferir o belo espiritual. a cola entre Barbalha e Aurora -Maria Francisca de Macedo.
(*) Colaborador do blog Cariri digital
(*) Procurar na web

Cuca Cariri realiza encontro no Centro Cultural do BNB

O Centro/Circuito Universitário de Cultura e Arte - CUCA da UNE no Cariri realizará na próxima quarta-feira, dia 30, a partir das 15 horas, no auditório do Centro Cultural do Banco do Nordeste em Juazeiro do Norte, o ENCUCA Encontro do CUCA. O evento visa apresentar a trajetória da organização a nível nacional através de mostra de audiovisual dos vídeos produzidos pela TV CUCA, além discutir e criar uma rede de contatos com artistas, produtores e artistas para pensar ações nas universidades e faculdades da região.

O Encontro será aberto para estudantes, pesquisadores, artistas, brincantes e produtores culturais. Para o coordenador do Cuca Cariri, o músico Jean Alex, o evento é importante momento para ampliar a atuação da entidade na região que luta pela conquista de um espaço pra funcionar como ponto de apoio. O Cuca aguarda uma resposta da Universidade Regional do Cariri, tendo em vista, que a instituição foi indicada para sediar o Centro na Região. Jean Alex enfatiza que o CUCA espera contar com a participação de artistas e estudantes das várias universidades e faculdades do Cariri.

Ele comenta que o CUCA funciona como uma rede aberta para colaboradores que tenham interesse em contribuir com a discussão e atividades sobre arte e cultura dentro e fora das instituições de ensino superior.

Serviço:
CUCA Cariri
http://www.cucacariri.blogpost.com/

ÍNDIOS DO BRASIL (I) – AUTOR DESCONHECIDO

Programa Cariri Encantado com Marcos Leonel


Marcos Leonel é um dos maiores poetas do Cariri. Autor do livro Depois da Capela tem um Abismo, publicado pela Kabalah Editorial (Recife, 2007), que traz um longo poema, escrito em meados dos anos 80, dividido em doze cantos, cada um com oito estrofes, cada uma com oito versos, com imagens e impressões de um andarilho que sobe a serra do Horto, a caminho do Santo Sepulcro, depois da estátua do padre.

Marcos Leonel, graduado em Letras e Linguística pela Universidade Regional do Cariri, também é um conceituado professor de literatura, tanto de colégios de ensino médio como de cursinho pré-vestibulares, mas, também, é atração do programa Multimídia, apresentado semanalmente na TV Verde Vale, onde comenta os últimos e concorridos lançamentos literários.

Marcos Leonel, por fim, é músico e compositor, guitarrista da banda Nacacunda, uma das pioneiras da cena roqueira do Cariri cearense.

No programa Cariri Encantado desta sexta-feira, 25, das 14 às 15 horas, na Rádio Educadora AM 1020, Marcos Leonel será o entrevistado e suas composições serão tocadas (músicas da banda Nacacunda e parcerias suas com Pachelly Jamacaru e Bá Freire).

O programa Cariri Encantado é apresentado por Luiz Carlos Salatiel e Carlos Rafael Dias e tem o apoio do Centro Cultural BNB Cariri.

A IMPORTÂNCIA DA ÉTICA GRECO-CRISTÃ NO MUNDO CONTEMPORÂNEO


“o que menos se sabe a respeito de qualquer coisa é o princípio dela” Renë Alleau

O que menos se sabe a respeito da ética é a sua natureza ontológica. Fala-se muito em ética e sabe-se muito pouco dela. Por isso, confundimos a ética com a moral (que é uma decorrência da qualidade da ética que escolhemos seguir). Por que é tão difícil entender o domínio ontológico da ética? Simplesmente porque não está na dimensão da razão. Ela transcende a razão. A natureza ontológica da ética está no campo da sensibilidade humana. A mesma dificuldade que temos para explicar o gosto da água temos também (num nível superior) de compreender a essência da ética. A ética de Cristo não era a ética dos seus carrascos. A ética de Sócrates e Gandhi não era a mesma de seus conterrâneos e oponentes.

Em outras palavras, a ética não é um único caminho onde todos se realizam e se relacionam enquanto espécie humana. A ética precisa ser entendida como um modo de conceber a realidade e agir sobre ela em dois sentidos: o material e o espiritual. A ética no sentido material é aquela que concebemos como moral – lugar dos hábitos, dos costumes e das regras sociais. E a ética no sentido espiritual é aquela que os gregos concebiam como Ethos, ou seja, a morada da alma – o caráter! E Cristo denominava esse lugar da consciência humana como sendo o Reino de Deus.

Nesse sentido, o Ethos e o Reino de Deus é o lugar dos valores universais do Amor, da Paz, da Sabedoria, do Perdão, da Cooperação e todos os valores positivos da transcendência humana. Podemos, então, denominar esse caminho de conduta, de Ética greco-cristã. A ética greco-cristã transcende a ética moralista da modernidade utilitarista e pragmatista. O sentido da ética funda, portanto, dois mundos: o mundo moderno utilitarista e o mundo tradicional espiritualista. O primeiro mundo (objetivo e concreto) se transforma quando o homem emprega sua energia e consciência no sentido determinado pelos valores da ética materialista-utilitarista.

As guerras são manifestações das conseqüências danosas da ética materialista agindo na psique do homem moderno. As interpretações ideológicas apenas fomentam as ações humanas no processo de produção de valores materialistas-capitalistas. O segundo mundo (subjetivo e sutil) se transforma quando o homem emprega sua energia e consciência no sentido determinado pelos valores da ética espiritualista-transcendentalista.

A paz, a bondade, a fraternidade, a irmandade são manifestações das conseqüências benéficas da ética espiritualista agindo na psique de qualquer homem (moderno ou não-moderno). Enquanto no primeiro mundo a razão e o instinto são os motores e impulsionadores da realização humana, no segundo mundo a intuição, a fé e a sensibilidade são as bases e fontes do poder de construção e realização que operam o milagre de tornar o homem um fenômeno incomum por ser capaz de ser consciente de si e Positivo em si mesmo e, portanto, livre da tutela da ética materialista-utilitarista e seus valores morais negativos.


Na ausência da práxis da ética greco-cristã, temos hoje um mundo altamente progressista e competitivo em busca de bens materialistas porém extremamente carente e débil em bens espiritualistas. Devemos lembrar que Cristo nos alertou da existência e do impacto desses dois mundos quando afirmou: “Não podeis seguir a dois senhores”. Ele disse ainda: “Não podeis seguir a Deus e a Mamon [lucro]”...”Dai a Cézar o que é de Cézar – Dai a Deus o que é de Deus”.

Pensamento para o Dia 24/09/2009


“De tempos em tempos, o poder Divino assume numerosas formas. Nos devotos, ele brilha como o fogo da sabedoria (Jnana-Agni). Nos não-devotos, ele queima como o fogo da raiva (Krodha-Agni) ou o fogo do desejo (Kama-Agni). Hoje, o homem possui esse fogo (da raiva etc.) em seu coração e tornou-se uma vítima do medo e da ilusão. Todos os outros tipos de fogo acalmam-se no tempo devido, mas esses fogos (da raiva etc.) nunca cessam completamente. Eles podem inflamar a qualquer momento. Como, então, esses fogos são extintos definitivamente? O desapego (Vairagya) e o amor (Prema) são os dois requisitos para extinguir esses fogos. Somente através do amor o homem pode alcançar a paz.”
Sathya Sai Baba

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Bancários de SP entram em greve por tempo indeterminado nesta quinta

Fonte: Folha Online

Os bancários de São Paulo decidiram em assembleia na noite desta quarta-feira entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta quinta-feira, após a rejeição da proposta da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) de reajuste salarial de 4,5%.

"A resposta dos trabalhadores reunidos na assembleia desta quarta-feira (23) está dada: rejeição unânime à proposta e uma grande greve que só vai acabar quando os bancários tiverem suas reivindicações atendidas", afirmou o presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Luiz Cláudio Marcolino. De acordo com o sindicato, mais de 1,5 mil bancários participaram da votação em São Paulo.

As assembleias foram realizadas em todo o país e, segundo o último balanço da Contraf-CUT, até as 21h desta quarta, os bancários de Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Florianópolis (SC), Espírito Santo, Rondônia, Acre, Piauí, Campina Grande (PB), e mais 20 sindicatos haviam aprovado a greve.

Os bancários reivindicam reajuste de 10% nos salários, valorização dos pisos salariais, manutenção da participação nos lucros em 15%, preservação dos empregos e mais contratações e melhores condições de trabalho.

Nesta quinta-feira, às 17h, os bancários realizam nova assembleia para decidir os rumos do movimento. Na sexta, os trabalhadores fazem passeata na Avenida Paulista, saindo da Praça Osvaldo Cruz (próximo ao metrô Paraíso) a partir das 15h.

Coisas que todos querem saber, mas tem vergonha de perguntar


Ganhará um brinde-surpresa quem responder corretamente a pergunta abaixo:

Por que é um representante do Brasil o primeiro a discursar na Assembleia Anual da ONU?

Nelson Cavaquinho amanhã em Compositores do Brasil



Por Zé Nilton

É difícil ou senão impossível não se comover, não se ficar tocado após ouvir qualquer música de Nelson Cavaquinho. Para quem gosta de música – da boa música – logo se enternece com a sensibilidade musical, harmônica e melódica das composições de Nelson Cavaquinho. Foi um mestre na arte de compor e de reinventar a realidade falando de coisas simples, duras, misteriosas da vida e da morte, com estilo e com profunda delicadeza. O mais carrancudo dos críticos, com seu nacionalismo e, acima de tudo, seu regionalismo ligeiramente exacerbado, esse irmão siamês das idéias em termos artísticos e musicais do famoso Ariano Suassuna – José Roberto Tinhorão – certa vez disse de Nelson Cavaquinho:

“Tome o homem seu violão, cante ele pelas ruas como um antigo trovador da Idade Média a beleza das flores, a efemeridade da vida e a angústia metafísica da morte, e esse será o retrato de Nelson Cavaquinho. Com sua cabeleira branca, seu permanente ar de dignidade e a sua voz enrouquecida por muitos anos de cervejas geladas, o que Nelson Cavaquinho canta (fazendo percutir, mais que dedilhando, as cordas do seu violão) é a saga de um homem que vive em estado de poesia. E cuja obra, por isso mesmo, não morrerá.”

Pura verdade sacada da inteligência desse minucioso historiador da Música Popular Brasileira, o Tinhorão. Nelson Antonio da Silva – Nelson Cavaquinho, que fazia verdadeiros malabarismos nas seis cordas do violão, foi mestre em destrinchar acordes simples e complexos, usando preferencialmente o polegar e o indicador e, segundo Paulinho da Viola, para seu grande espanto e admiração, terminando a música na segunda do tom. Permaneceu pobre e morando nas periferias do Rio de Janeiro, apesar da grande visibilidade que ganhou na década de 1970, ao ter inúmeras músicas gravadas por intérpretes de sucesso como: Paulinho da Viola (Duas Horas da Manhã), Chico Buarque (Cuidado com a outra), Clara Nunes (Minha festa), Beth Carvalho (Quero Alegria), além de Elizeth Cardoso, o saxofonista Paulo Moura e outros. Sempre teve presente na sua música e na suas conversas a idéia da dor, da solidão, da morte. Talvez devido ao seu estado de permanente embriaguês.

Lembro de um documentário realizado na década de 1960, sobre Nelson Cavaquinho, pelo cineasta Leon Leon Hirszman, em branco e preto, onde ele aparece em todas as cenas empunhando seus mais fervorosos companheiros: o violão e a bebida. Como disse, sua verve e sua imaginação colocavam por sobre o realismo exato da vida o lirismo e a mais terna poesia. Quem não se encanta com esta: “Tire o seu sorriso do caminho, que eu quero passar com a minha dor” ? (A flor e o espinho).

E esta: “Quando eu passo perto das flores, quase elas dizem assim: vai, que amanhã enfeitaremos o seu fim (Eu e as flores). O nosso Patativa do Assaré tem uma poesia em que ele pede para que as homenagens a lhe serem rendidas sejam feitas em vida. Assim também o disse Nelson Cavaquinho, na música “Quando eu me chamar saudade”:

Sei que amanhã quando eu morrer
Os meus amigos vão dizer
Que eu tinha um bom coração
Alguns até hão de chorar
E querer me homenagear
Fazendo de ouro um violão
Mas depois que o tempo passar
Sei que ninguém vai se lembrar
Que eu fui embora
Por isso é que eu penso assim
Se alguém quiser fazer por mim
Que faça agora
Me dê as flores em vida
O carinho, a mão amiga
Para aliviar meus aís
Depois que eu me chamar saudade
Não preciso de vaidade
Quero preces e nada mais.


Nelson Cavaquinho – será o nosso homenageado de amanhã no Programa COMPOSITORES DO BRASIL a partir das 14 horas, na Rádio Educadora, através da parceria Rádio Educadora/Centro Cultural Banco do Nordeste.

Vamos falar e tocar:

1. A flor e o espinho
2. Rugas
3. Folhas secas
4. Luz negra
5. Lágrimas sem jura
6. Eu e as flores
7. Palhaço
8. Quando eu me chamar saudade
9. Degraus da vida
10. Notícia
11. Juízo final
11. Cuidado com a outra
11. Pot-pourri, de Nelson Cavaquinho, com Noite Ilustrada


Quem ouvir, verá !

Fonte: Nova História da Música Brasileira, Editora Abril, 1974.

Bancos abusam de você

Você sabe quanto gasta em tarifas bancárias? Pois tenha certeza de que não é pouco. Para ter uma idéia, os sete maiores bancos brasileiros ganharam R$ 46 bilhões em 2008 apenas em receitas de prestação de serviços, formadas principalmente por tarifas.

E os juros do cheque especial ou cartão de crédito, quanto consomem do seu orçamento? Não é pra menos, já que os bancos brasileiros cobram os maiores juros do mundo – sem brincadeira.

Com estes juros e estas tarifas, fica mais fácil entender como no primeiro semestre deste ano, em meio à crise mundial, os 21 maiores bancos brasileiros somaram lucro líquido de R$ 14,3 bilhões, a maior rentabilidade da economia brasileira no período.

Os juros e tarifas se mantiveram nesses patamares altíssimos durante toda a crise, prejudicando a retomada do crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda da população. E são estes mesmos bancos que vêm falar de “responsabilidade social” em suas peças de publicidade...

São estes abusos que os bancários de todo o Brasil estão denunciando nessa campanha salarial. Abusos que não têm apenas os funcionários dos bancos como vítimas, mas também clientes e toda a sociedade brasileira. São tarifas altíssimas, juros absurdos, filas intermináveis, péssimas condições de trabalho... enfim, descaso para todos aqueles que tornam possíveis os enormes lucros dos bancos.

Mais contratações para melhorar o atendimento
Em lugar de ajudar na luta contra o desemprego do país, os bancos fizeram exatamente o contrário: fecharam 2.224 postos de trabalho no primeiro semestre de 2009. Além disso, demitem trabalhadores com salários mais altos e contratam outros pagando menos, usando essa rotatividade para diminuir a média salarial da categoria.

Com a diminuição do número de trabalhadores, aumenta ainda mais a sobrecarga de trabalho de cada bancário, aumentando a pressão e o stress a que os trabalhadores são submetidos. Com isso, aumenta também o número de doenças ocupacionais na categoria, que hoje está no topo das listas de vítimas de Lesões por Esforço Repetitivo e doenças psíquicas (como Síndrome do Pânico, depressão e outras).

Essa situação explica um dos problemas enfrentados pelos clientes: as filas enormes. A sobrecarga de trabalho não permite que os bancários dêem a cada cliente a atenção necessária.

Para se ter uma idéia do processo de concentração do trabalho nos bancos, em 1997, cada bancário lidava em média com 67 contas correntes.

Em 2007, esse número saltou para cerca de 260 contas por bancário, um aumento de 287,5%. Não tem trabalhador que aguente.

Para resolver essa situação, os bancários querem ampliar o horário de atendimento ao público, com a criação de mais um turno de trabalho. A medida diminuiria as filas, melhoraria o atendimento ao público, daria mais qualidade de vida aos trabalhadores dos bancos e criaria mais empregos.

Tudo de bom. No entanto, os bancos não aceitam a proposta, preferindo manter seus lucros altos às custas dos abusos que cometem contra bancários e clientes. E continuam falando de responsabilidade social...


O que os bancários querem
- Redução das tarifas e dos juros.
- Limite máximo de 15 minutos nas filas.
- Mais contratações para atender você melhor.
- Ampliação do horário de atendimento das agências.
- Melhorar a segurança nos bancos.

Denuncie os abusos dos bancos
- Ouvidoria dos bancos
- Banco Central: 0800-979-2345
A ligação é gratuita de qualquer local do Brasil.
- Procon
- Idec: www.idec.org.br

Fonte: Contraf/CUT

Um brasileiro mais próximo da causa de reabilitação do Padre Cícero


Por Renato Casimiro (via Blog do Juazeiro e através do Blog do Crato)

O arcebispo de Belo Horizonte (MG), dom Walmor Oliveira de Azevedo (foto), foi nomeado pelo papa Bento XVI membro da Congregação para a Doutrina da Fé. “O ato do papa é uma deferência e demonstração de confiança e reconhecimento para com a Igreja no Brasil, com a CNBB e a Arquidiocese de Belo Horizonte”, disse dom Walmor, único brasileiro a integrar a Congregação.

Segundo o jornal O Estado de Minas, o comunicado oficial foi feito esta semana pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarciso Bertone. Trata-se de uma das congregações mais antigas, remontando aos tempos medievais (antigamente denominada Santa Inquisição ou Santo Ofício). Ela tem a tarefa de zelar pela Igreja, a verdade da fé e a fidelidade aos seus princípios. “Trabalha com o que a Igreja crê e ensina”, declarou o arcebispo ao jornal O Estado de Minas.
“As questões doutrinais dizem respeito ao ensino teológico e à proclamação zelosa da fé. Terei que estudar muito, pesquisar mais ainda para auxiliar o papa, dar pareceres e examinar as matérias que tratam de moral, fé e das relações com um mundo plural”, explicou dom Walmor, que ficará cinco anos no cargo. Na CNBB, ele preside há seis anos a Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé.

Entre a semana passada e esta semana, em razão das visitas “ad limina apostolorum” dos bispos nordestinos (Nordeste 2 e 1), a causa da reabilitação do Padre Cícero foi relembrada publicamente pelo arcebispo de Maceió, e provavelmente o será também por D. Fernando Panico e/ou por alguém mais da Regional Nordeste 1. Não seria estranho, em razão da expectativa de se colher da Cúria Romana uma posição sobre o andamento dos estudos com o farto dossiê que foi protocolado recentemente. Como a questão fundamental, a da reabilitação, está afeta à Sagrada Congregação da Doutrina da Fé, muito provavelmente este assunto será das próximas preocupações de dom Walmor.

Pensamento para o Dia 23/09/2009


“O homem é uma parte da comunidade humana. A humanidade é uma parte da natureza. A natureza é um membro de Deus. O homem não reconhece essas inter-relações. Hoje, os homens estão esquecendo suas obrigações. O Cosmo é um organismo integral de partes inter-relacionadas. Quando cada um executa seu dever, os benefícios estão disponíveis para todos. O homem tem direito somente a cumprir suas obrigações, e não aos frutos delas. O homem é uma espécie de diretor de palco do que acontece na natureza. Mas, esquecendo de suas responsabilidades, o homem luta por direitos. É tolice lutar por direitos sem cumprir suas obrigações. Todo o caos e todos os conflitos no mundo devem-se ao fato de os homens terem esquecido suas obrigações. Se todos cumprirem seus deveres diligentemente, o mundo será pacífico e próspero.”
Sathya Sai Baba

Por um Cariri globalizado*



Por Luiz Domingos de Luna**

No sul do Estado do Ceará pontua uma região que desde os mais remotos tempos carrega em seus ombros todo um conjunto de “habitat humano” característico desde a consolidação da diocese do Crato, ao unificador Padre Cícero Romão Batista; há todo um manancial histórico, artístico, cultural, literário centrado numa verdadeira fonte de talentos que pulverizam o Brasil nas mais diversos estados.

Sempre esta região foi contemplada por pontos de unificação de sua história que é um modelo de vida para qualquer agrupamento humano. A chama de integração social deve ser uma constante para a preservação da identidade e da cultura peculiar ao povo careirense. O Ponto de coesão da estrutura social do cariri é um legado que deve ser renovado e repassado para as futuras gerações, para a continuidade do corpo vivo na história sul cearense, creio que com o advento da internet; a capilarização da unificação desta região é um imperativo para o momento, assim compreendo, que o fluxo normativo do pulsar existencial de todas as cidades que integram este eixo geográfico, poderia ter uma concentração mais uniforme e coesa, do contrário, poderemos dissipar pontos etnográficos que foram tão bem betumados, untados e unificados pela liga da religião, da cultura, da literatura, da história e finalmente pela própria arte do existir.

A Unificação da Mídia Caririense desde o seu eixo central ao pontos tracejados do espaço/tempo na região é uma necessidade para dar continuidade a este corpo vivo, integrado, inteiro a bailar na pisada do poder do estrago temporal da existência do agora para o feixe de luz que haveremos de deixar para as futuras gerações, pois, o alimento intelectual do fazer no momento, com certeza será o fabrico do tipo do mel que será consumido na história futura.

É dentro deste foco que entendo a necessidade de uma mídia, coesa, forte e integrada nas entranhas da própria história que levou dezenas de anos para a construção deste quadro epistemológico regional.

* Artigo publicado no Jornal do Cariri (janeiro/2009)
**Professor

terça-feira, 22 de setembro de 2009

A FÉ QUE ABANDONAMOS


Inicío esse texto pensando em K. Marx. Ele afirmou: “Não é a religião quem faz o homem, mas o homem quem faz a religião. A religião é a consciênci de si que o homem perdeu ou não adquiriu ainda...A falta da verdadeira religião é o ópio do povo”. Fé e religião estão associados. O que é mais difícil na interpretação de um texto é compreender o contexto que o autor está querendo se referir. O mais fácil é distorcê-lo e divulgar a distorção como se fosse a própria verdade do autor. Existem muitas interpretações e também muitas distorções. Sem dúvida, não existe verdade maior do que aquela que nasce das camadas profundas da fé intuitiva, e por isso mesmo é indizível e intransferível. O original é a própria essência criadora que se manifesta sutilmente na consciência de cada ser humano. Creio que foi o próprio Marx quem afirmou que a tarefa da ciência era distinguir a essência da aparência. E que sem esse trabalho de separação, a ciência perdia a sua função de ser.

Mas A . EINSTEIN, que foi considerado o maior cientista do século XX, afirmou: “Estudem a fé”. O problema da verdade da fé era um norte de Descarte na busca da compreensão das verdades das coisas. E foi nesse caminho que Descartes aperfeiçoou o método científico. Ele mesmo afirmou que no início de sua busca ele não tinha a intenção de descobrir método algum, mas apenas revelar para si o mistério da verdade da fé. No final de sua busca nos mostrou o caminho que fez sintetizado no famoso método científico e relatado no também famoso livro Discurso sobre o Método.

Nesse sentido, a fé também está presente na ciência e foi a convicção nela, que muitos cientistas fizeram as suas grandes descobertas. A questão básica é essa: “Em qual fé esses homens se apoiaram para nos mostrarem a beleza de uma realidade invisível para os nossos olhos leigos e despreparados”. Isacc Newton não era ateu. Ele era místico também. Certamente aprendeu a ouvir a sua fé-intuitiva. Assim, o que se pode perceber que todos os homens (religiosos, cientistas ou místicos) que ajudaram a humanidade a dar um salto de consciência dos fenômenos físicos e metafísicos, de alguma forma aprenderam a separar e distinguir a fé aparente da fé essencial.

A fé aparente é a crença doxológica, ou seja, a crença comum baseada na cultura e nos modelos psicológicos impostos pela sociedade. A fé essencial é uma convicção profunda numa consciência que surge milagrosamente e inesperadamente em cada um. O próprio Cristo nos alertou quando afirmou: “Eu retornarei como um ladrão”. É algo que apanha cada um de surpresa. É o inesperado e portanto iluminado e grande em nós. Raros são os homens que conseguem desenvolver a fé essencial. A maioria se agarra à fé aparente e por isso sofrem as conseqüências do mundo das sugestões e crenças infundadas. A fé essencial é algo nobre que se revela no caráter das pessoas.

Segundo ELLWOOD (1999: “A fé [essencial] não permite nenhuma discriminação ou injustiça, entre seus membros ou na sociedade, com base em credo, raça, sexo, orientação sexual, nível de escolariedade, riqueza ou pobreza relativas. Para cumprir esse ideal, todo cristão deveria ter um compromisso contínuo com o importante trabalho voluntário e não-remunerado, e deveria tentar ser um pacíficador sempre que possível” (p.32) .

Nenhum homem vive numa ilha pois é parte de um imenso continente humano. E a missão de cada um é revelar a beleza da fé essencial nas relações humanas. Infelizmente o mundo moderno deixou-a de praticar. A mística Alice Bayle afirmou: “O homem é um ponto de luz divina, envolto por numerosos envoltórios, como uma luz escondida numa lanterna. Esta lanterna pode ser fechada e escura, ou aberta e radiante. Tanto pode ser uma luz brilhante diante dos olhos dos homens, como uma coisa oculta, sem utilidade para os demais” (BAILEY, Alice A. Do Intelecto à Intuição. Niterói-RJ: Fundação Cultural Avatar, 1984).
-----------------------
ELWOOD, Robert. “A Ética Cristã”. Revista Planeta. Edição 324 – Ano 27 – No 9 – Set.99.

Pensamento para o Dia 22/09/2009


“A fé pode crescer somente pelo cultivo prolongado e pela atenção cuidadosa. Tenha fé; a fé concederá tudo o que você precisa. Não há tarefa que Eu não possa realizar. Você tem fé no Senhor Rama e Krishna, já que leu livros escritos sobre eles. Você não exigiu provas diretas da Divindade deles, exigiu? Primeiro tenha fé e então você vai adquirir provas suficientes. Inicie a disciplina da recitação do Nome Divino. Por que prolongar sua existência como um mero consumidor de comida? Coma, mas transforme a comida em bons atos, bons pensamentos, fala doce. Aja, mas não cause dor aos outros ou aumente a sua miséria.”
Sathya Sai Baba