Seja colaborador do Cariri Agora

CaririAgora! é o seu espaço para intervir livremente sobre a imensidão de nosso Cariri. Sem fronteiras, sem censuras e sem firulas. Este blog é dedicado a todas as idades e opiniões. Seus textos, matérias, sugestões de pauta e opiniões serão muito bem vindos. Fale conosco: agoracariri@gmail.com

terça-feira, 16 de junho de 2009

Passeio sentimental pelas ruas do Crato (final)

Saudades da Cinelândia

Hora de voltar para casa e encerrar o passeio. O sol estava quente e fazia um calor sufocante. Bebericava a garrafinha d’água enquanto fazia o caminho de volta. Fui pela Rua Dr. João Pessoa, antiga Rua Grande. Pensei sobre a mudança dos nomes das ruas do Crato, outrora poéticas e bucólicas: Travessa Califórnia, Rua das Laranjeiras, Rua do Fogo, Rua da Cruz, Rua da Palha, Rua da Pedra Lavrada, Rua da Saudade... Agora, na sua grande maioria, as ruas homenageiam personalidades políticas que pouco ou nada tiveram a ver com o Crato.

Nas imediações do Calçadão, senti uma tristeza profunda ao ver ainda baldio o terreno que antes abrigava o prédio do antigo Grande Hotel, onde no térreo funcionava a Lanchonete Cinelândia, ponto de encontro de várias gerações de cratenses, onde se tomava um concorrido café expresso, apesar de Genésio, um dos proprietários, não ser uma unanimidade como atendente bem-humorado. Pessoalmente, nunca tive do que reclamar. Genésio, talvez em atenção ao meu pai, de quem era grande amigo, sempre me atendeu bem, até com mesura. Várias vezes, ele me dispensou de pagar o cafezinho.

2 comentários:

Arimatéa disse...

Lembro da Lanchonete Cinelândia quando nos anos 80 estudava na URCA e descia do ônibus universitário de Barbalha no horário das 6 da noite. Era aquele burburinho de vários ônibus chegando ao Crato e trabalhadores a caminho de casa depois de mais um dia de trabalho. Descia no centro para ver que filme passava no cinema, ver o movimento da bela cidade do Crato e sempre parava na Cinelândia para tomar salada de frutas. Tempos bons! Em 1998 foi a última vez que fui a bela Crato. Tinha ainda a lanchonete. No ano passado estive em Barbalha(minha terra)e não sei por que não visitei sua belíssima comuna. Mas fica em meu coração a lembrança da inesquecível Lanchonete Cinelândia.
Santa Luzia do Oeste, Rondônia

Carlos Rafael Dias disse...

Prezado Arimatéia,

Tão longe fisicamente, mas tão perto, na lembrança, da terrinha.

Grato pelo belíssimo e singelo comentário.